Publicidade

 

Cápsulas diversas

A Reposição Hormonal Engorda?

A chegada da menopausa pode ser identificada pelas frequentes ondas de calor, irritações, ressecamento vaginal, redução na libido, menstruação irregular, insônia, fadiga, dificuldade de concentração, alterações na pele e nos cabelos. São sinais de que a mulher passa do estágio reprodutivo para o não reprodutivo. Os sintomas começam a aparecer entre os 45 e 55 anos, e é um processo natural do corpo nesta etapa da vida. No entanto, o período é visto negativamente pela maioria das mulheres por causar muito desconforto, ainda que os efeitos variem de uma pessoa para outra.

Publicidade

Estes sintomas desagradáveis podem ser contornados com educação, mudanças no estilo de vida e, se necessário, com tratamento de reposição hormonal. A terapia tem a finalidade de aliviar os sintomas e não de cessar o processo da menopausa, regularizando as taxas de progesterona e estrogênio – hormônios que o corpo feminino diminui a produção nesta fase da vida. A alternativa ajuda ainda na prevenção da algumas doenças, como a osteoporose – resultantes da diminuição da produção hormonal -, além de reduzir a oleosidade dos cabelos e melhorar o tônus da pele.

A perda de cálcio, que causa a osteoporose, aparece nos primeiros cinco anos da menopausa e é uma doença muito grave, relacionada a fraturas de vértebras (coluna) e de bacia. O tratamento com hormônios ou com substitutos hormonais reduz a ocorrência de fraturas e deve ser iniciado logo no início da menopausa. Outro fator a considerar é o risco de infarto e derrames. Nestes casos, o tratamento também pode reduzir as mortes por doenças cardiovasculares, causadas pela deficiência de hormônios.

O método utilizado é geralmente através de dosagens relativamente baixas de estrógenos, por via oral ou transdérmica (adesivos sobre a pele ou gel), mas também pode ser feito com implantes hormonais, prática menos utilizado no nosso meio. O que causa pavor em muitas mulheres é o boato de que a reposição hormonal engorda. Será que isso é verdade mesmo?

Contraindicações

Mesmo com cerca de 80% das mulheres a partir dos 50 anos adeptas ao tratamento de reposição hormonal, ainda existem várias dúvidas que cercam este tipo de método. É verdade que em muitas situações o tratamento é contraindicado, como é o caso de mulheres com câncer de mama diagnosticado ou suspeito, gravidez suspeita ou confirmada, sangramento uterino no qual não foi identificada a causa, sensibilidade conhecida aos componentes da reposição hormonal e trombose aguda.

No entanto, existem alguns mitos sobre os efeitos desta terapia, e um deles é a afirmação de que a reposição hormonal engorda, um grande temor de boa parcela da população feminina.

A reposição hormonal engorda mesmo, ou não?

Em geral, nenhum estudo já desenvolvido atesta que a reposição hormonal engorda, porém sabe-se que um aumento na gordura corporal, especialmente ao redor do abdômen, pode ocorrer durante a menopausa em função das mudanças hormonais. A diminuição no tecido muscular e do nível de energia, que são resultantes da idade, podem também contribuir para o aumento de peso.

Publicidade

Portanto, não há conexão entre o ganho de peso e a reposição hormonal. Se a mulher já deu sinais de que tem tendência a engordar durante sua meia idade, então ganhará peso independente de optar pelo método ou não. Algumas mulheres podem ter alguns sintomas no início do tratamento, como inchaço e aumento da mama, o que pode ser mal interpretado como aumento de gordura corporal. Estes sintomas geralmente desaparecem, uma vez que as doses da terapia são ajustadas de acordo com o organismo de cada mulher. Vale lembrar ainda que, no geral, tanto homens quanto mulheres tendem a ganhar peso com o passar dos anos.

Alimentação, Exercícios e Considerações

Para combater este aumento de peso que se adquire com a idade, especialmente na menopausa, é recomendável combinar exercícios regulares a uma alimentação saudável.

Mesmo sustentando o mito de que a reposição hormonal engorda, entre outros, e também algumas verdades sobre sua atuação no organismo, ela ainda é a principal aliada da maioria das mulheres para combater os desconfortos e problemas que batem à porta no período de menopausa.

Os benefícios dessa terapia superam as chances de riscos no caso de mulheres saudáveis que apresentem sintomas como ondas de calor ou outros efeitos da menopausa, que perderam massa óssea e não puderam tolerar ou se beneficiar com outros tratamentos, que pararam de menstruar antes dos 40 anos ou então perderam a função natural dos ovários antes desta idade.

Já mulheres que sofrem de menopausa prematura, particularmente aquelas que tiveram que retirar seus ovários e não fizeram terapia com estrogênio até os 45 anos, possuem um alto risco de terem osteoporose, doença cardíaca coronária, sintomas de Parkinson, demência, ansiedade ou depressão, problemas sexuais e outros.

Publicidade

A menopausa precoce geralmente diminui o risco da maioria dos tipos de câncer de mama e câncer de ovário. Para mulheres que chegam à menopausa antes da idade normal, os benefícios da terapia hormonal geralmente superam os riscos.

Por isso, é recomendável que a reposição de hormônios aconteça com indicação médica e acompanhamento especializado. A idade, tipo e tempo de menopausa são dados que desempenham um papel significativo para se avaliar os riscos associados com o tratamento de reposição de hormônios. Não há consenso quanto ao tempo que deve ser mantida a terapia hormonal, algo também que deve ser decidido caso a caso. Fato é que o boato de que a reposição hormonal engorda é um mito; na verdade, o ganho de peso é uma consequência natural do passar dos anos e da chegada da menopausa.

Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)

Publicidade

Você já está no período da menopausa? Que alteração no seu organismo você tem sofrido e percebido mais? Você ganhou muito peso? E pensa em fazer a terapia? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (36 votos, média: 3,72 de 5)
Loading...


RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

23 comentários

  1. Eu engordei depois da menopausa. Tomo Libiam 1,25 há mais de três anos. Engordei mais de 15k. Melhorei das enxaquecas e nervosos da menstruação., mas o ganho de peso e cansaço me incomodam muito. Mesmo fazendo natação sentia me cansada.

    • oi voce poderia me contar um pouco mais, minha gineco me prescreveu libian hj mas confesso que estou com medo de tomar ja peso 80 kg onde vou parar? aff nervosa com a possibilidade dde engordar mais aindae talvez nem ter os beneficios propostos, se puder me escrever, como ja faz tempo que escreveu quem sabe tem alguma novidade

  2. Celia Maria Marcal Barreira Duarte

    Tenho 56 anos e a 2 anos estou sofrendo com os calores. Mas à alguns meses os sintomas da menopausa se intensificaram. Tenho passado meus dias e noites com muito cansaço, irritabilidade, falta de libido, dores pelo corpo. Enfim , para mim está sendo uma experiência muito ruim. Não queria fazer reposição hormonal, mas acho que vai ser a solução. Gostaria muito de fazer meu tratamento em algum lugar de referência. Sou do Rio de Janeiro. E meu plano de saúde é Unimed. Se vcs poderem me indicar algum lugar, agradeço.

    • Estava com os sintomas de menopausa, estou fazendo reposição hormonal com hormônio Bioidentico pois descobri s este hormônio Bioidentico não é cancerígeno então procurei no Google um médico hortomolecular especialista em reposição hormonal Bioidentico hoje estou ótima eu não posso te recomendar meu médico pois moro em SP mas você procura no Google médico no RJ que tem ótimos médicos no rio a única coisa que te falo é que nasci de novo.

    • Célia o Br e um país arcaico em relação a menopausa,minha irmã de 56 anos está sofrendo a anos e eles dizem para tomar chá e mole? Aqui eles começam a tratar cedo,infelizmente Tm engordei horrores com esse hormônio,mas se não tomo affffffff e muito calor.

    • Parece que no RJ tem a Clinica Higashi que trabalha com hormonios bioidenticos.
      Tenho 54 anos e comecei a fazer a reposição Hormonal esta semana com remédio manipulado.
      1 mg de estradiol e 0,5 mg de acetato de noretisterona.
      Tambem estou com receio de ganhar peso…Vamos tentar.

  3. Olá sou Daniela tenho 38 anos e por algum tempo comecei a sentir muitas diferenças em meu corpo e organismo…Dia 5 de setembro tive arritmias cardíacas q chegaram à 212 …E o normal custuman ser de 90 à 100.
    Desde então muita coisas aconteceram,nessa mesma semana tive mais 3 arritmias… Passei por uma cardiologista onde pediu vários exames,e que neles constataram colesterol e triglicéres altos + falta de vitamina D + pré diabetes… Pois bem comecei a fazer tratamento para tudo isso e ainda para o coração,com o passar do tempo melhorou tudo,mas porém eu mudei muito meu comportamento, estou sempre com irritabilidade,muito tensa e ansiosa,manchas no rosto, relação sexual me incomoda e tenho dores…E o pior minha menstruação ficou sem vir por 4 meses!
    Pois bem fiz exames de gravidez 2x e deu negativo,
    Foi onde insisti para meu médico ginecologista que precisava fazer o exame de hormônios,onde constatou uma menopausa precoce! 38anos 😥

    • Daniela, faz modulação hormonal bioidêntica e talvez vc volte a menstruar… procure um ortomolecular ou um gineco que conheça o assunto. Será muito bom, acredite.

  4. Natalina F. G. Souza

    Tenho 52 anos, sempre mantive meu peso com alimentação regulada e academia, junho de 2016 comecei a ter muitas ondas de calor, acordava de hora em hora isso me irritava muito, tbem minha menstruação começou a atrasar, fiz exames estou com dosagem baixa de hormônios. O ginecologista passou estradiol 3,2mg e acetato de noretisterona 11,2mg adesivo transdérmico, infelizmente engordei 8 kg e faço dietas mas está muito difícil perder peso. Não sei o q fazer. A reposição me dá qualidade d vida mas em contrapartida estou engordando.

    • Oi Natalina, tenho 53 anos menopausa aos 47 anos , estou com 53 kg 1,60 de altura, só mantenho esse peso pq tenho hipotireoidismo e tirei completamente o glúten ,e quase zerei a lactose, peço no queijo as vezes,eu amava um pão integral q eu fazia, sinto falta mas não volto atrás, p ter uma ideia qdo faço bolo integral sem glúten muito seguido eu engordo ,minha dieta é do Lair Ribeiro, muito ovo,óleo de coco e carboidratos só os bons,batata doce, aipim etc, nada de pães biscoitos e refinados, açúcar só demerara e controlado, guria , não é fácil, tenho caloroes mas não muito, comecei a tomar Libiam1,25 mg hoje, se eu pudesse nascer de novo e optar ,jamais queria nascer mulher, é muita coisinha p cuidar

  5. Eu acho que temos que pensar na qualidade de vida, pois a reposição hormonal pra mim está sendo ótimo. Também sinto que estou engordando, mais os sintomas sumiram, durmo melhor, as ondas de calor sumiram junto se foi a irritação ,a libido voltou. Agora vou tentar queimar as calorias com exercícios e uma alimentação mais balanceada.

    • Olha Margarete com certeza qualidade de vida é tudo, e nosso corpo é movido por hormônios, vou tomar o Libiam, se não ser certo vou procurar os bioidenticos

      • O meu médico me deu uma amostra grátis (não lembro o nome) , tomei uns quatro dias , passei mal com uma sensação ruim na cabeça, parei de tomar voltei nele , ai me receitou Totelle continuo, segundo ele é mais fraco , estou muito feliz pois os sintomas passaram e não tive nenhuma rejeição.

  6. Tenho 51 anos a dois anos o meu ginecologista me receitou natifa, acabaram os sintomas da menopausa, não engordei nada.

  7. Sônia, o hormônio que seu médico prescreveu, é via oral ou transdérmica?? Quais hormônios ele receitou p vc?

  8. Eu tenho 57 anos e sofri muito desde os meus 50 anos, a secura vaginal foi o que mais afetou a minha qualidade de vida, o que acabou acarreatando em divórcio. Decidi procurar ajuda mas uma ginecologista disse que estava tudo normal e só me prescreveu um creme humectante vaginal similar ao KY mas as dores durante o ato sexual eram terríveis. Agora estou muito bem depois de iniciar um tratamento com Estradiol creme vaginal, no início aplica-se todas as noites no período de um mês e depois somente duas vezes na semana. Também tirei todo o açúcar, pães, bolos, bolachas biscoitos e estou me alimentando com alimentação nutritiva como óleo de coco, frutas, verduras, Peixes, ovos e frango além de exercícios físicos, muita água e iodo ( solução de lugol) 5 gotas todas as manhãs. Hoje sou uma nova mulher, fiquei mais bonita e até arrumei um namorado! Vale a pena se cuidar.

  9. Bom dia
    tenho 57 anos parei de menstruar aos 44, apesar de colores tive uma menopausa tranquila, no inicio tomei o chá da folha da amora por tres anos enjoei e passei a tomar o Libian 1,25 tomei por mais uns tres a quatro anos ai meu ginecologista passou homônimo que passa na barriga quando acabou comecei a tomar amora em cápsula pedei para acrescentar a cimicifuga e nesta ultima acrescentar tbm a isoflafona, pratico bastante exercícios físico faço academia (musculaçâo) tres vezes por semana e danço de uma a duas vezes por semana, nunca sofri com ressecamento vaginal graças a Deus, tenho sono tranquilo as vezes um pouco estressada mas sempre fui.

  10. Olá parei de menstruar aos 36 anos e aos 38 comecei a tomar o AVADEN nossa revivi de novo. Minha qualidade de vida melhorou muito. Já fazem 10 anos que tomo e não quero parar tão cedo. Quem me receitou foi uma ginecologista especialista em menopausa e ela tbm é da medicina ortomolecular. Todos os anos faço meus exames de prevenção, mamografia, densidometria óssea etc. E graças a Deus tudo da certo. Então esse negocio de que reposição da câncer etc acho que é mito. Por que pra mim reposição foi minha salvação.

  11. Eu tomo avaden, e minha menstruação vem normal.
    Alguém mais toma e é assim tbm?
    Eu tomo continuamente.

    • Boa noite. Tomei Batida durante 6meses. Não engordei, más tive dor de cabeça, enjôo e a boca salivando. Hoje fui ao ginecologista e ele trocou para Stelle. Usarei 10 dias seguidos no mês por tempo indeterminado.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*

×