Como combater a dor de cabeça na menopausa

Especialista da área:
atualizado em 10/03/2022

Ao lado de ondas de calor, desconforto durante o sexo, mudanças emocionais e dificuldades para dormir, os sintomas da menopausa podem incluir uma desagradável dor de cabeça. 

Mas, calma que há uma boa notícia! Afinal, é possível combater ou ao menos tentar aliviar a dor de cabeça na menopausa. Então, vamos conhecer algumas estratégias.

  Continua Depois da Publicidade  

Fique de olho na alimentação

Tudo que uma mulher come pode influenciar a sua dor de cabeça, por isso é preciso ficar de olho na dieta. Algumas comidas e bebidas são gatilhos, ou seja, podem disparar o sintoma. Os mais comuns incluem:

  • Álcool, especialmente vinho tinto
  • Queijos envelhecidos, como o parmesão
  • Cafeína
  • Chocolate
  • Produtos laticínios
  • Adoçantes artificiais.

Entretanto, o alimento que dispara a dor de cabeça na menopausa em uma mulher não é o mesmo para outra. Portanto, é preciso prestar atenção na dieta para identificar quais podem ser as comidas e bebidas que são gatilhos para você.

Algo que pode ajudar nessa descoberta é manter um diário alimentar em um caderninho, no celular ou computador. Sempre que a dor de cabeça atacar, você registra no diário o que comeu horas antes dela aparecer. 

Com o passar do tempo será possível identificar algum padrão e definir quais comidas e bebidas são gatilhos para a sua dor de cabeça. Então, o próximo passo será cortar esses alimentos para checar na prática se eles realmente têm alguma ligação com o sintoma.

Além disso, fazer as refeições sempre no mesmo horário também pode contribuir com o alívio das dores de cabeça na menopausa.

  Continua Depois da Publicidade  

Reduza o sal e beba bastante água 

Água na menopausa
É importante aumentar o consuma de água durante a menopausa

Ainda falando sobre a dieta, para combater a dor de cabeça na menopausa é importante diminuir o consumo de sal. Isso porque o seu excesso pode estimular a retenção de líquidos, que pode provocar dor de cabeça. 

Beber uma quantidade suficiente de água todos os dias também é muito importante. Além de ajudar contra a retenção de líquidos, manter-se hidratado é essencial porque a desidratação também pode gerar dor de cabeça.

Exercícios físicos contra a dor de cabeça na menopausa

Junto de todos os benefícios que os exercícios trazem para a saúde e boa forma, eles também podem auxiliar a prevenir a dor de cabeça. A meta deve ser praticar 30 minutos de exercício, três a quatro dias por semana.

Por exemplo, você pode fazer caminhada, natação ou uma aula de spinning. Mas, o ideal é começar devagar e aumentar a intensidade aos pouquinhos, de preferência com acompanhamento profissional. Até porque se jogar direto em um treino pesado pode causar dores de cabeça.

Cuide do sono e relaxe

Dormir e acordar sempre no mesmo horário todos os dias é outra estratégia indicada para tentar amenizar as dores de cabeça na menopausa. 

É claro que quando a menopausa provoca dificuldades para dormir, isso se torna mais desafiador. Há truques para dormir melhor que podem ser úteis.

  Continua Depois da Publicidade  

Ao mesmo tempo, recomenda-se tentar manter o estresse sob controle por meio de métodos de relaxamento como respiração profunda, massagens e exercícios físicos.

Suplementos e medicamentos

Alguns suplementos como vitamina B2, butterbur (Petasites hybridus ou chapéu de aba larga), magnésio, vitamina D e coenzima Q10 prometem ajudar a prevenir a dor de cabeça. 

Remédios como Migral, Naratriptana e Sumatriptana podem ser usados contra a dor de cabeça na menopausa, porém, devem ser usados apenas sob a orientação do médico ginecologista.

Acupuntura

Embora as opiniões sobre a acupuntura sejam divididas, o método que vem da medicina tradicional chinesa é conhecido por tratar diversos tipos de dores e pode ser uma opção.

Por que algumas mulheres sentem dor de cabeça na menopausa?

Mulher com dor de cabeça
Muitas mulheres de fato começam a ter muita dor de cabeça na menopausa

Nos anos anteriores à menopausa (perimenopausa), muitas mulheres que já tiveram dores de cabeça associadas a fatores hormonais podem sofrer com enxaquecas mais frequentes e intensas. Isso ocorre por conta de oscilações nos níveis hormonais.

É possível que até mesmo as mulheres que nunca sofreram com dores de cabeça hormonais comecem a ter dor de cabeça durante a perimenopausa.

  Continua Depois da Publicidade  

Para algumas mulheres, as enxaquecas melhoram quando os períodos menstruais cessam, enquanto para outras não. Além disso, a terapia de reposição hormonal pode piorar as dores de cabeça em algumas mulheres, porém pode também melhorar essas dores em outras mulheres.

Ou seja, cada mulher é única e não há como determinar se a dor de cabeça vai ser um sintoma presente na menopausa.

Entretanto, se o sintoma te afetar ao ponto de atrapalhar as suas atividades diárias, procure ajuda médica, não apenas para encontrar uma forma mais eficaz de aliviar o problema, mas também para conferir se a dor de cabeça não pode ter relação com algum problema de saúde que exige um tratamento especial. Conheça outras possíveis causas da dor de cabeça

Outros sintomas da menopausa

Além da dor de cabeça na menopausa e dos sintomas já citados, a mulher que passa por essa fase ainda pode ter:

  • Suores noturnos
  • Ondas de frio
  • Secura vaginal
  • Necessidade mais frequente de urinar
  • Pele, olhos ou boca ressecada
  • Alterações na libido
  • Taquicardia
  • Dores musculares e nas articulações
  • Dificuldade de concentração
  • Lapsos de memória
  • Ganho de peso
  • Cabelos mais ralos ou queda dos fios.
Fontes e referências adicionais

Você tem sentido muita dor de cabeça na menopausa? Que outros sintomas mais têm incomodado? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

Deixe um comentário