15 sintomas que podem indicar um câncer

Especialista da área:
atualizado em 03/06/2022

Conhecer e se atentar para os sintomas que podem indicar um câncer contribui para que seja feito um diagnóstico precoce. 

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), as chances de cura de um câncer podem chegar a 90%, se for diagnosticado nos estágios iniciais. 

  Continua Depois da Publicidade  

Veja quais são os sinais e sintomas que podem indicar um câncer. 

Sintomas genéricos

Dor de cabeça
A dor de cabeça constante é um dos sintomas genéricos que podem indicar um câncer

O câncer pode causar sintomas genéricos, que são aqueles que podem aparecer em outras doenças. Por isso, esses sintomas funcionam como um alerta indicativo de que algo não está bem no organismo e merece uma investigação. 

Perda de peso não intencional

É natural o nosso peso corporal flutuar, pois está ligado a aspectos fisiológicos, como nível de hidratação, hábitos intestinais, período menstrual e consumo de sódio, por exemplo. Também está ligado a questões emocionais, algumas fases da vida ou acontecimentos podem influenciar no nosso peso. 

O que não é normal é perder muito peso, mais do que 4 kg em um mês, sem ter feito nada para isso, como dieta e exercícios físicos planejados para essa finalidade.  

Massas tumorais, especialmente de câncer metastático, aumentam a taxa metabólica basal do organismo, promovendo maior gasto de calorias e, consequentemente, a perda de peso. 

  Continua Depois da Publicidade  

Suor noturno

O suor noturno é outro sintoma genérico que pode aparecer em outras doenças, mas, no câncer, ele é tão intenso que as roupas de cama podem ficar encharcadas de suor. É comum que o suor noturno seja acompanhado de febre, calafrio, aumento dos batimentos cardíacos e perda de peso não intencional. 

Este sintoma está mais associado à leucemia e linfoma, mas também pode estar presente em tumores carcinoides e adrenais. 

Dor persistente e sem explicação

A dor, num contexto de câncer, não costuma ser um sinal precoce, mas sim indicativo de metástase. Ela pode ocorrer devido à pressão dos tumores sobre ossos, tendões e órgãos do corpo. 

A dor é um sintoma bastante subjetivo, difícil de descrever, mas existem alguns sinais que podem aumentar a suspeita de seu médico ou médica sobre ela ser decorrente de um câncer:

  • A dor é persistente, mas tende a piorar durante a noite.
  • É sem explicação, não está associada a algum trauma, queda, impacto ou qualquer outra causa. 
  • Está associada a outros sinais, como perda de peso, sangramento, febre e cansaço exagerado. 
  • Se a dor for nas costas, ela piora numa descida.  

Cansaço exagerado e falta de energia

Um termo que resume esses sintomas é a “fadiga”, que consiste numa sensação de extremo cansaço, exaustão e falta de energia, mesmo que a tarefa em execução seja muito simples e leve. 

No caso da leucemia e do linfoma, a fadiga pode ser um dos primeiros sintomas. Nesses casos, as células cancerosas crescem na medula óssea, local de produção das células sanguíneas. Com a produção prejudicada, uma pessoa com leucemia ou linfoma pode ficar com anemia e, por isso, se sentir extremamente cansada. 

  Continua Depois da Publicidade  

Perda de sangue em cânceres de cólon e de estômago, podem levar à fadiga. O consumo de energia pelas células tumorais, também podem impactar na disposição da pessoa. 

Quando este sintoma está associado à perda de peso não intencional, ele se torna mais preocupante. 

Dor de cabeça frequente acompanhada de vômito

Tumores cerebrais podem apresentar como um dos primeiros sintomas a dor de cabeça, que não melhora com analgésico e, geralmente, é acompanhada de náuseas e vômitos. A dor de cabeça também tende a piorar, quando a pessoa abaixa a cabeça ou se deita. 

Essas características também são comuns na enxaqueca, por isso é fundamental que você procure um especialista, caso essa dor seja muito frequente e não insista na automedicação, pois isso pode piorar o quadro. 

Alterações na pele

Hematoma
Hematomas podem surgir em pessoas com leucemia, por exemplo

A pele é o maior órgão do corpo humano e pode sinalizar vários processos que estão acontecendo dentro do nosso organismo, por isso, é importante atentar-se às alterações que ocorrem nela. 

Ferida que não cicatriza

O carcinoma basocelular, um tipo de câncer de pele, que pode ter como um de seus sintomas a presença de feridas abertas que não cicatrizam ou, se cicatrizam, voltam após um tempo. 

  Continua Depois da Publicidade  

Normalmente, esse tipo de câncer se manifesta em áreas que ficam mais expostas ao sol, como rosto, pescoço e cabeça. 

O carcinoma de células escamosas também pode se manifestar com feridas abertas que não cicatrizam e que podem liberar um líquido ou formar crostas. 

Aparecimento ou alteração de pintas e manchas

O melanoma é o tipo mais grave de câncer de pele e pode ter, como primeiro sinal, uma mancha pigmentada na pele ou alteração de tamanho, forma ou cor de uma pinta ou mancha já existente. 

Para auxiliar na identificação de pintas ou manchas perigosas, os dermatologistas criaram uma regra chamada ABCDE:

  • Assimetria: uma metade da pinta é diferente da outra
  • Borda: a pinta possui bordas irregulares
  • Cor: a pinta apresenta colorações diferentes ao longo de sua extensão, como preto, marrom, canela, branco, vermelho e azul. 
  • Diâmetro: é maior do que 5 mm
  • Evolução: a pinta ou mancha está mudando de tamanho, forma e cor, ou começou a coçar e sangrar. 

Hematomas na pele

Sangramentos e hematomas na pele são sintomas comuns da leucemia e, geralmente, são eles que levam ao diagnóstico. 

Se hematomas aparecem na pele, sem nenhuma causa associada, como uma pancada ou lesão, podem ser indicativos de câncer. 

Protuberâncias (inchaços) localizados

O aparecimento de caroços (nódulos), protuberâncias ou partes inchadas em qualquer parte do corpo, como pescoço, mama e abdômen pode ser indicativo de câncer. 

Os nódulos cancerosos apresentam as seguintes características

  • São duros
  • São indolores ao toque
  • Não se movem, quando se faz uma leve pressão com os dedos na palpação. 
  • Tem contornos mal definidos 
  • Crescem ao longo do tempo

Sintomas que afetam a alimentação

Azia
Quando a azia é muito recorrente, pode ser um sinal de câncer de estômago

Alguns tipos de cânceres também podem causar sintomas que afetam a alimentação. 

Azia constante

A azia é um sintoma bastante genérico, que pode afetar qualquer pessoa, por várias causas. Mas, quando a azia é constante ou muito recorrente, pode ser um indício de câncer de estômago. Nesse caso, além de constante, a azia tende a ser mais intensa e incômoda. 

Úlceras na boca

O aparecimento de úlceras ou feridas na boca, que não cicatrizam em até 15 dias, é um dos primeiros sinais que aparecem em um câncer de boca. Pelo fato deste e de outros sintomas na boca não causarem dor, a pessoa demora a buscar ajuda médica, retardando o diagnóstico. 

Outros sinais e sintomas que podem surgir na boca são:

  • Manchas vermelhas ou brancas na boca, na gengiva, na língua ou na garganta. 
  • Pequenas feridas que podem ou não sangrar, mas não doem.
  • Sensação de que há algo preso na garganta.

Engasgar com facilidade

Um dos primeiros sinais de câncer no esôfago é a dificuldade para engolir, com a sensação de que há algo preso na garganta. É comum, nesse caso, a pessoa engasgar com facilidade e com frequência. 

Com o tempo, esses sintomas tendem a piorar, conforme o esôfago fica mais inchado. Nesse estágio, a pessoa também pode sentir dor para engolir. 

Rouquidão e tosse persistente

Uma rouquidão ou alteração na voz que surgiu de repente e não melhora em até 15 dias é um sinal de alerta, para que você busque ajuda médica, pois trata-se de um dos primeiros sinais de câncer de laringe. 

A tosse constante é um sinal de câncer na laringe, mas pode também pode indicar câncer de pulmão em estágio inicial. 

Alterações dos hábitos intestinais

Um dos primeiros sinais de câncer de cólon é a mudança no aspecto das fezes ou nos hábitos intestinais, com constipação (prisão de ventre) e/ou diarreia. 

Fezes muito alongadas e finas, como um lápis, podem indicar a existência de um tumor no intestino, impedindo que elas ocupem todo o interior do órgão. 

Outros sintomas, como dor ao defecar, tenesmo (sensação de esvaziamento incompleto do intestino), dor abdominal, fezes com sangue e fadiga podem ajudar a identificar o câncer de cólon e de reto. 

Dor ao urinar ou urina escura

O câncer de bexiga pode fazer com que a pessoa sinta dor ou ardência ao urinar, fazê-la urinar com mais frequência e ter a sensação de urgência para urinar, ainda que a bexiga esteja vazia. 

Sangue na urina também é sinal de câncer de bexiga mas, às vezes, a quantidade de sangue não é suficiente para se destacar com seu tom avermelhado na urina, apenas deixa-a mais escura do que o normal. 

Urina escura, com cor de chá preto, associada a coloração amarelada da pele e das mucosas, pode ser indicativo de câncer de pâncreas, devido ao acúmulo de bilirrubina no sangue. 

Fontes e referências adicionais

Quais sinais ou sintomas você já sabia que poderia indicar um câncer? Quais você ainda não conhecia? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dr. Lucio Pacheco

Dr. Lucio Pacheco é Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral - CRM 597798 RJ/ CBCD. Formou-se em Medicina pela UFRJ em 1994. Em 1996 fez um curso de aperfeiçoamento em transplantes no Hospital Paul Brousse, da Universidade de Paris-Sud, um dos mais especializados na Europa. Concluiu o mestrado em Medicina (Cirurgia Geral) em 2000 e o Doutorado em Medicina (Clinica Médica) pela UFRJ em 2010. Dr. Lucio Pacheco é autor de diversos livros e artigos sobre transplante de fígado. Atualmente é médico-cirurgião, chefe da equipe de transplante hepático do Hospital Copa Star, Hospital Quinta D'Or e do Hospital Copa D'Or. Além disso é diretor médico do Instituto de Transplantes. Suas áreas de atuação principais são: cirurgia geral, oncologia cirúrgica, hepatologia, e transplante de fígado. Para mais informações, entre em contato.

Deixe um comentário