14 Benefícios do Bálsamo – Para Que Serve, Propriedades e Dicas

Especialista:
atualizado em 23/12/2019

Originário de localidades como a Ásia, a América Tropical e a África do Sul, o bálsamo é uma planta que apresenta flores com tonalidades amareladas e pode chegar até a 50 centímetros de altura.

Já a folha de bálsamo é conhecida por ter um sabor levemente ácido, além de ser definida como suculenta e brilhante.

Outras nomenclaturas e as propriedades do bálsamo

Também conhecida pelos nomes de pau-de-bálsamo, balso, cabraiba, óleo-vermelho, cabureira e pau-vermelho, a planta é dotada de propriedades cicatrizantes, digestivas, emolientes – que amaciam e mantêm o nível adequado de umidade na camada mais externa da pele -, anti-inflamatórias e hidratantes.

Para que serve? Os 14 benefícios do bálsamo 

Agora que já aprendemos um pouco sobre o que é o bálsamo e descobrimos suas propriedades, chegou a hora de verificarmos para que serve a planta e conhecer alguns dos benefícios do bálsamo. Descubra quais são eles na lista a seguir:

1. Efeito anti-inflamatório

A primeira pesquisa realizada com o Sedum dendroideum – que é o nome científico do bálsamo – aconteceu no ano de 2005.

O experimento em questão identificou a presença de uma substância conhecida como Kaempferol na composição da planta. Durante o experimento, essa substância mostrou-se ser capaz de proteger o estômago de ratos de inflamações como a gastrite.

2. Controle dos níveis de glicose no sangue 

O nutrólogo Roberto Navarro Sousa Nilo também mencionou uma pesquisa realizada no ano de 2014, que identificou que um ativo encontrado no bálsamo, o flavonoide canferitrina, estimula a chamada enzima fosfofrutoquinase (PFK) em ratos.

E o que essa enzima tem a ver com a regulação das taxas de açúcar do sangue? Ela permite uma utilização mais eficiente da glicose por parte das células hepáticas (do fígado).

O resultado disso é que o controle dos níveis de glicose no sangue também é beneficiado. O experimento em questão abriu a porta para que novos estudos analisem como esse efeito pode funcionar em pessoas diagnosticadas com diabetes, uma condição em que há justamente o descontrole das taxas de açúcar no sangue.

3. Proteção ao estômago 

Segundo o médico Navarro, outro estudo realizado no ano de 2014 identificou que a presença dos chamados compostos sulfidrílicos na composição do Sedum dendroideum ofereceram um efeito protetor ao estômago de ratos.

O bálsamo atuou evitando o desenvolvimento de úlceras induzidas por álcool e pelo medicamento anti-inflamatório indometacina no estômago dos animais.

4. Saúde da pele

O óleo que é extraído a partir do caule do bálsamo possui efeito hidratante, auxilia a nutrir e reparar a pele e contribui em relação à regeneração da pele, renovação celular, eliminação de manchas e suavização de linhas de expressão.

No entanto, antes de utilizar o Sedum dendroideum para esses benefícios, recomendamos que você converse com o seu dermatologista.

Medicina popular

Além dos estudos científicos mencionados pelo nutrólogo, a planta é utilizada na medicina popular como forma de auxiliar o tratamento de diversas condições. Quais são esses prováveis benefícios do bálsamo? É o que você confere na lista a seguir:

  1. Dores de dente;
  2. Dores de ouvido;
  3. Torções;
  4. Amigdalites;
  5. Gastrite;
  6. Contusões;
  7. Feridas gangrenosas (com morte de tecido devido à ausência de fluxo sanguíneo);
  8. Problemas respiratórios;
  9. Na forma de óleo, o bálsamo pode ajudar a tratar queimaduras, frieiras, alergias, assaduras, arranhões, picadas de inseto, eczema, manchas roxas e herpes nos lábios.
  10. Problemas do aparelho urinário.

Receita de chá de bálsamo

Confira a seguir como preparar uma receita de chá com a folha de bálsamo: 

Ingredientes:

  • 500 ml de água filtrada;
  • 5 folhas de bálsamo bem lavadas.

Modo de preparo:

  1. Colocar os 500 ml de água e as cinco folhas de bálsamo dentro de uma chaleira;
  2. Levar ao fogo, tampar e deixar ferver durante 10 minutos;
  3. Depois, desligar o fogo, porém manter o recipiente tampado e deixar abafar durante mais 10 minutos;
  4. Coar o chá e adoçar a gosto, com mel ou açúcar, por exemplo. A recomendação é consumir o chá antes das principais refeições, de duas a três vezes diariamente.

Receita de suco de bálsamo

O bálsamo também pode ser consumido em forma de suco. A orientação do médico é que ele seja ingerido toda manhã. Confira como preparara receita a seguir:

Ingredientes: 

  • 10 folhas de bálsamo lavadas em água corrente e limpa;
  • 1 ½ copos de água filtrada;
  • Adoçante, açúcar ou mel a gosto para adoçar (opcional).

Modo de preparo:

  1. Colocar as 10 folhas de bálsamo e o 1 ½ copo de água filtrada no liquidificador;
  2. Bater e passar para um copo, jarra ou garrafa. Acrescentar o adoçante, o açúcar ou o mel a gosto para adoçar, se assim desejar. Servir-se.

Além de ser ingerido em forma de bebidas como suco e chá, o bálsamo também pode ser macerado junto com o óleo de oliva para ser aplicado topicamente em uma região inflamada.

Cuidados com o bálsamo 

Não existe uma recomendação oficial da nutrologia em relação à quantidade máxima de bálsamo que uma pessoa deve consumir diariamente.

Entretanto, navarro aconselha não ultrapassar a utilização de no máximo 10 folhas de bálsamo diariamente como forma de evitar efeitos colaterais como o desconforto intestinal e a diarreia.

Além disso, antes de utilizar a planta para auxiliar o tratamento de qualquer tipo de condição, é fundamental consultar o seu médico de confiança antes. E, obviamente, o tratamento completo recomendado por ele não deve ser deixado de lado e ser substituído pelo uso do bálsamo – a planta deve servir somente de complemento para ele.

Outra orientação importante refere-se a pessoas que utilizam qualquer tipo de medicamento. A recomendação é que também conversem com seu médico antes de começar a fazer uso do bálsamo para se certificar de que não existem riscos de interação entre a planta e o remédio em questão.

Você já tinha ouvido falar no bálsamo e seus benefícios para a saúde e boa forma? Pretende experimentar uma dessas receitas para aproveitar suas propriedades? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (80 votos, média: 4,05 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

46 comentários em “14 Benefícios do Bálsamo – Para Que Serve, Propriedades e Dicas”

    • No primeiro dia que consumir você já sentirá aliviado. Qualquer desconforto estomacal eu uso. Para mim é um santo remédio

  1. Eu estou com um zumbido e dor no ouvido. Me indicaram usar as folhas de bálsamo. Usei mas não fez o efeito. Alguém me indica como usar?

  2. Ola pessoal meu pai tem alergia ao Balsamo as pessoas antes de consumir faça um teste para ver se pode ter uma reação assim também.

  3. Minha mãe sempre fez uso do bálsamo, está prestes a completar 101 anos, não sei se faz efeito para a longevidade da vida mas tem uma saúde ótima.

  4. Comendo 4 folhas de bálsamo diariamente em jejum a queimação e azia acabam, cura gastrite e refluxo. Um santo remédio….

  5. Bom dia ! Sou do PARANÁ. Estou com gastrite crônica leve e H. Pylori , os sintomas são horríveis , resseca muito a boca , acho que ataca o refluxo. Me ensinaram bálsamo , mas não encontrei a plantinha. Se alguem tiver em Capitão me avisa. Prof. Ray. Vou levar o exame segunda ao médico.

    • o que mata H. Pylori colocar 2 gotinha em capsula de comprimido e tomara a noite por 7 dias , procure informação desse poderoso desinfetante usado no japão em farmácia

  6. Tomei um medicamento manipulado para insônia por uns quatro dias, aí parei porque me deu uma gastrite muito forte. Eu arrotava demais e sentia que o intestino também estava abalado. Segui o conselho da Solange da Silva Mandrik e hoje (13/04/2019) está fazendo 6 dias que estou comendo uma folha de bálsamo em jejum e, acabou-se todos incômodos estomacais e intestinais.

  7. 22 anos atrás, sentia mta asia e forte queimação no estômago… Trabalha a noite na Ceasa MG. Um amigo me viu contorcendo e me perguntou o que estava, eu, sentindo. Após dizer à ele, o msm me indicou o bálsamo e como prepará-lo. Durante uns 2 meses, realizei o processo – “5 folhinhas do mesmo, socada, ate virá aquele sumo, num copo americano contendo agua ate a risca. Deixa curtir ate o dia seguinte, cuar e tomar em jejum. Nao existe tratamento tao eficaz para tais questões. Lembre-se: coisas ácidas (abacaxi, extrato tomate, etc) devem ser cortada ou pelo menos usar em quantidades menores, durante o tratamento. Nunca mais senti tais incômodos.