Caroço no pescoço: o que pode ser e o que fazer

Especialista da área:
atualizado em 31/05/2022

Notar a presença de um caroço no pescoço ao tocar na região ou se olhar no espelho pode assustar. Afinal, o primeiro pensamento que costuma vir à mente é que pode se tratar de um problema grave.

O caroço, também chamado de nódulo ou íngua, pode ocorrer em qualquer região do pescoço por variadas razões. Além disso, ele pode aparecer e desaparecer espontaneamente. 

  Continua Depois da Publicidade  

Normalmente, isso ocorre porque o organismo está combatendo algum tipo de doença ou infecção, ou ainda pode ser devido a alguma questão dermatológica, entre diversas outras causas. 

Portanto, conheça agora quais podem ser as principais causas para o surgimento de caroço no pescoço e o que fazer em cada situação.

Nódulo na tireoide

Problema na tireoide
O caroço no pescoço pode ter relação com a tireoide

Os nódulos na tireoide são caroços que aparecem na parte da frente do pescoço, e podem não apresentar sintomas. Porém, em alguns casos, eles geram inchaço na região, dificuldade para engolir ou dor de garganta.

É necessário consultar um endocrinologista, principalmente nos casos mais severos, em que há sintomas intensos. Ele realizará exames para verificar se o nódulo é benigno ou maligno, isto é, se apresenta riscos para a sua saúde, como em um caso de câncer, ou se é inofensivo.

O que fazer? 

Mesmo que o nódulo seja benigno, será necessário realizar exames anuais para monitorar a região. Isso porque é preciso verificar se não surgiram novos nódulos com algum tipo de risco para a saúde. 

  Continua Depois da Publicidade  

Portanto, preste atenção em qualquer alteração ou sintoma e realize consultas frequentes com o endocrinologista.

Já para nódulos malignos, o profissional da saúde irá te indicar o tratamento mais adequado. Normalmente, isso envolve o uso de remédios e, em casos mais severos, é necessária uma cirurgia para a remoção do nódulo.

Cisto sebáceo

Como mencionado anteriormente, a causa do caroço no pescoço também inclui problemas dermatológicos. O cisto sebáceo se forma na pele devido ao acúmulo de sebo, uma gordura que é responsável pela proteção dos pelos.

Geralmente, ele é benigno, portanto, raramente existem motivos para preocupação. Além disso, o cisto sebáceo costuma ser pequeno, mole e assintomático, exceto em casos de aumento de temperatura, em que pode haver vermelhidão e dor.

O que fazer? 

Apesar dos cistos sebáceos normalmente serem inofensivos, é importante consultar um dermatologista para uma análise mais completa. O profissional te indicará o tratamento ideal, o que pode envolver uma pequena cirurgia para a remoção do cisto.

Tumor maligno

Os nódulos precisam de um monitoramento regular feito por profissionais de saúde. Afinal, eles podem ser benignos, mas também podem ser malignos, o que representa um risco mais grave. Isso porque os malignos podem ser sinal do desenvolvimento de um câncer.

  Continua Depois da Publicidade  

É comum que os nódulos causados por câncer acompanhem sintomas como dificuldade para engolir, engasgos constantes, rouquidão, irritação na garganta e outros. Podem surgir ainda problemas gerais, como a sensação de mal-estar frequente e a perda de peso repentina. O tumor pode atingir tanto a tireoide quanto em qualquer outra região do corpo. 

O que fazer? 

Consulte um médico imediatamente após apresentar qualquer um desses sintomas. Caso o tumor seja diagnosticado ainda no início do desenvolvimento, as chances de lidar com o problema com mais facilidade serão maiores. O médico irá definir tratamento adequado de acordo com a sua situação.

Tumor benigno

Homem com caroço no pescoço
Nem todo caroço no pescoço é fruto de um tumor maligno

Você sabia que nem todos os tumores são sinônimo de câncer? Existem também os tumores benignos e eles podem causar o aparecimento de nódulos. Aliás, utiliza-se o termo “tumor” para descrever o aumento de volume em qualquer parte do corpo.

Esse aumento normalmente ocorre devido ao crescimento do número de células e recebe o nome de neoplasia benigna. Por exemplo, o lipoma e o mioma são tumores benignos. Esses tipos de tumores não invadem os tecidos vizinhos e nem desenvolvem metástases.

O que fazer?

Mesmo em casos de tumores benignos é essencial realizar um acompanhamento médico e seguir o tratamento indicado. Por exemplo, o médico pode recomendar uma cirurgia para a remoção do tumor.

Íngua

O organismo possui algumas maneiras de nos avisar quando algo está errado e as ínguas são uma delas.

  Continua Depois da Publicidade  

Elas têm uma relação com os gânglios linfáticos, que são pequenas estruturas que fazem parte do sistema imunológico e atuam como filtros contra substâncias estranhas. 

Isso porque quando os gânglios linfáticos estão inflamados, as ínguas surgem na forma de caroços, na parte de trás do pescoço ou na lateral atrás da orelha. Normalmente, elas causam dor e desconforto ao toque. 

As ínguas podem aparecer devido a inflamações ou infecções em qualquer região do corpo. Assim, elas tendem a desaparecer quando o problema em questão é tratado.

Por isso, a presença de uma íngua no pescoço não significa necessariamente que o problema se encontra na mesma região. Por exemplo, pode ser uma inflamação no dente ou até mesmo uma gripe. O ideal é consultar um médico para saber com mais certeza o que está causando o problema.

Da mesma forma, caso a íngua permaneça mesmo após algum tempo, a pessoa deve consultar um profissional da saúde, pois o problema pode ser algo mais grave.

O que fazer?

Primeiro, identificar o que está causando a íngua e tratar o problema. Além disso, cuide da sua alimentação, procure ficar em repouso e beba bastante água. Obedeça também às orientações do seu médico de confiança. É possível que ele indique remédios para o alívio da irritação e dor no local. 

Dica extra

Consuma alimentos que contam com propriedades anti-inflamatórias. Isso pode contribuir com o processo da melhora da inflamação e com o desaparecimento da íngua.

Fontes e referências adicionais

Que causa de caroço no pescoço mais chamou a sua atenção? Já sofreu com um desses problemas? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas e profissionais de educação física. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

Deixe um comentário