Trealose

Conheça o Açúcar Natural que Reduziu o Risco de Diabetes em Ratos

O açúcar pode ser o principal vilão do nosso tempo, conhecido por ser uma das principais causas do desenvolvimento de diabetes. Mas agora os pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Washington em St. Louis (WUSTL) descobriram uma nova maneira de reduzir o risco dessa condição – a trealose, que é um açúcar natural que pode privar o fígado de glicose e ativar um gene que melhora a sensibilidade à insulina e desencadeia a queima de mais gordura.

A síndrome metabólica, um grupo de condições relacionadas incluindo obesidade, diabetes e doença hepática gordurosa, é uma das principais preocupações de saúde atualmente. Dietas ricas em açúcares e gorduras são os principais culpados, pois o corpo se esforça para acompanhar o aumento dos níveis de glicose na corrente sanguínea. O corpo deixa de responder à insulina – o hormônio que processa a glicose em energia – e, por sua vez, a resistência à insulina pode levar à diabetes tipo 2.

Nesse sentido, a trealose pode ser a chave. Este açúcar natural é composto de duas moléculas de glicose, e já foi relacionada ao tratamento de aterosclerose. No novo estudo, a equipe da WUSTL investigou a trealose como um possível tratamento para doenças metabólicas, dosando a trealose na ingestão de água de ratos em testes e vendo quais genes foram ativados em seus fígados.

Os ratos que receberam trealose apresentaram toda uma gama de efeitos positivos. Eles fizeram melhor uso de sua insulina natural, queimaram mais calorias, tiveram uma temperatura corporal mais alta, ganharam menos peso, acumularam menos gordura (particularmente no fígado) e tiveram menos gorduras e biomarcadores de colesterol no sangue.

Curiosamente, a água potável com trealose protegeu até os ratos que foram alimentados com uma dieta que induziria à obesidade e aqueles que eram geneticamente propensos à obesidade.

A chave, segundo os pesquisadores, era um gene chamado Aloxe3, que a trealose ativa reduzindo a quantidade de glicose que chega ao fígado. Isso leva aos benefícios para a saúde vistos nos ratos de teste.

No entanto, este açúcar natural não foi a única maneira de obter estes benefícios – dando a outro grupo de ratos nada além de água por um período de dois dias, a equipe descobriu que o jejum parece usar o mesmo meios para o mesmo efeito.

“Nós aprendemos que este gene, o Aloxe3, melhora a sensibilidade à insulina da mesma forma que medicamentos comuns contra o diabetes – chamados tiazolidinedionas – melhoram a sensibilidade à insulina”, diz Brian DeBosch, um dos autores do estudo. “E nós mostramos que a ativação do Aloxe3 no fígado é desencadeada pela trealose e pelo jejum, possivelmente pelo mesmo motivo: privar o fígado de glicose.”

“Em ratos, esse gene é ativado como parte do que parece ser a resposta normal do jejum. Nossos dados sugerem que o jejum – ou a administração de trealose em uma dieta normal – faz com que o fígado mude de maneira benéfica a forma como processa os nutrientes e, se a glicose puder ser bloqueada pelo fígado com uma droga, pode ser possível colher os benefícios do jejum sem limitar estritamente a comida”.

Como com qualquer descoberta desse tipo, os pesquisadores apontam que ainda há muito trabalho a ser feito antes de tratarmos a diabetes com a água com trealose. A equipe diz que as enzimas do trato digestivo podem quebrar as moléculas de trealose antes que elas possam ajudar, embora um açúcar similar chamado lactotrealose tenha sido testado e considerado mais resistente, enquanto ainda oferece os mesmos benefícios.

A pesquisa foi publicada na revista JCI Insight.

Você já tinha ouvido falar deste açúcar natural? Acredita que ele possa mesmo ajudar a diminuir o risco de diabetes? Consumiria tendo esse propósito? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (11 votos, média: 4,36 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*