Fenofibrato

Fenofibrato Emagrece? Para Que Serve e Posologia

Você já ouviu falar do Fenofibrato? Trata-se de um medicamento que pode ser comercializado somente mediante a apresentação de receita médica, seu uso é oral e adulto e é encontrado em embalagens contendo 10, 30 ou 60 cápsulas de 200 mg.

Para que serve Fenofibrato? 

De acordo com informações da bula disponibilizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o medicamento é indicado para pacientes com níveis aumentados de colesterol e triglicerídeos, nos casos em que a dieta e medidas terapêuticas não medicamentosas como perda de peso e a prática de exercícios físicos não trouxeram resultados.

A indicação refere-se principalmente para os casos em que existem fatores de risco associados ao quadro como pressão alta e o tabagismo.

Fenofibrato emagrece? 

Conforme o que a bula do remédio informa, não podemos concluir que Fenofibrato emagrece. Isso porque efeitos colaterais que podem causar a perda de peso de maneira direta ou indireta não aparecem descritas na parte do documento que apresenta as reações adversas do medicamento.

Por outro lado, há quem defende a ideia de que o emagrecimento pode ser experimentado quando há o uso de remédios que atuam na diminuição dos níveis de colesterol e triglicerídeos, que são tipos de gordura.

No entanto, é importante ressaltar que não existem estudos científicos que comprovem que Fenofibrato emagrece. Além disso, o tratamento para controlar as taxas de colesterol e triglicerídeos geralmente não inclui somente o uso de medicamentos, mas também engloba uma dieta e a prática de atividades físicas, dois fatores que costumam estar associados à eliminação de peso.

Portanto, caso o paciente experimente o emagrecimento enquanto estiver se tratando com Fenofibrato, pode ser que tal efeito seja fruto de sua dieta e rotina de treinamentos, e não do medicamento em si.

Então, nada de usar o remédio com o intuito de emagrecer, ok? Além de não haver garantias de que o Fenofibrato emagrece, a automedicação com foco na perda de peso pode trazer graves problemas.

E isso não se refere somente ao risco de sofrer com os efeitos colaterais do remédio, mas também ao de tomar doses equivocadas por não contar com a orientação de um médico e sofrer com reações exacerbadas do medicamento.

Efeitos colaterais de Fenofibrato 

Segundo as informações contidas em sua bula, o medicamento pode trazer os seguintes efeitos colaterais:

  • Dores abdominais;
  • Náusea;
  • Vômito;
  • Diarreia;
  • Flatulência;
  • Elevação das enzimas transaminases do fígado em exames laboratoriais;
  • Dor de cabeça;
  • Tromboembolismo – formação de coágulo que pode causar obstrução no vaso sanguíneo;
  • Pancreatite;
  • Colelitíase – pedra na vesícula;
  • Hipersensibilidade cutânea;
  • Distúrbios musculares como mialgia (dor muscular), miosite (inflamação dos músculos), espasmos musculares e fraqueza;
  • Disfunção sexual;
  • Aumento da creatinina no sangue em exames laboratoriais;
  • Redução da hemoglobina e dos leucócitos;
  • Hipersensibilidade;
  • Fadiga;
  • Vertigem;
  • Hepatite;
  • Alopecia – queda de cabelo;
  • Reações de fotossensibilidade;
  • Aumento da ureia no sangue em exames laboratoriais;
  • Doença intersticial pulmonar;
  • Rabdomiólise –  destruição das fibras musculares;
  • Icterícia – amarelamento nos olhos, pele e membranas mucosas;
  • Complicações da colelitíase como cólica biliar, colecistite (inflamação da vesícula biliar) e colangite (inflamação dos canais biliares);
  • Reações cutâneas severas.

Contraindicações de Fenofibrato 

O medicamento não deve ser usado por pacientes que sofram com doença renal crônica grave, que tenham menos de 18 anos de idade ou que apresentem hipersensibilidade a algum dos componentes da fórmula do remédio.

Fenofibrato também não pode ser utilizado por pessoas com insuficiência hepática, que já tiveram reação fototóxica ou fotoalérgica durante o tratamento com fibratos ou cetoprofeno, ou que possuam pancreatite aguda e doença da vesícula biliar.

Ele também não pode ser ingerido por indivíduos com intolerância à galactose, deficiência de lactase ou malabsorção de glucose-galactose. Quem tem intolerância a algum tipo de açúcar deve informar o problema ao médico ao receber a prescrição de Fenofibrato.

Mulheres grávidas somente podem usar o medicamento mediante uma análise dos riscos e benefícios e com a orientação do médico. Já as mulheres que estejam em fase de amamentação de seus bebês não devem utilizar o medicamento.

Fenofibrato interage com outros remédios, portanto, ao receber a indicação por parte do médico de que deve se tratar com ele, é fundamental informar ao profissional a respeito de qualquer outro tipo de medicamento que esteja tomando. Assim, ele poderá verificar se existem riscos de haver uma interação prejudicial para o organismo por meio da ingestão das substâncias de maneira simultânea.

Posologia 

Antes de tudo, é importante ressaltar que o paciente deve seguir todas as instruções de seu médico durante o tratamento com Fenofibrato em relação à dosagem, aos horários de uso e duração de todo o tratamento, sem interrompê-lo sem informar o profissional a respeito.

Dito isso, a bula do medicamento informa que os pacientes adultos e idosos devem tomar uma cápsula do remédio por dia. Já no caso de usuários com insuficiência renal, deve ser feita uma diminuição na posologia, sempre conforme a recomendação do médico.

A cápsula de Fenofibrato deve ser engolida inteira durante o almoço ou jantar e não pode ser partida, aberta ou mastigada.

Você conhece alguém que tenha feito o tratamento e afirme que o uso de Fenofibrato emagrece? Já pensou em utilizá-lo com esse intuito, mesmo sabendo que não é sua indicação? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (17 votos, média: 4,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*