Óleo de orégano

10 Benefícios do Óleo de Orégano – Para Que Serve e Dicas

O orégano é uma erva popular usada para aromatizar muitos pratos, especialmente molhos. A planta vem da família das Lamiaceae, que também dá origem a outras ervas aromáticas como hortelã, manjericão, sálvia, manjerona e lavanda.

Há mais de 40 espécies de orégano, mas o óleo essencial é extraído da espécie Origanum vulgare, a mais benéfica terapeuticamente e cujo óleo é usado milenarmente para o tratamento de inúmeras condições de saúde. Vamos conferir abaixo os principais benefícios do óleo de orégano para a saúde e para que serve no nosso cotidiano essa erva super aromatizante.

O que é o óleo de orégano

Os antigos gregos e romanos tinham um profundo apreço pelo orégano, usando-o para vários fins medicinais. Eles deram à planta o nome derivado das palavras gregas “Oros” e “Ganos”, que significa, literalmente, “alegria da montanha”.

Para obter o óleo essencial de orégano, as flores e folhas secas da planta Origanum vulgare são colhidas quando o teor de óleo da planta é mais elevado e, em seguida ele é destilado. O óleo resultante é de coloração amarelo ouro, com um odor forte e picante. Os elementos químicos que lhe dão o aroma característico são o timol, pineno, limoneno, carvacrol, ocimeno e cariofileno.

É preciso ter cuidado ao comprar o óleo de orégano porque os que não são feitos a partir desta variedade específica da planta podem ter pouco ou nenhum valor terapêutico.

Para que serve o óleo de orégano

As propriedades antimicrobianas do óleo essencial de orégão foram reconhecidas pela primeira vez na Grécia Antiga, onde era frequentemente usado ​​no tratamento de infecções da pele ou em feridas.

Ao longo do tempo, ele passou a ser utilizado na aromaterapia.

Atualmente sabemos que, além de aplicá-lo topicamente, o óleo de orégano também pode ser ingerido em pequenas quantidades como um suplemento dietético, geralmente diluído em mel ou suco.

Ele serve para tratar distúrbios do trato respiratório, doenças gastrointestinais, cólicas menstruais e infecções do sistema urinário.

A erva também pode ser aplicada topicamente para ajudar no tratamento de uma série de doenças da pele como acne e caspa.

O orégano contém fibras, ferro, manganês, vitamina E, cálcio, ácidos graxos e triptofano. Ele também é fonte de Vitamina K, que promove o crescimento e a manutenção da densidade dos ossos e produz proteínas de coagulação no sangue.

Um relatório publicado no Journal of Nutrition revelou que o orégano contém concentrações muito elevadas de antioxidantes (aproximadamente 75 mmol/100 g). Os antioxidantes ajudam a proteger as células contra os efeitos dos radicais livres e melhoram a capacidade do organismo de combater infecções.

Dicas para preparar óleo de orégano caseiro

A obtenção do óleo de orégano requer um processo de destilação especial. No entanto, existe uma maneira simples de fazer o seu próprio óleo de orégano em casa. Aqui está uma receita básica:

Ingredientes:

  • Folhas frescas de orégano picadas ou esmagadas;
  • Azeite de oliva ou óleo de amêndoas ou óleo de semente de uva;
  • Um frasco de vidro higienizado com tampa.

Modo de preparo:

  1. Ferva um pouco de água em uma panela, desligue o fogo e reserve.
  2. Coloque as folhas picadas de orégano e o óleo da sua escolha no frasco, tampe bem, mergulhe-o na água quente e deixe descansar por cerca de dez minutos. Ao ser aquecida, a erva libera seus óleos naturais.
  3. Remova o frasco do banho de água e coloque-o ao lado de uma janela ensolarada por até duas semanas. Agite o frasco todos os dias.
  4. Coe o óleo das folhas e coloque em um pote higienizado. Armazene-o em um local escuro e fresco.
  5. Para preservar o óleo, adicione mais algumas gotas de óleo de semente de uva.

Benefícios do óleo de orégano

Vamos conferir agora os principais benefícios do óleo de orégano para a saúde, advindos de suas abundantes propriedades.

1. Ajuda a enfrentar problemas respiratórios

O óleo de orégano pode ser usado tanto interna como externamente para aliviar sintomas de gripe, resfriado, bronquite e asma.

Enquanto os agentes antibacterianos, timol e carvacrol, encontrados no óleo de orégano, agem diretamente contra os organismos infecciosos, a sua ação anti-inflamatória ajuda a aliviar a congestão do nariz e das vias respiratórias. Ele também serve para aliviar as dores de cabeça devido à congestão nasal e age como expectorante, proporcionando alívio rápido em casos de bronquite e tosse associada.

O óleo de orégano também é particularmente eficaz no alívio da tosse associada a infecções de laringe e traqueia, principalmente quando causada por vírus.

A vantagem do tratamento de problemas respiratórios com o óleo é que seja qual for a causa exata, há benefícios do óleo de orégano que podem ajudar. Você pode usar algumas gotas em um chá relaxante, inalar os vapores do óleo aquecido ou misturá-lo com óleo de coco em quantidades iguais para fazer massagem no peito.

2. Alívio para problemas de estômago

Os problemas de estômago podem ser causados por inúmeros fatores, incluindo infecções bacterianas, ingestão de toxinas, alergias e indigestão, que acabam resultando em produção excessiva de ácidos ou de gás.

O chá de orégano é um remédio popular para a dor de estômago desde a antiguidade. Atualmente, os benefícios do óleo de orégano antimicrobianos são testados e comprovados em vários testes de laboratório e em estudos em animais e humanos.

Tais testes verificaram que ele é eficaz contra vários tipos de bactérias causadoras de infecções gastrointestinais como o E-coli e a Salmonella e também contra a intoxicação por alimentos.

O óleo essencial de orégão pode reduzir a formação de gases no estômago e facilitar a liberação de bile, ajudando assim na digestão de gorduras.

Um chá quente com algumas gotas de óleo de orégano serve para aliviar as dores de estômago após uma refeição pesada.

3. Óleo de orégano traz alívio de várias doenças de pele

Pessoas que sofrem de doenças da pele, incluindo psoríase, eczema, rosácea, candidíase e infecções semelhantes, podem encontrar alívio com a aplicação externa de óleo de orégano.

Aplique primeiramente em uma pequena área da pele para ajustar a concentração a ser usada, antes de se aplicar sobre áreas maiores. Isto porque este óleo é considerado “quente” e pode causar vermelhidão e irritação da pele se usado de forma muito concentrada. Os óleos de jojoba e de coco, e o azeite de oliva são considerados os melhores meios para se diluir o óleo de orégano e assim modular a intensidade do seu efeito.

4. Pode aliviar problemas menstruais

O óleo de orégano tem sido usado tradicionalmente para tratar problemas menstruais, como amenorreia e as dores conhecidas como dismenorreia. Entre os benefícios do óleo de orégano neste sentido estão os de estimular o fluxo sanguíneo para a área pélvica e induzir as contrações uterinas, facilitando o fluxo menstrual.

Pela mesma razão, o óleo de orégão não deve ser utilizado durante a gravidez, apesar de que não há registro de qualquer efeito causado pelo uso culinário da erva por mulheres grávidas.

Para tratar dores e escassez menstrual, adicione três gotas de óleo de orégano ao chá de gengibre.

Para aliviar cólicas menstruais, esfregue uma mistura de cinco a seis gotas de óleo de orégano com uma colher de chá de óleo de coco na parte inferior do abdômen.

5. Pode reduzir o risco de obesidade, doenças cardiovasculares e câncer

As propriedades antioxidantes do óleo de orégano podem proteger o coração e os vasos sanguíneos de danos causados pelos radicais livres e o ácido ursólico, presente no óleo essencial, serve para inibir a proliferação de alguns tipos de células de câncer.

Mais um dos benefícios do óleo de orégano que é advindo deste ácido é o aumento da quantidade de gordura marrom nos músculos – a gordura benéfica ao organismo, e a diminuição da deposição de gordura branca. Isto pode ajudar a reduzir o risco de doenças cardiovasculares e doenças metabólicas em pessoas obesas.

6. Ajuda a tratar infecções causadas por fungos

O óleo de orégano tem propriedades antifúngicas e pode ser usado para tratar várias infecções, tanto da pele quanto internas. Ele é rico em timol, uma substância que combate fungos patogênicos incluindo o Cândida. Verificou-se que ele é tão eficaz quanto os antifúngicos convencionais, além de não ser tóxico como eles.

O óleo de orégano também é muito eficaz no tratamento da Tinea pedis, infecção conhecida como “pé de atleta”. Ela é altamente contagiosa e pode ser transmitida em piscinas e vestiários.

Como precaução contra o pé de atleta, massageie os pés com algumas gotas de óleo essencial de orégano misturado com uma colher de chá de óleo de jojoba antes e depois de visitar esses lugares de risco.

Se você tiver coceira ou descamação da pele entre os dedos, aplique esta mistura várias vezes ao dia até que melhore.

Para tratar fungos nas unhas, misture quantidades iguais de azeite e óleo de orégano e aplique uma gota diretamente sobre as unhas contaminadas.

7. Ajuda no controle do diabetes

Os óleos essenciais de orégano e de alecrim podem ajudar no controle da diabetes tipo 2 através da inibição da enzima dipeptidil peptidase IV, que promove a produção de insulina.

O óleo também tem ação anti-inflamatória e propriedades antioxidantes que ajudam a reduzir a inflamação crônica e a obesidade causadas por doenças metabólicas como o diabetes.

8. É útil como um repelente de insetos para ser aplicado em plantas e superfícies

Muitas pragas domésticas podem ser efetivamente controladas com o uso do óleo de orégano, inclusive o piolho.

Ele é um excelente antisséptico e serve para manter afastadas as formigas e baratas.

Coloque uma colher de chá de óleo de orégano e uma de óleo de limão em um borrifador com água. Agite bem para fazer uma emulsão fina e pulverize as superfícies onde os insetos estejam. Você também pode colocar algumas gotas do óleo em bolas de algodão e mantê-las dentro dos armários.

Faça um repelente de insetos para plantas com uma colherada de óleo de orégano e algumas gotas de detergente de lavar louça em meio litro de água. Borrife sobre as plantas como alternativa aos pesticidas químicos.

9. Auxilia no tratamento contra de vermes intestinais em animais e pessoas

Adicionar óleo de orégano e óleo de fígado de bacalhau à comida do seu cão vai ajudar a livrá-lo de parasitas intestinais. O óleo age como um agente anti-helmíntico que pode livrar os cães de diferentes tipos de vermes.

Um dos benefícios do óleo de orégano é também poder ser usado com segurança para se livrar de infestações por vermes em pessoas.

Adicione de duas a três gotas do óleo essencial ao chá de gengibre ou limonada e tome entre três a quatro vezes no dia. Para as crianças, adicione um pouco de mel cru para fazer o óleo mais palatável.

10. Age com antibiótico e ajuda a tratar parasitas externos em cães e gatos

Há benefícios importantes do óleo de orégano também para cães e gatos; ele pode ser aplicado sobre a pele dos animais para eliminar vários parasitas externos que causam infecções, sarna e micoses. Para controlar pulgas e outros parasitas da pele de seu pet, misture uma colher de chá de óleo de orégano em um litro de água morna e use como um enxague após o banho.

Muitos agricultores orgânicos têm usado o óleo de orégano misturado em rações para aves e animais domésticos como uma opção aos antibióticos convencionais para mantê-los saudáveis e para ajudar as galinhas a ganharem peso mais rápido e para tratar a artrite em cães. Eles notaram que os benefícios do óleo de orégano neste sentido são os mesmos dos antibióticos, sem os efeitos colaterais indesejáveis ​​causados por eles.

Dicas para o uso seguro do óleo de orégano

O óleo de orégano é seguro contanto que seja diluído em água ou em outros óleos como de jojoba, coco ou azeite de oliva. A proporção ideal é uma parte óleo de orégano para três partes do meio onde ele será diluído.

Para o uso tópico, é recomendado fazer um teste no local para verificar se há qualquer reação alérgica: aplique uma gota diluída no braço e veja se ocorre alguma irritação.

Tenha cuidado ao comprar óleo de orégano porque alguns fabricantes vendem óleos adulterados e óleos feitos a partir de tomilho, orégano espanhol ou orégano cultivado, que não fornecem os benefícios do óleo de orégano verdadeiro à saúde.

Efeitos colaterais do óleo de orégano

Algumas pessoas podem sentir dores de estômago ao ingerir tanto o óleo de orégano quanto a própria erva.

Pessoas que são alérgicas a plantas da família Lamiaceae como hortelã, lavanda, sálvia e manjericão, também devem evitar este óleo pois também podem desenvolver uma reação alérgica a ele.

O óleo de orégano não é aconselhável para mulheres grávidas ou amamentando, tanto por via tópica quanto oral, pois este pode estimular a circulação do sangue dentro do útero deteriorando o revestimento que envolve o feto. Ele tem potencial para induzir a menstruação, e pode levar a um parto prematuro.

O óleo de orégano pode aumentar o risco de hemorragias em pessoas com distúrbios hemorrágicos e deve ser evitado em períodos pré e pós-cirúrgicos.

Pessoas com diabetes devem usar o óleo com cautela porque ele pode diminuir os níveis de açúcar no sangue.

Vídeo:

E aí, gostou das dicas?

O que achou dos benefícios do óleo de orégano? Agora que sabe para que serve e conhece suas propriedades, irá inclui-lo mais no seu cardápio? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (56 votos, média: 3,98 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*