Dor na Língua – Causas e O Que Fazer

Especialista:
atualizado em 19/05/2020

Se você já sentiu uma estranha dor na língua e está preocupado com isso, saiba aqui as possíveis causas de dor na língua e o que fazer em cada caso para tratar o problema.

Qualquer problema que afeta a língua como as aftas na região da boca é ruim, pois além de influenciar no paladar, dores na língua podem prejudicar a fala e até o apetite.

A dor na língua costuma ser passageira e sem importância, mas se além da dor na língua, você também está sentindo algum desconforto na garganta ou algum tipo de tosse, é importante procurar orientação médica e estar por dentro dos melhores remédios para a tosse e a dor de garganta e saber também quais são os remédios usados para a amigdalite.

Outro sintoma que pode eventualmente acompanhar a dor é o formigamento na língua. Quando esses sinais são temporários, não há nada de errado, mas se o desconforto continuar, é necessário diagnosticar e tratar a dor na língua.

Dor na Língua

A língua é um músculo encontrado na boca que é essencial para mastigar, engolir e falar. Sentir dor na língua pode dificultar essas funções, mas geralmente não é causa de preocupação. Na maioria dos casos, a dor na língua desaparece sozinha. E quando o tratamento é necessário, ele costuma ser bem simples e eficiente.

Entenda o que pode ser a sua dor na língua para saber como aliviar esse desconforto.

Causas de dor na língua

– Trauma ou lesão

Morder a língua sem querer, comer ou beber algo muito quente ou ranger os dentes. Todos esses exemplos podem lesionar a língua e causar dores.

O que fazer

Em casos de traumas involuntários, a única coisa que pode ser feito é esperar o machucado cicatrizar. Já o hábito de ranger dentes pode ser corrigido com o auxílio de um dentista para evitar danos à língua e aos dentes.

– Herpes

A herpes é uma infecção viral causado pelo vírus herpes simples. A condição é contagiosa e pode ser transmitida para outras pessoas com facilidade por meio do contato pele a pele ou através do compartilhamento de objetos de uso pessoal.

Tratam-se de pequenas bolhas com pus que surgem na boca e que formam uma crosta durante o processo de cura.

Embora a herpes geralmente apareça nos lábios, a infecção também pode afetar a língua, causando sintomas como dor, queimação e formigamento. Entenda melhor o que é esse vírus e se herpes simples tem cura.

O que fazer

Remédios antivirais podem ser prescritos para reduzir a duração dos sintomas e a gravidade das feridas, mas geralmente o problema desaparece sozinho dentro de alguns dias.

– Afta

A afta é uma lesão pequena que pode surgir em vários locais da boca, inclusive na língua. Quando as aftas ficam maiores e mais graves, o problema passa a ser chamado de úlcera. Geralmente, elas têm uma aparência esbranquiçada, mas também podem ser avermelhadas, amareladas ou acinzentadas.

Uma afta pode surgir por vários motivos. Alguns deles incluem:

  • Comer algo duro ou cortante;
  • Parar de fumar;
  • Morder a língua;
  • Sentir estresse ou ansiedade;
  • Passar por alterações hormonais;
  • Ingerir determinados alimentos.
O que fazer

As aftas demoram uma ou duas semanas para melhorar sem tratamento. É possível tomar analgésicos sem receita para aliviar a dor e evitar consumir alimentos apimentados ou ácidos que podem irritar ainda mais o local.

Veja os remédios para aftas mais usados e como eles atuam.

– Inflamação

Inflamações na língua podem causar dor e inchaço. Os médicos chamam esse tipo de inchaço na língua de papilas aumentadas ou de papilite lingual transitória quando o inchaço é menor.

O que fazer

Em geral, a inflamação se resolve sozinha e não é necessário usar nenhum tipo de anti-inflamatório, a menos que você sinta bastante dor.

– Sapinho

Conhecida popularmente como sapinho, a candidíase oral é uma infecção causada por fungos do gênero Candida. O sapinho afeta principalmente quem tem um sistema imunológico mais fraco como os bebês e os idosos e é facilmente identificado através de manchas brancas na língua.

O que fazer

O mais importante é evitar o contato direto com outras pessoas para evitar que a infecção se espalhe. Em alguns casos, pode ser preciso usar remédios antifúngicos, mas normalmente a infecção melhora sozinha em alguns dias.

– Síndrome da boca ardente

Além da dor, a síndrome da boca ou da língua ardente causa a sensação de ardência ou queimação na língua ou em outras regiões da boca. Outros sinais dessa síndrome incluem boca seca, sede intensa e alterações no paladar.

O que fazer

O tratamento vai depender da causa que podem ser várias. A origem do problema pode ser psicológica ou causada por infecções ou episódios de refluxo. Assim, o tratamento pode variar da terapia ao uso de medicamentos como antibióticos ou antiácidos, por exemplo.

– Glossite

A glossite é um tipo de inflamação que afeta a língua de várias formas diferentes dependendo do tipo da glossite. Independentemente do tipo de inflamação, a língua fica bem dolorida.

O que fazer

O tratamento vai depender do tipo de glossite e também da intensidade da dor e pode incluir o uso de anti-inflamatórios, corticosteroides, antifúngicos ou antibióticos.

– Sensibilidade alimentar ou alergia

Alguns alimentos podem ser os responsáveis pela dor na sua língua. Sensibilidades ou alergias alimentares como a síndrome de alergia oral, por exemplo, é uma condição em que alimentos como frutas cruas, vegetais ou nozes sensibilizam a língua causando dor, coceira, irritação na garganta e inchaço na língua e nos lábios.

Entenda ainda quais são as diferenças entre a alergia e a intolerância alimentar.

O que fazer

Uma vez que o alimento que causa a sensibilidade ou a alergia for detectado, o ideal é eliminá-lo da dieta para evitar mais problemas. Mas se você sofrer uma reação alérgica grave, é preciso procurar atendimento médico imediato e ter sempre com você um auto injetor de adrenalina caso ainda não tenha detectado o alimento responsável por todo esse transtorno.

– Fumo

Fumar ou parar de fumar pode causar dor na língua. Além disso, fumar faz com o risco de desenvolver câncer na boca ou na garganta aumente.

Além de prejudicar a língua, o hábito de fumar pode causar outros males como:

  • Cárie e perda dentária;
  • Mau hálito;
  • Manchas nos dentes;
  • Aspereza na língua devido ao crescimento de bactérias e leveduras;
  • Manchas marrons nas gengivas;
  • Palato ou céu da boca espessado pálido ou branco.

Um relatório divulgado em 2010 pela Centers for Disease Control and Prevention (CDC) garante que, ao deixar de fumar hoje, uma pessoa pode diminuir pela metade o risco de desenvolver câncer de boca nos próximos cinco anos.

– Deficiência nutricional

Uma deficiência nutricional pode ser a causa da sua língua dolorida. É o caso da deficiência de vitamina B12, ferro, zinco ou folato. No caso da falta de vitamina B12, a língua pode adquirir uma cor avermelhada mais forte. Já a falta de zinco pode resultar na sensação de queimação na língua. Sintomas adicionais podem incluir:

  • Tontura;
  • Fadiga;
  • Fraqueza muscular;
  • Perda de peso inexplicável;
  • Dormência ou formigamento nas mãos e nos pés;
  • Irregularidade nos batimentos cardíacos.

O que fazer

Nesse caso, o tratamento envolve a manutenção de uma dieta bem equilibrada e o uso de suplementos vitamínicos para corrigir a deficiência nutricional.

– Neuralgia

A neuralgia é uma condição resultante da irritação ou de danos nos nervos. Um dos possíveis sintomas é uma dor recorrente na língua. Geralmente, a dor é desencadeada por algum evento como a deglutição, por exemplo, e pode vir acompanhada de uma sensação de choque elétrico.

O que fazer

O tratamento da neuralgia é feito com medicamentos, ou então, com cirurgia para corrigir os danos nos nervos.

– Doença de Behçet

Essa doença causa inflamação nos vasos sanguíneos do corpo e é uma das causas mais improváveis de dor na língua. Ainda assim, a doença de Behçet pode causar feridas na boca que perduram por até três semanas, gerando irritação e dor.

O que fazer

É preciso fazer um diagnóstico bem detalhado para verificar se você tem a doença ou não. Outros sintomas comuns dessa condição que devem ser considerados são feridas na pele, dor nas articulações, inflamação nos olhos, problemas digestivos e úlceras genitais.

– Líquen plano

Trata-se de um problema crônico da pele que pode causar erupções cutâneas, coceira na pele e manchas brancas ou dor na língua. Também é possível sentir uma queimação na boca ao se alimentar.

O que fazer

Por se tratar de um problema crônico, é indicado procurar um dermatologista para que ele prescreva o melhor plano de tratamento para reduzir esses sintomas.

– Uso de medicamentos

Alguns remédios anti-inflamatórios como o naproxeno e os betabloqueadores podem causar feridas na língua que resultam em dor. Certos enxaguantes bucais podem gerar o mesmo efeito.

O que fazer

Se a dor na língua é causada por algum remédio, é recomendado conversar com seu médico para que a dose seja ajustada ou então para trocar a medicação por outra que não cause esse efeito colateral.

– Pênfigo vulgar

O pênfigo vulgar é um distúrbio pouco conhecido e muito raro que pode causar feridas dolorosas na boca ou na região genital. Tais feridas são bolhas na boca que podem se romper e causar uma infecção. Além da dor na língua e em outras partes da boca, se alimentar pode se tornar mais difícil.

O que fazer

Para tratar o pênfigo vulgar é necessário consultar um médico especialista que será capaz de indicar os medicamentos certos.

– Síndrome de Sjögren

Esse distúrbio autoimune rara causa inflamações nas glândulas salivares e lacrimais, deixando a boca e os olhos secos. Alterações na pele, dor nas articulações e outros sintomas podem ser observados.

Por causa da boca seca, a língua também fica seca a mais propensa a desenvolver úlceras e fissuras que causam dor e desconforto.

O que fazer

O tratamento é baseado no controle dos sintomas e pode incluir o uso de medicamentos, colírios ou cirurgia ocular, além de caprichar na hidratação do corpo.

– Tumor

Muito raramente, a dor na língua pode ser um sinal de câncer na boca. Mas, nesse caso, é preciso descartar todas as outras possibilidades antes de considerar um câncer bucal devido à raridade da doença.

Geralmente, um nódulo se desenvolve primeiro e apenas semanas depois pode ocorrer a dor. Além de prestar atenção em nódulos, é importante observar se existem outros sintomas como feridas que sangram ou que não cicatrizam, dor para mastigar ou engolir, dentes moles e espessamento da pele que reveste a boca.

O que fazer

Caso sua dor na língua seja persistente e exista uma ferida ou caroço que nunca melhore na região, você pode procurar um médico para fazer um check-up. Se um câncer for realmente confirmado, o tratamento pode envolver quimioterapia, radioterapia ou cirurgia.

Como tratar a dor na língua

Além das dicas que já demos para cada situação, há algumas medidas gerais que você pode adotar para cuidar da saúde bucal. Hábitos saudáveis de saúde bucal, por exemplo, podem aliviar a dor e prevenir problemas. Também há muitas opções de medicamentos e remédios caseiros para melhorar a dor. Confira quais são as melhores formas de tratar a sua dor.

Bons hábitos de saúde bucal

Manter a boca saudável ajuda a tratar problemas na língua e a evitar complicações. Os hábitos são simples e devem ser adotados diariamente. São eles: 

  • Escovar os dentes ao menos duas vezes ao dia usando creme dental com flúor;
  • Usar o fio dental pelo menos uma vez ao dia;
  • Consultar um dentista de 6 em 6 meses ou de acordo com a frequência recomendada.

Você até pode escovar a língua para evitar o mau hálito, mas é recomendado fazer essa escovação suavemente para que a língua não fique irritada.

Os enxaguantes bucais à base de álcool devem ser evitados se a sua língua for sensível ou se você tiver algum problema com a boca seca, por exemplo.

Outra dica que pode ser útil durante a dor é procurar usar um creme dental que não contenha laurel sulfato de sódio em sua composição, pois há relatos de que isso alivia a dor na língua.

Medicamentos

Depois de descobrir a causa da dor na língua, um médico pode prescrever remédios para tratar o problema. Já citamos alguns deles, mas abaixo você encontra uma lista completa das suas opções dependendo da causa da dor.

– Antibióticos

Em caso de infecção bacteriana, o antibiótico é o melhor tratamento. Mas é importante tomar direitinho e durante todo o tempo de prescrição, mesmo que os sintomas desapareçam antes. Isso é feito para evitar que as bactérias se tornem resistentes e a infecção volte ainda mais forte depois.

– Antifúngicos

Se a candidíase oral for um problema, você pode usar remédios antifúngicos. Exemplos incluem o fulcanazol e o clotrimazol.

– Esteroides

Os anti-inflamatórios esteroides têm ação anti-inflamatória potente que reduz a inflamação na língua quase que instantaneamente.

– Benzocaína

Trata-se de um remédio com propriedades anestésicas que ajuda a mascarar a dor e o desconforto na língua. A benzocaína pode ser encontrada em forma de pomadas ou de sprays, sendo que este ultimo é a melhor opção para aplicação na língua.

– Enxaguante bucal com água oxigenada ou antimicrobiano

Há enxaguantes bucais mais fortes compostos por substâncias bactericidas ou água oxigenada, que um dentista pode te prescrever para prevenir ou tratar infecções na boca.

– Vitaminas

Se a sua deficiência nutricional está causando a dor na língua, é importante repor as vitaminas e minerais que estão faltando. Um suplemento multivitamínico ou um complexo de vitamina B pode ajudar, mas o mais indicado é realizar alguns exames par saber exatamente o que você precisa repor.

Caso procure algumas dicas sobre suplementos vitamínicos, veja como escolher o melhor multivitamínico para você.

Remédios caseiros

Problemas menos graves que não envolvem infecção podem ser tratados com remédios caseiros. Alguns deles incluem:

– Babosa

A babosa, ou Aloe vera, tem propriedades calmantes que ajudam a aliviar a dor. Enxaguar a boca com uma solução contendo babosa pode amenizar o desconforto.

– Bicarbonato de sódio

Mais uma opção de enxague é uma mistura de ½ xícara de água morna com 1 ½ colher de chá de bicarbonato de sódio. Também é possível fazer uma pasta com bicarbonato e um pouco de água para aplicá-la diretamente no local da dor.

– Leite de magnésia

O leite de magnésia tem propriedades antiácidas que ajudar a aliviar a dor e a promover a cicatrização em casos de lesões na boca. O efeito é ainda melhor se a causa da ferida na língua for resultado de problemas digestivos como o refluxo ácido.

– Água salgada

Fazer gargarejo com água salgada diminui a inflamação, reduz o risco de infecção e controla a dor. Basta misturar uma colher de chá de sal com um copo de água morna, gargarejar e cuspir.

– Mel

O mel é um bactericida natural que pode ser eficaz no tratamento de feridas. Ele pode ser aplicado diretamente sobre a língua ou então adicionado em um chá de sua preferência.

– Óleo de coco

O óleo de coco apresenta propriedades bactericidas, antivirais e antifúngicas que podem melhorar vários tipos de lesão na língua. Aplique um pouco do óleo na área dolorida e espalhe. Deixe agir por alguns minutos e em seguida enxague bem a boca.

– Peróxido de hidrogênio

Esse antisséptico pode ser usado para tratar infecções e feridas na boca. O ideal é usar um peróxido de hidrogênio pouco concentrado e diluí-lo em água em partes iguais. A aplicação é mais fácil com o auxilio de um cotonete umedecido com a solução de peróxido.

– Camomila

O efeito anti-inflamatório da camomila parece ajudar a aliviar a dor na língua e pode ser uma boa opção de chá com mel. Outro modo de aproveitar as suas propriedades é preparando um chá com um sachê e usando o saquinho molhado ainda morno como uma compressa para a língua.

– Gelo

Todo mundo tem gelo em casa e é possível usá-lo para reduzir a dor na língua graças ao seu efeito anestésico.

Considerações

Agora que você tem um panorama completo sobre o que é a dor na língua, quais são as possíveis causas da dor e quais são as formas de tratar o problema, lembre-se de estar sempre atento à sua alimentação, pois muitas vezes a dor surge por causa do consumo excessivo de alimentos ácidos.

Enquanto estiver sentindo dor, tente evitar alimentos que irritam a língua como os alimentos picantes ou ácidos, por exemplo.

Sintomas adicionais aos quais você deve ficar a tento são:

  • Febre;
  • Erupção cutânea;
  • Fadiga;
  • Manchas brancas na boca;
  • Incapacidade de comer ou beber;
  • Sangramento na gengiva;
  • Diarreia;
  • Bolhas ou feridas na boca e em outras partes do corpo.

Mesmo sendo inofensiva na maioria das vezes, qualquer alteração na língua que demora para sarar ou que prejudica funções simples como comer ou falar não deve ser ignorada. Se isso prejudicar o seu dia a dia, ou durar mais de duas semanas, consulte um dentista ou um médico para que uma avaliação da sua saúde bucal seja feita.

Referências adicionais:

Você já teve dor na língua? Conhece alguém que já passou por isso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário