Barriga inchada

Remédio para Barriga Inchada – 9 Mais Usados

Sua barriga está inchada e isso está te incomodando esteticamente ou até prejudicando o seu bem estar? Saiba que nem sempre o inchaço na barriga quer dizer que você engordou.

A barriga inchada também pode ser chamada de distensão abdominal, que é caracterizada pelo inchaço que pode ser resultado da presença de gases ou fluidos acumulados na região, dentre outras causas. E é sobre esse inchaço que vamos discutir abaixo.

Além disso, vamos dar dicas de remédio para barriga inchada e mais maneiras de aliviar esse desconforto.

Remédios para barriga inchada

Normalmente, as pessoas não tomam nenhum remédio para a barriga inchada e vão apenas administrando a situação por não ser nada grave.

Existem ainda casos em que o inchaço na barriga indica uma doença que precisa ser tratada. Isso pode ser diagnosticado procurando um médico e descrevendo os seus sintomas. Se o inchaço na barriga vier acompanhado de complicações como perda de apetite, diarreia, perda de peso, febre e alterações nas fezes como a presença de sangue, não hesite e procure ajuda médica.

Sendo um indício de uma doença grave ou não, é possível e aconselhável usar um remédio para barriga inchada para aliviar esse desconforto. A seguir, listamos os remédios mais comuns e algumas soluções caseiras.

1. Simeticona

Trata-se de um remédio antigases. Ele é vendido comercialmente como Luftal na forma de comprimido, gel ou em gotas. Esse medicamento atua na eliminação de gases, estimulando as bolhas de gás a se fundir dentro do organismo, formando bolhas maiores que são mais facilmente eliminadas ou rompendo as mesmas. Assim, se o seu problema tem a ver com gases, esse medicamento pode ajudar e não precisa de prescrição médica.

2. Simeticona Plus

Conhecido também pelo nome comercial de Simeco Plus, esse medicamento é indicado para aliviar sintomas do acúmulo de gases. Esse remédio apresenta em sua composição a simeticona, o hidróxido de alumínio e o hidróxido de magnésio. Tal combinação promete revestir a parede estomacal e promover o alívio imediato de excesso de gás acompanhado ou não de inchaço e indigestão.

3. Lactase

Alguns a consideram medicamento, enquanto outros consideram a lactase um suplemento alimentar. Na verdade, são comprimidos revestidos que contêm a enzima lactase, que é responsável por quebrar a lactose obtida através da ingestão de alimentos lácteos.

Como mencionado anteriormente, a dificuldade de digerir a lactose pode resultar em inchaço abdominal. Dessa forma, se você é um daqueles intolerantes à lactose, a lactase pode ser um bom remédio para barriga inchada nestes casos.

4. Sal de frutas

O sal de frutas, comercialmente conhecido como Eno, é composto de sais como bicarbonato de sódio, carbonato de sódio e ácido cítrico. Ele é um antiácido usado para azia e má digestão e que também pode ajudar a reduzir o inchaço na barriga quando tal desconforto está associado a problemas digestivos.

5. Chá ou água com limão

O limão apresenta um efeito detox no organismo que ajuda a limpar o corpo. Isso significa que ele pode ajudar a eliminar o inchaço abdominal removendo toxinas ou resíduos grudados na parede estomacal ou intestinal. Além disso, o limão é rico em nutrientes como vitamina B, vitamina C, riboflavina, cálcio, fósforo e magnésio, que ajudam no processo digestivo.

O recomendado é beber água com limão morna ou na forma de chá logo pela manhã ainda em jejum para potencializar os efeitos.

6. Enzimas digestivas

Uma opção de remédio para barriga inchada também pode ser as enzimas digestivas para ajudar no processo digestivo. Esses compostos contêm probióticos para ajudar a manter a saúde intestinal e presença de enzimas que ajudam o corpo a quebrar os alimentos de forma mais fácil e eficiente.

7. Carvão ativado

O carvão ativado pode ser encontrado nas farmácias na forma de comprimidos ou em pó. Ele apresenta poros em sua estrutura que servem para promover a retenção de gases e toxinas presentes no organismo. O melhor de tudo é que ele não apresenta nenhum efeito colateral e é totalmente eliminado nas fezes.

8. Bicarbonato de sódio e limão

Essa seria a versão caseira do sal de frutas. Essa mistura age melhorando a digestão, eliminando toxinas e promovendo um efeito antiácido no estômago, o que pode diminuir o inchaço abdominal.

9. Diuréticos

Os medicamento diuréticos como a furosemida podem ser prescritos por um médico quando ele julgar necessário. Esses remédios ajudam os rins a eliminar mais fluidos, reduzindo o inchaço. Nunca use esse tipo de remédio para barriga inchada sem orientação médica, pois seu uso indevido pode causar mais problemas.

Outros medicamentos 

Existem medicamentos são específicos para os casos em que sua barriga inchada é sintoma de alguma doença. O médico pode ainda indicar o tratamento com antibióticos ou antiespasmódicos. Nesses casos, é preciso realizar o diagnóstico médico para ter certeza sobre o tratamento mais indicado.

Possíveis causas e dicas para aliviar o inchaço da barriga

A sua barriga pode estar inchada por diversos motivos. Listamos abaixo algumas das possíveis causas de inchaço na barriga para que você consiga lidar da forma mais adequada com esse desconforto.

– Gases

A maioria das pessoas associa a barriga inchada com gases. Porém, não é normal que uma pessoa saudável acumule gases com frequência, a menos que tenha uma alimentação extremamente desequilibrada com a ingestão de uma grande quantidade bebidas gaseificadas como os refrigerantes, por exemplo.

Se esse não é o contexto, esses gases podem ser um sinal de doenças como síndrome do intestino irritável, refluxo ácido e até hemorróidas. Vale visitar um médico caso seja esse o seu caso.

– Retenção de líquidos

A ingestão de sal em excesso através da dieta pode fazer com que o organismo retenha água ou fluidos em geral, resultando em problemas sérios de saúde como a pressão arterial elevada. Dessa forma, é importante verificar o rótulo de produtos industrializados sobre o teor de sódio e usar o condimento com moderação em receitas preparadas em casa.

Outro problema são os carboidratos em excesso. É claro que os carboidratos são macronutrientes importantes para fornecer energia de forma rápida e eficaz quando o corpo precisa. Porém, muitos deles também fazem você reter fluidos.

O ideal é optar por carboidratos complexos como grãos integrais, frutas e vegetais que demoram mais para serem digeridos e não entram na circulação sanguínea imediatamente, ao contrário dos carboidratos simples como pães, doces e refrigerantes, que entram no sangue logo após a ingestão e causam retenção de líquidos.

Se o seu problema for a retenção de líquidos, você também deve observar inchaço na região dos pés e dos tornozelos.

– Muita comida ou ingestão muito rápida

O estômago é um compartimento do organismo flexível que pode acomodar toda a comida que você come. Mas mesmo assim, comer demais pode fazer com que você fique inchado, especialmente se os alimentos ingeridos apresentarem um teor alto de sódio.

Outro problema relacionado à alimentação é a ingestão muito rápida de comida. Quanto mais rápido você come, mais ar entra junto com o alimento. Esse ar passa por todo o sistema digestivo até encontrar uma saída, fazendo com que você se sinta inchado. Isso também pode acontecer enquanto você masca chiclete.

Uma dica que funciona nesse caso é comer devagar. Isso porque o estômago pode levar uma média de 20 minutos para mandar uma mensagem ao cérebro de que já está cheio. Comendo devagar, você garante que essa mensagem chegue antes de você comer além do necessário para suas necessidades físicas.

– Constipação

Problemas como prisão de ventre podem fazer você se sentir inchado. Algumas pessoas são assim por natureza, mas alguns hábitos podem ajudar, como beber mais água, evitar mudanças drásticas e súbitas na alimentação e fugir de situações de estresse. Além disso, a ingestão de fibras e líquidos, a prática de exercícios e alguns medicamentos para constipação também são benéficos.

– Consumo de laticínios

Alimentos que contêm leite e derivados podem causar gases, dor de barriga e inchaço no corpo. Isso pode ser um sinal de intolerância ou alergia à lactose, que ocorre quando o corpo não é capaz de digerir a lactose presente nesses produtos ou quando a presença de lactose no organismo gera uma resposta do sistema imunológico a uma substância considerada nociva, respectivamente.

Não é um problema grave, mas você pode ter que evitar esses alimentos ou usar medicamentos que ajudem a digerir a lactose no caso da intolerância ou deixar de consumi-los em casos de alergia, sempre sob orientação médica.

– Ganho de peso

Ao ganhar peso, é normal que a gordura se acumule no abdômen e isso pode fazer você se sentir inchado. Se isso te incomoda ou te coloca em risco de desenvolver algum problema de saúde, se informe sobre meios de perder peso mantendo a saúde.

– Ingestão de alimentos com frutose e gordura

Algo semelhante à lactose também ocorre com a frutose. Para algumas pessoas, a quebra da frutose no organismo pode ser difícil e o acúmulo desse carboidrato no organismo gera gases, inchaço e dor.

No caso da gordura, por sua digestão ser mais lenta que dos carboidratos, por exemplo, a presença dela no organismo pode causar a sensação de inchaço. Porém, lembre-se de que a gordura de fontes saudáveis é indispensável para a saúde do cérebro e para a produção de hormônios importantes. Assim, não deixe de ingerir, apenas observe se é esse o problema e diminua o consumo.

– Tensão pré-menstrual ou outras alterações hormonais

A famosa TPM pode trazer vários desconfortos para as mulheres. E, infelizmente, um deles pode ser a barriga inchada. Isso porque esse período também faz com que você retenha líquidos. Ainda não está claro o motivo de isso acontecer, mas parece estar relacionado com as alterações hormonais.

– Doença celíaca

Pessoas com doença celíaca apresentam problemas com a ingestão de glúten, proteína presente em diversos alimentos como trigo, cevada e centeio. Tal condição pode resultar em diarreia, perda de peso, dor na barriga e acúmulo de gás, causando o inchaço abdominal. O segredo aqui está em realizar o tratamento adequado e evitar o consumo de glúten.

– Ascite

A ascite, conhecida também como barriga d’água, é uma condição que leva ao acúmulo de fluidos na região abdominal. Essa doença pode estar relacionada a doenças no fígado, nos rins ou que afetam o sistema cardiovascular. Porém, esse caso é mais que um leve inchaço na barriga. A barriga fica realmente bem maior que o usual, parecendo com a barriga de uma gestante em alguns casos que precisam de uma drenagem.

– Outras causas

A barriga inchada também pode ser causada por distúrbios digestivos como a colite ulcerativa, pela presença de bactérias nocivas no intestino, por infecções, por uma obstrução intestinal e até devido a alguns tipos de câncer.

Dicas

1. Manter um diário alimentar

Como muitos alimentos podem ser os responsáveis pelo inchaço, como nos casos de alergia ou intolerância alimentar, é interessante manter um diário alimentar. A ingestão de certos alimentos como feijão, brócolis, repolho, couve e batata doce pode resultar em muitos gases e gerar inchaço abdominal.

Um caderno ou bloco de notas em que você anota o que comeu no dia e como se sentiu pode ser essencial para ajudar no diagnóstico do que está te fazendo mal.

2. Alimentos para evitar

Evite o consumo de alimentos difíceis de digerir ou que causam muitos gases como refrigerantes e outras bebidas industrializadas, carne vermelha, leite, massas, pães, açúcar refinado, produtos enlatados, doces e frituras.

3. Probióticos

O uso de probióticos naturais como os da família dos Lactobacillus pode ajudar a equilibrar a sua flora intestinal, facilitando o processo digestivo e reduzindo o inchaço na barriga. 

4. Remédio homeopáticos

Se você é adepto da homeopatia, existem fórmulas que contêm maçã, camomila e inhame selvagem que, segundo especialistas na área, ajudam a combater problemas como inchaço abdominal, cãibras e náuseas. 

5. Chás para aliviar o inchaço

Alguns tipos de chás além do de limão podem ajudar a aliviar o desconforto como um chá verde, de erva doce, de erva cidreira, hortelã, camomila, cavalinha ou canela, por exemplo. Grande parte dessas ervas são capazes de acalmar o estômago e até mesmo reduzir espasmos no trato gastrointestinal. Você pode ainda adicionar gengibre ou abacaxi, que são diuréticos e podem ajudar a eliminar os fluidos de forma mais eficaz.

6. Consultar um médico

Por fim, se nenhuma das dicas dadas nesse artigo aliviar o inchaço na barriga e se o inchaço vier acompanhado de outros sintomas, marque uma consulta para investigar a causa do problema e realizar o tratamento mais adequado. Seu médico irá recomendar um remédio para barriga inchada correto para o seu caso e outras vias de tratamento.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Referências Adicionais:

Você já tomou algum remédio para barriga inchada? Qual deles? Por que motivo você estava sentindo o inchaço? Um médico diagnosticou alguma condição? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*