Tomar Shake Emagrece Mesmo? Dicas e Análise

Especialista:
atualizado em 17/12/2019

De uns tempos pra cá virou mania tomar shake. As lojas têm uma variedade de marcas, sabores, com leite, sem leite, que acaba nos deixando indecisos sobre qual deles escolher. É inquestionável sua praticidade em relação ao preparo, mas será que tomar shake emagrece mesmo?

Shakes substituem refeições?

Nutricionistas afirmam que nenhum shake poderá ser utilizado em substituição a uma refeição, mas, como complemento. O importante é aprender a se alimentar corretamente, não atribuindo aos shakes o sucesso da dieta, mas sim, à inclusão de novos alimentos saudáveis e exclusão de alimentos gordurosos, cheios de açúcar e sódio, por exemplo.

Dieta relâmpago

Tomar shake emagrece mesmo, desde que a pessoa não exagere nas outras refeições do dia. De nada adianta substituir o jantar, mas, no dia seguinte, comer em dobro no almoço.

Os shakes devem ser utilizados quando se necessita perder peso em curto espaço de tempo. Não se aconselha seu consumo por mais de um mês. Se você quiser fazer uso prolongado o ideal é substituir um lanche e não uma refeição principal. Pode ser muito prática tomar um shake no trabalho, faculdade, ou qualquer ambiente que você não tem fácil acesso a comida saudável.

Dando um “start” na dieta

Alguns profissionais, ao recomendarem os shakes, contam que o rápido emagrecimento gerado serve como estímulo, para que a dieta consiga ser seguida depois da fase dos shake, onde alimentos saudáveis, de baixa caloria, deverão começar a fazer parte dela.

Queimam gordura ou músculos?

Tomar shake emagrece mesmo, mas, essa perda de peso está ocorrendo da forma que planejamos?

Quando parece que encontramos a solução para emagrecer, vem a mídia e levanta uma outra questão: os shakes não queimam gorduras somente, queimam massa magra também.

O shake promove perda de gordura, de água ou massa magra?

Quando tomado sem orientação, pode-se estar perdendo as três coisas.

Isso pode acontecer com pessoas que tomam os shakes por um longo período, sem critério, sem supervisão, fazendo dele sua refeição principal. A perda de peso, quando mal orientada, poderá estar ocorrendo a nível muscular, com perda de massa magra. Esse é outro motivo para não fazer dos shakes o principal alimento do dia.

Deve-se tomar cuidado para não fazer uma dieta extremamente baixa em calorias. Isso emagrece mas depois a pessoa sofre duramente com o efeito sanfona.

Shakes e exercícios físicos

Quem treina pesado não deve substituir as refeições por shakes. Nesse caso, o organismo recorre às reservas de glicose, havendo a perda de massa magra, desnutrição e crises glicêmicas. A não ser que o shake seja preparado para antes ou depois do treino contendo uma quantidade maior de carboidratos e proteínas.

Como escolher um shake?

Há muitas marcas à venda. Isso poderá gerar duvidas na hora do compra, afinal, qual deles é melhor?

Algumas dicas para essa escolha:

Se a proposta é substituir uma refeição, é importante ler seu rótulo e avaliar seu valor nutricional. Eles deverão conter todos os nutrientes, vitaminas e minerais equilibrados para uma refeição de baixa caloria. Atenção à proporção de gordura, carboidratos e proteínas.

Obviamente, esses valores variam entre os indivíduos, mas, de uma forma geral, a American Dietetic Association sugere que o valor calórico dos shakes esteja em torno de 220 calorias.

IMPORTANTE: Os shakes que tem maior quantidade de proteína e gorduras saudáveis (ex: ômega-3, monossaturadas) dão mais saciedade e evitam os problemas de picos de insulina.

Fazendo shake em casa

Sempre há uma preocupação com o consumo exagerado de produtos industrializados, afinal, quanto de produtos naturais há num shake de morango, por exemplo?

Sabemos que esses produtos são cheios de aromatizantes, conservantes, corantes e tantos outros ingredientes nada naturais.

Por esse motivo, algumas pessoas fazem seu próprio shake.

Inicialmente, escolha uma proteína de qualidade superior como a whey protein. Ela alimenta e sacia o organismo, além de ajudar na construção e recuperação muscular. Um ponto extra também é que ela dissolve com facilidade na água ou leite. A albumina é outra proteína de alto valor biológico mas não dissolve facilmente só mexendo.

Outro ingrediente importante está relacionado às fibras. Igualmente importantes, também aumentam consideravelmente a sensação de saciedade, além de estimularem o sistema digestivo. A maioria dos shakes industrializados é muito pobre em fibras. Pesquisas comprovam as pessoas que comem mais fibras têm menos gordura corporal. As fibras podem vir da aveia, farinha de linhaça dourada, chia, etc

A seguir, incorpora-se vitaminas, oriundas de frutas, que poderão ser variadas, para que se crie um rodízio de sabores, evitando, dessa forma, que a pessoa se enjoe rapidamente do shake e abandone a dieta. Se você quer alguma sugestões para fazer o seu shake em cada vai gostar de ver essas 10 Receitas de Shake Caseiro para Emagrecer.

Efeito sanfona

Muitas pessoas conseguem perder peso tomando shakes. Quando se segue a dieta, de forma criteriosa, tomar shake emagrece mesmo, mas, como acontece com a esmagadora maioria das dietas, ao deixar os shakes e fazer a substituição por outros alimentos, pode-se recuperar todo o peso perdido, caso não haja a reeducação alimentar, concomitantemente.

Efeitos colaterais

Uma dieta à base de shakes poderá trazer algum efeito colateral às pessoas intolerantes à lactose. Nesse caso, poderá se optar por leite de soja ou algum outro leite vegetal substitutivo. Ainda é possível utilizar o shake que pede água para o seu preparo.

Regulamentação oficial

Os shakes não poderão ser colocados à venda por nenhuma empresa, sem antes terem passado por avaliação que confirme estarem dentro das normas estabelecidas pelo Ministério da Saúde, que é quem as regulamenta para a comercialização. De acordo com elas, fica claro que os shakes comercializados deverão oferecer algo entre 200 e 400 calorias, incluindo o leite necessário para o preparo. As proteínas deverão representar entre 25% a 50% de seu valor calórico. Outra exigência são as vitaminas e minerais. Não há, por lei, obrigatoriedade de fibras, mas, sabemos que são indispensáveis, portanto, na hora da escolha, dê preferência aos produtos que incluem as fibras em sua formulação.

Considerações finais

Qualquer dieta para emagrecimento só funciona quando o número de calorias ingeridas for menor que as calorias que gastamos ao longo do dia, portanto, ela trará os resultados esperados com os shakes, se e somente se, juntamente com a dieta houver toda uma reestruturação dos padrões e hábitos alimentares, com as mudanças e ajustes necessários para se atingir o equilíbrio.

Qual receita de shake caseiro para emagrecer você recomenda? Com que frequencia você costuma tomar shakes na suas dieta? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (34 votos, média: 3,94 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário