Óleo de canabidiol (CBD): benefícios, como age no organismo e efeitos colaterais

Especialista da área:
atualizado em 15/07/2022

O óleo de canabidiol, ou óleo de CBD, é um dos muitos compostos que podem ser extraídos da planta cânhamo, uma variedade da espécie Cannabis sativa, popularmente conhecida como maconha. 

A maconha possui, além do óleo de canabidiol, o composto tetra-hidrocanabinol (THC) em níveis elevados, sendo este o seu principal componente psicoativo, responsável pelos efeitos psicotrópicos, como distorções no tempo e espaço, perda de consciência, irritabilidade e náuseas. 

  Continua Depois da Publicidade  

O óleo de canabidiol se destaca entre as medicações que têm como base a Cannabis sativa, pois não contém THC em sua composição e, portanto, não é psicoativa e pode ser usada em tratamentos médicos. 

Por enquanto, há aprovação do Food and Drug Administration (FDA) para o uso do óleo de canabidiol no tratamento de alguns tipos de epilepsia. 

Mas, já existem muitos estudos científicos em modelos animais com resultados promissores para o uso da substância no tratamento de diversas doenças, e a tendência é que a importação da substância para o Brasil seja cada vez mais facilitada, conforme os resultados de eficácia em humanos são publicados.  

Veja quais são os possíveis benefícios do óleo de canabidiol, como ele age no organismo e quais são seus possíveis efeitos colaterais. 

Possíveis benefícios do óleo de canabidiol

Óleo de canabidiol
No Brasil, o óleo de canabidiol pode ser importado mediante aprovação da Anvisa

Os benefícios do óleo de canabidiol à saúde são diversos e, nos Estados Unidos, ele foi aprovado pelo Food and Drug Administration (FDA) para ser usado no tratamento de alguns tipos de epilepsia. No Brasil, a substância pode ser importada mediante aprovação da Anvisa.

  Continua Depois da Publicidade  

Os pesquisadores que investigam os benefícios do uso do óleo de canabidiol têm publicado estudos com resultados promissores para o uso da substância no tratamento das seguintes condições clínicas:  

Estresse pós-traumático

O uso do óleo de canabidiol apresentou bons resultados em um estudo realizado com pessoas diagnosticadas com estresse pós-traumático.

Um grupo foi tratado com o óleo de canabidiol e o outro com placebo, que é qualquer substância inerte, que não produz efeitos no organismo, mas é utilizada como se fosse um medicamento ativo.

As pessoas tratadas com o óleo de canabidiol apresentaram melhora dos sintomas de ansiedade e de comprometimento cognitivo, enquanto que o grupo tratado com placebo apresentou piora dos sintomas.  

Os dados sugerem que o óleo de canabidiol age de forma similar a antidepressivos e ansiolíticos. 

Epilepsia

O óleo de canabidiol também se mostrou eficaz na redução de crises convulsivas e no tratamento de complicações causadas pela epilepsia, como lesões e degeneração dos neurônios. 

  Continua Depois da Publicidade  

Nos Estados Unidos, o óleo de canabidiol é usado para tratar duas condições raras que causam epilepsia, a Síndrome de Lennox-Gastaut e a síndrome de Dravet, ambas se manifestam ainda na infância. Essas condições são resistentes a outros medicamentos anticonvulsivos, apresentando bons resultados com o óleo de canabidiol.  

Esse efeito provém da interação do óleo de canabidiol com receptores CB1 existentes no cérebro. Eles são responsáveis por controlar algumas funções como coordenação, movimento, emoções e humor. 

Além da epilepsia, pesquisadores estão investigando um possível efeito antipsicótico do óleo de canabidiol, para o tratamento da esquizofrenia

Inflamações

O óleo de canabidiol se mostrou eficaz no alívio de dores inflamatórias, ao ativar receptores endocanabinóides tipo 2 (CB2) em modelos animais, que regulam vários processos fisiológicos relacionados à inflamação e à dor. 

Por conta disso, tem-se estudado a aplicação do óleo de canabidiol no tratamento de enxaquecas e de dores e inflamações crônicas. A ação anti-inflamatória e analgésica do óleo podem ser benéficas também no tratamento de alguns cânceres. 

Insônia

O óleo de canabidiol promove uma sensação de relaxamento e leve sonolência, pois atua na regulação neuronal e na liberação de neurotransmissores que reduzem os níveis de ansiedade e melhoram a qualidade do sono.

  Continua Depois da Publicidade  

Um estudo de caso com participantes que sofriam de insônia revelou que o uso de 25 mg do óleo de canabidiol pode resultar em uma melhora significativa na qualidade do sono. 

Veja também: como um cobertor pesado pode ajudar com em quadros de ansiedade e insônia

Combate ao câncer

Um estudo publicado na revista internacional British Journal of Clinical Pharmacology apontou evidências de que o óleo de canabidiol pode prevenir a metástase de cânceres. Além disso, a substância pode agir sobre células cancerígenas impedindo o seu crescimento e atuando em sua destruição.

Mais estudos são necessários para propor o uso do óleo de canabidiol para o tratamento de câncer, mas até o momento ele já revelou baixos níveis de toxicidade para as células sadias. 

Abstinência de cigarro e drogas

Alguns estudos também têm mostrado uma possível aplicação do óleo de canabidiol no tratamento da abstinência de cigarro e drogas. 

Uma pesquisa piloto publicada na Addictive Behaviors mostrou que o uso do óleo de canabidiol em inaladores reduzia o desejo de fumar dos participantes e fazia com que fumassem menos cigarro, do que estavam acostumados. 

Além do cigarro, o óleo de canabidiol também parece ser eficiente no tratamento de pessoas com dependência de opióides.

Possivelmente, a eficácia do óleo de canabidiol no tratamento desses transtornos de dependência química se deve à sua capacidade de reduzir os níveis de ansiedade, insônia e alterações de humor, comuns em crises de abstinência. 

Diabetes tipo 1

O óleo de canabidiol também se mostrou eficiente no tratamento da diabetes tipo 1, que é uma doença autoimune. 

A diabetes tipo 1 ocorre por um ataque do sistema imunológico às células do pâncreas produtoras de insulina, por meio de um processo inflamatório. Estudos realizados nos Estados Unidos e em Lisboa revelaram que o óleo de canabidiol pode reduzir essa inflamação no pâncreas e, assim, retardar a progressão da doença. 

Alzheimer 

Uma pesquisa americana apontou que o óleo de canabidiol tem o potencial de impedir que pessoas com Alzheimer percam a capacidade de reconhecer rostos de pessoas que elas já conhecem. 

Este estudo indica que em fases iniciais do Alzheimer é possível impedir o déficit de reconhecimento social com o óleo de canabidiol. 

Apesar de serem necessários mais estudos na área, esta é a primeira evidência de que há a possibilidade de retardar a progressão dessa doença com o óleo de canabidiol. 

Como o óleo de canabidiol age no organismo

O óleo de canabidiol age sobre dois receptores presentes no organismo, o receptor endocanabinoide tipo 1 (CB1) e o receptor endocanabinoide tipo 2 (CB2). 

Muitos receptores CB1 ficam localizados no cérebro onde regulam a liberação de neurotransmissores e atividades neurais relacionadas ao movimento, coordenação, humor, percepção de dor, memória e capacidade cognitiva.

Já os receptores CB2 estão mais associados a estruturas do sistema imunológico, principalmente órgãos linfóides, atuando sobre as respostas inflamatórias e infecciosas que ocorrem no organismo.

Quando o óleo de canabidiol se liga ao receptor CB1, ele pode reduzir a atividade cerebral exagerada ligada à ansiedade e ao estresse, promovendo relaxamento mental e físico. Também pode diminuir a percepção de dor e melhorar a capacidade cognitiva, de memória e de coordenação motora. 

Ao se ligar ao receptor CB2, o óleo de canabidiol atua no alívio de inflamações e dores, ao regular a atividade de células do sistema imunológico. 

Possíveis efeitos colaterais do óleo de canabidiol

Óleo de canabidiol
É importante que o óleo seja administrado em doses adequadas para que não haja efeitos colaterais

Normalmente, os efeitos colaterais do óleo de canabidiol estão diretamente ligados com o uso inadequado da substância, ou seja, sem prescrição médica ou em doses acima da que foi prescrita pelo médico ou médica responsável. 

Mas, no geral, pacientes adultos parecem tolerar bem o óleo de canabidiol em várias concentrações. Mesmo em concentrações altas, os pesquisadores que testaram a substância não observaram efeitos colaterais envolvendo o sistema nervoso central, nem alterações de humor ou de comportamento.

Alguns dos possíveis efeitos colaterais envolvendo o uso do óleo de canabidiol são: 

  • Cansaço 
  • Sonolência
  • Alterações no apetite
  • Alterações no peso
  • Diarreia

O tratamento de epilepsia em crianças com o óleo de canabidiol só é liberado após os 2 anos de idade, com dose dependente do peso corporal. Alguns efeitos adversos foram observados com o uso de doses acima de 200 mg em crianças, que apresentaram piora de sintomas de ansiedade, irritação e aumento da frequência cardíaca. 

Os efeitos colaterais do óleo de canabidiol também podem ser produzidos a partir da interação com outros medicamentos, por isso é fundamental comunicar ao médico ou médica todos os medicamentos que estiver usando. 

Foi visto que o óleo de canabidiol também pode prejudicar o fígado, ao bloquear o complexo enzimático do citocromo P450, que confere ao fígado a capacidade de neutralizar toxinas. Por causa disso, há um aumento do risco de toxicidade do fígado, em caso de uso inadequado da substância. 

O óleo de canabidiol é contraindicado para gestantes, lactantes e para mulheres que estão planejando uma gestação, pois a substância pode ser passada para o bebê em desenvolvimento no útero e através do leite materno. 

Até o momento, as pesquisas realizadas sugerem que não há riscos de dependência com o uso dessa substância. 

Fontes e referências adicionais

Você já tinha ouvido falar sobre o óleo de canabidiol? Quais dos possíveis benefícios do óleo de canabidiol mais te impressionou? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas e profissionais de educação física. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

Deixe um comentário