Cinarizina engorda? Para que serve, posologia e indicação

Especialista da área:
atualizado em 05/04/2021

A cinarizina é um medicamento que pode ser utilizado para a prevenção e o tratamento de uma série de problemas, mas muitas pessoas se perguntam se ela engorda ou não.

  Continua Depois da Publicidade  

Essa dúvida se deve a alguns relatos de ganho de peso por pessoas que fizeram tratamento com a cinarizina, embora esses casos sejam raros.

Por isso, vamos agora conhecer um pouco melhor este medicamento, sua indicação e seus efeitos no organismo, além de descobrir se a cinarizina engorda ou não.

Indicações da cinarizina

A cinarizina é um medicamento indicado para o tratamento e a prevenção de diversos problemas de saúde. São eles:

  • Distúrbios circulatórios cerebrais, como espasmo vascular e arteriosclerose;
  • Sequelas de traumas crânio encefálicos;
  • Enxaqueca;
  • Distúrbios circulatórios periféricos, como úlceras varicosas e cãibras noturnas;
  • Distúrbios do movimento e de equilíbrio, como vertigem, tontura e zumbido;
  • Náuseas e vômitos causados por movimento, como viagens de carro.

Veja também: Remédio para enjoo – 6 mais usados

cinarizina genérico

É verdade que cinarizina engorda? 

Existe o risco de que o uso da cinarizina cause um aumento do apetite e, consequentemente, o ganho de peso. Mas esse efeito colateral ocorre com cerca de 2% das pessoas que fazem tratamento com este medicamento.

Assim, caso você perceba que está ganhando peso durante o seu tratamento, converse com seu médico a respeito desse problema, para saber se o medicamento foi a causa do problema e o que você deve fazer para revertê-lo.

  Continua Depois da Publicidade  

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais da cinarizina podem variar de pessoa para pessoa, desde os mais leves até reações bastante severas. São eles:

  • Sonolência e fadiga;
  • Desconforto estomacal;
  • Náuseas e vômitos;
  • Azia;
  • Doe abdominal;
  • Suor excessivo;
  • Boca seca;
  • Problemas de movimento, como rigidez muscular, tremores e movimentos involuntários;
  • Aumento de peso.

Além disso, quando o medicamento é usado em doses muito altas, pode ocorrer um quadro de overdose, com sintomas bastante graves, como:

  • Fraqueza muscular;
  • Vômitos de difícil controle;
  • Convulsões;
  • Coma.

Contraindicações e cuidados com cinarizina

O remédio é contraindicado para pessoas que tenham alergia à cinarizina ou a qualquer outro componente da sua fórmula. Além disso, este medicamento deve ser usado com cuidado em alguns grupos de pessoas, como:

  • Pessoas com diagnóstico de Mal de Parkinson, uma vez que pode piorar os sintomas da doença;
  • Mulheres grávidas ou que estejam amamentando, pois não existem estudos suficientes para garantir que o medicamento é seguro para o bebê.

Como utilizar a cinarizina 

Antes de tudo, é importante lembrar que somente um médico responsável pelo seu tratamento pode prescrever a cinarizina, e que a automedicação pode causar diversos problemas de saúde.

Mas, de forma geral, a dose de cinarizina depende da indicação do uso, como veremos a seguir:

  • Náuseas e vômitos: Um comprimido de 25 mg antes de viajar, podendo repetir a dose a cada seis horas;
  • Problemas de equilíbrio: Um comprimido de 25 mg três vezes ao dia, ou um comprimido de 75 mg uma vez ao dia;
  • Distúrbios circulatórios periféricos: Dois ou três comprimidos de 25 mg três vezes ao dia, ou dois a três comprimidos uma vez ao dia;
  • Distúrbios cerebrais: Um comprimido de 25 mg três vezes ao dia, ou um comprimido de 75 mg uma vez ao dia.

Além disso, a cinarizina pode ser usada após as refeições, como forma de diminuir o desconforto gástrico que pode ser causado pelo medicamento.

  Continua Depois da Publicidade  

Dicas e cuidados

  • Evite o uso de bebidas alcóolicas enquanto estiver em tratamento com cinarizina, pois este medicamento pode ter seus efeitos colaterais aumentados pelo uso do álcool;
  • Como este medicamento contém açúcar em sua composição, ele deve ser usado com cautela por diabéticos;
  • Nunca pare o tratamento ou modifique a dose da cinarizina por conta própria.

Você conhece alguém que tenha engordado com a cinarizina? Tem receio de utilizar esse medicamento por conta de seus efeitos colaterais? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (31 votos, média 3,87)
Loading...
Sobre Marcela Gottschald

Marcela Gottschald é Farmacêutica Clinica - CRF-BA 8022. Graduada em farmácia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 2013. Residência em Saúde mental pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Experiência em pediatria e nefrologia, com ênfase em unidade de terapia intensiva. Ela faz parte da equipe de redatores do MundoBoaForma.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário