Como remover e prevenir o tártaro nos dentes

Especialista da área:
atualizado em 02/02/2022

Manchas amareladas nos dentes, principalmente na margem gengival, indicam a presença de tártaro, que é o resultado do endurecimento de placas bacterianas. Esse é um problema que deixa todo mundo desconfortável, porque além de ser prejudicial à saúde, afeta a estética do sorriso. 

Não é fácil eliminar o tártaro, tanto que o dentista utiliza instrumentos de raspagem e ultrassom, para conseguir removê-lo. Apesar das prateleiras das farmácias estarem cheias de produtos caros para remoção de tártaro e clareamento, eles podem ser perigosos para o esmalte, que é a camada protetora dos dentes. 

  Continua Depois da Publicidade  

A boa notícia é que há opções caseiras que ajudam a prevenir a formação de placas bacterianas e tártaros, e também ajudam a manter o tratamento realizado no dentista, sem trazer riscos à sua saúde bucal. 

Veja o que são placa bacteriana e tártaro, como removê-los e algumas opções caseiras que vão te ajudar a preveni-los. 

O que são placa bacteriana e tártaro?

Mulher no dentista
Existem fatores que tornam mais suscetíveis a formação de placas e tártaros

O tártaro se forma pelo endurecimento de uma placa bacteriana que ficou acumulada nos dentes. Essa placa é formada por camadas de bactérias que vão se depositando, uma sobre a outra, com o passar do tempo. O fio dental é a solução mais eficaz para eliminar essas camadas, impedindo que formem placas e, consequentemente, tártaros. 

Diferentemente do tártaro, que é uma “pedra” amarela grudada nos dentes, a placa bacteriana é uma camada incolor e pegajosa. O primeiro sinal de que há placas bacterianas nos dentes é a halitose (mau hálito). Ela é a origem de vários problemas além do tártaro, como a cárie, a gengivite e a periodontite.  

As placas bacterianas se formam pela ação das bactérias presentes na saliva, que quebram o carboidrato ingerido nos alimentos e bebidas, formando um ácido, que se mistura às sobras de comida entre os dentes. 

  Continua Depois da Publicidade  

Por isso, o tártaro tende a se localizar próximo aos ductos produtores de saliva, entre os dentes inferiores da frente e nos dentes superiores posteriores, junto ao primeiro molar. 

Existem fatores que podem te deixar mais suscetível à formação de placas e tártaros, pois dificultam a higienização: 

  • Uso de próteses dentárias 
  • Uso de aparelhos ortodônticos
  • Uso de contenção fixa
  • Problemas na restauração ou obturação do dente

Como o tártaro é poroso, a coloração das bebidas adere a ele com mais facilidade. Assim, quem bebe muito chá, café ou refrigerantes pode ficar com os dentes mais manchados nos locais onde houver tártaro. Da mesma forma, os fumantes podem ficar com manchas mais evidentes nos dentes, pela combinação do fumo com o tártaro. 

Como prevenir a placa bacteriana e o tártaro

Com simples passos você consegue evitar o tártaro

  1. Faça a higiene bucal todos os dias após as refeições e antes de dormir. Além de prevenir o tártaro você consegue evitar outras doenças, como a cárie.
  2. Não deixe de usar o fio dental. Só ele é capaz de evitar a formação e o endurecimento da placa bacteriana entre os dentes e nos lugares mais escondidos do sorriso.
  3. Lembre-se também do enxaguante bucal, que tem o papel de finalizar a higiene e proteger sua boca dos micro-organismos.
  4. Tenha uma boa dieta. Alimentos mais açucarados ou cheios de carboidratos produzem mais placa bacteriana. Somando esse fator com uma má higiene, resulta no tártaro.
  5. Vá ao dentista regularmente. A cada seis meses ou um ano visite esse profissional para saber como anda sua saúde bucal e realizar uma profilaxia que mantém sua boca livre do tártaro.

Portanto, não deixe de escovar seus dentes e usar fio dental após todas as refeições e, principalmente, antes de dormir.

Durante o sono, o ambiente bucal fica mais propenso às bactérias devido ao baixo fluxo salivar. Como a saliva é a proteção dos dentes, a pouca quantidade deixa sua boca exposta aos micro-organismos, aumentando as chances para a formação do tártaro e de cáries dentárias.

  Continua Depois da Publicidade  

Não abra mão de ritual e faça do seu sorriso um cartão de visitas saudável.

Como remover a placa bacteriana e o tártaro

Mulher no dentista
O tártaro é removido em um procedimento chamado destartarização ou tartarectomia

A remoção diária da placa bacteriana é o método mais eficaz para prevenir a formação de tártaros, e você pode fazer isso em casa, com o uso diário de fio dental nas escovações.

Uma vez formado o tártaro, já não é possível removê-lo em casa, pois se adere firmemente à superfície dos dentes. Veja algumas dicas de como escovar bem os dentes, evitando alguns erros comuns na escovação.

O tártaro é removido em um procedimento chamado destartarização ou tartarectomia, que é a primeira fase da limpeza bucal ou profilaxia. O dentista utiliza instrumentos de ultrassom e curetas, para raspar os dentes.

Em seguida, é feito o polimento, que remove as placas bacterianas, combinado com jatos de ar, água e bicarbonato de sódio. Por fim, o profissional aplica flúor, para prolongar o efeito do tratamento. 

Opções caseiras que podem ajudar a prevenir o tártaro

Cremes dentais contendo bicarbonato de sódio podem ajudar a combater a formação de placa bacteriana

As opções caseiras são úteis na etapa preventiva, que tem como objetivo combater as bactérias, impedindo-as de formarem placas que podem evoluir para tártaros. 

  Continua Depois da Publicidade  

Use creme dental contendo bicarbonato de sódio

A nossa boca abriga uma grande quantidade de bactérias, algumas são boas e outras prejudiciais, pois podem causar doenças. A bactéria Streptococcus mutans, por exemplo, é a causadora da cárie

O bicarbonato de sódio possui propriedades antimicrobianas, por isso reduz a quantidade de bactérias na boca, prevenindo as cáries dentárias e a formação de placas bacterianas, que tendem a evoluir para tártaros.  

Em um estudo clínico de 3 meses de duração feito pelo American Dental Association, publicado em 2017, o grupo que utilizou o creme dental (dentifrício) com bicarbonato de sódio obteve resultados significativamente melhores do que o grupo controle que utilizou creme dental com flúor, na redução da inflamação gengival em (melhora de 12,6%), sangramento gengival (melhora de 44,2%) e placa bacteriana (melhora de 9,6%).

O bicarbonato de sódio é uma substância básica, que é o contrário de ácida. Por causa dessa propriedade química, ele equilibra a acidez na saliva causada pela ação das bactérias durante a digestão do açúcar presente nos alimentos.

A acidez na boca provoca a desmineralização dos dentes, que é a perda do cálcio presente no esmalte que recobre e protege a superfície dos dentes.  

Desse modo, escovar os dentes com creme dental contendo bicarbonato de sódio é uma maneira segura de combater as bactérias que causam placas e cáries. 

Cuidados com a utilização de cremes dentais contendo bicarbonato de sódio

Entretanto, não é recomendado o uso diário de cremes dentais abrasivos, como os que contém bicarbonato de sódio, que podem danificar o esmalte dos dentes. Seu uso deve ser, preferencialmente, indicado e acompanhado por um profissional.

Normalmente esse tipo de creme dental é utilizado durante um período determinado de tempo, e durante uma escovação do dia apenas, para alcançar os resultados desejados sem causar prejuízos aos dentes.

Bochecho com óleo de coco

Um estudo piloto publicado em 2020 no European Journal of Dentistry concluiu que o bochecho com óleo de coco pode ser um método usado para remover as bactérias da boca. Outros estudos mostraram que o óleo de coco pode ser tão eficaz quanto a clorexidina, um enxaguante receitado para eliminar bactérias e tratar doenças como gengivite e periodontite. 

O óleo de coco possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, além de possuir ácido láurico, que tem propriedades antimicrobianas. Quando usado no bochecho, além de eliminar as bactérias, o óleo de coco promove a formação de uma película sobre os dentes que dificulta a formação de tártaro e placas bacterianas. 

No estudo conduzido para avaliar os efeitos do óleo de coco na remoção de placas bacterianas e tratamento da gengivite, os pesquisadores observaram uma redução de aproximadamente 50% das placas bacterianas e melhora dos sintomas de gengivite nos participantes da pesquisa. 

Para fazer o bochecho com óleo de coco, siga esses passos: 

  • Coloque uma colher de óleo de coco na boca.
  • Bocheche durante 5 a 10 minutos.
  • Cuspa o óleo de coco e enxague a boca.
  • Faça este bochecho de 1 a 2 vezes por dia.

Essas opções caseiras podem ser adicionadas à sua rotina de higiene bucal.

Fontes e referências adicionais

Você já fez raspagem de tártaro com um dentista? Você costuma usar fio dental todos os dias? Já testou alguma dessas opções caseiras para prevenir a formação de placas bacterianas e tártaros? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

Deixe um comentário