Kiwi

Kiwi e Vitamina C – Ganha Mesmo do Limão e da Laranja?

A vitamina C é um nutriente bastante importante para o bom funcionamento do nosso organismo. De acordo com informações do Centro Médico da Universidade de Maryland, ela é necessária para o crescimento e a reparação de tecidos encontrados em todo o corpo humano, além de possuir efeito antioxidante. 

Segundo o centro, os antioxidantes combatem a ação dos radicais livres, compostos maléficos que danificam o DNA e cujo acúmulo está associado ao envelhecimento e ao desenvolvimento de problemas de saúde como câncer, artrite e doença no coração.

Mas não é somente isso – o órgão também explica que a vitamina C auxilia a formação de colágeno, uma proteína usada na produção da pele, da cartilagem, dos tendões, dos ligamentos e dos vasos sanguíneos e é necessária para o processo de cura de feridas, para a reparação e manutenção de ossos e dentes e para absorção de ferro por parte do organismo.

Por que devemos incluir alimentos que servem como fonte de vitamina C na dieta? 

Ainda conforme informou o Centro Médico da Universidade de Maryland, a vitamina C é um nutriente que não pode ser armazenado pelo organismo, graças ao fato de ser uma vitamina solúvel em água.

Portanto, para conseguirmos a vitamina C necessário ao nosso corpo, precisamos consumir alimentos que funcionem como fonte do nutriente.

O kiwi tem mais vitamina C do que o limão e a laranja? 

Você provavelmente já deve ter ouvido falar que o kiwi, o limão e a laranja servem como fontes de vitamina C, não é mesmo? Mas será que é realmente verdade que o kiwi carrega um teor maior do nutriente do que as duas outras frutas? 

Para descobrirmos isso, vamos dar uma olhada no teor do nutriente que é encontrado em diferentes tamanhos de porções de versões cruas de cada um desses alimentos. 

A vitamina C do kiwi

Uma porção de 100 g da fruta apresenta 92,7 mg de vitamina C. Já se estivermos falando de uma unidade de kiwi com 69 g, o teor do nutriente é de 63,96 mg.

No caso de ser uma porção correspondente a uma xícara do alimento fatiado, a quantidade de vitamina C que temos é de 166,86 mg.

A vitamina C do limão

Por sua vez, o limão fornece 53 mg de vitamina C em uma porção de 100 g. Ao mesmo tempo, uma unidade com 58 g da fruta traz 30,74 mg do nutriente e uma unidade de limão com 84 g apresenta 44,52 mg da vitamina.

Além disso, uma xícara de limão cortado é composta por 112,36 mg de vitamina C. 

A vitamina C da laranja 

Uma porção de 100 g de laranja carrega 53,2 mg de vitamina C. Enquanto isso, uma xícara da fruta cortada apresenta 95,76 mg do nutriente. 

Já uma unidade pequena do alimento, com peso de 96 g, contém 51,07 mg da substância. Ao mesmo tempo, uma unidade média da laranja, que pesa 131 mg, oferece 69,69 mg da vitamina C e uma unidade grande da fruta, que traz o peso de 184 mg, possui 97,89 mg da vitamina. 

O veredito

De acordo com as informações que acabamos de conferir, podemos facilmente entender que o kiwi realmente apresenta concentrações mais elevadas de vitamina C do que o limão e do que a laranja.

Entretanto, vale a pena ressaltar que os valores nutricionais desses alimentos podem apresentar algumas variações de acordo com os locais onde eles são produzidos e adquiridos. Por isso, ao comprar o seu kiwi, laranja ou limão, vale sempre a pena dar uma olhada na tabela nutricional desses alimentos.

Como preservar a vitamina C dos alimentos

Além de sabermos na teoria que as três frutas fornecem o nutriente, sendo o kiwi o mais abundante em vitamina C, precisamos aprender a preservar o nutriente na composição dos alimentos de modo que ele não seja perdido e deixemos de fornecê-lo ao corpo quando consumimos uma das frutas em questão. 

Por exemplo, quando utilizamos esses alimentos no preparo de um suco, precisamos consumir a bebida imediatamente depois que ela é preparada, porque o suco pode perder logo as suas propriedades nutricionais.

O que acontece é o chamado processo de oxidação, que ocorre por meio do calor e da exposição ao oxigênio e à luz, e que pode fazer com que certos nutrientes percam a sua eficiência. Quando não for possível tomar o suco na hora em que ele for feito, a sugestão é armazená-lo (dentro da geladeira) em garrafas escuras muito bem vedadas para evitar ou atrasar o processo.

De acordo com informações da ABC News, uma pesquisa mostrou a importância de consumirmos os sucos de naturais de frutas imediatamente depois do seu preparo. O estudo em questão foi publicado no ano de 2011 no Journal of the American Dietetic Association (Jornal da Associação Dietética Americana, tradução livre) e avaliou o suco de laranja.

A pesquisa indicou que se o suco de laranja não for consumido de maneira rápida o suficiente, ele pode perder 100% do seu teor de vitamina C. Além disso, quando congelada, a bebida perdeu até 50% do seu teor do nutriente dentro de quatro semanas de abertura da embalagem do suco.

A diretora de nutrição da Universidade de Washington, Connie Diekman, alertou para o fato de que as vitaminas e os minerais são sensíveis e que é necessário lidar com elas com cuidado.

A publicação também explicou que diversos fatores como calor, ar e luz podem tirar as vitaminas das frutas e vegetais e que muita exposição a eles pode acelerar a perda de vitaminas ao longo do tempo.

Para evitar que isso aconteça, o ideal seria comprar as frutas e vegetais todo dia ou um dia sim, outro não. Porém, sabendo que isso pode ser inviável devido à rotina corrida que a maioria das pessoas têm, a recomendação para quando não for possível fazer isso é comprar a quantidade de frutas e vegetais que souber que irá consumir pelos próximos três ou quatro dias.

Para quando nem isso for possível, a sugestão é comprar versões congeladas das frutas e dos vegetais. Você ainda pode congelar esses alimentos na sua casa.

Além de consumir as frutas cruas, outra dica para aproveitar os seus nutrientes é comprá-las bem frescas e comê-las rapidamente, Quanto mais você demorar para comer suas frutas, mais nutrientes elas perderão.

Outra sugestão é dar preferência a frutas que amadureceram em exposição ao sol. É recomendado também lavar as frutas e vegetais rapidamente, pois deixá-los de molho pode remover os minerais e vitaminas solúveis em água, como é o caso da vitamina C.

Em relação ao armazenamento, as frutas e vegetais devem ficar em um local refrigerado. Os processos enzimáticos que destroem as vitaminas são desacelerados quando esses alimentos são mantidos em um ambiente próximo a temperaturas de congelação.

Você já sabia que o kiwi tem tanta vitamina C que até ultrapassa os clássicos limão e laranja no quesito? Tem costume de consumir essa fruta? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*