Especialista da Área:

Como Fazer Chá de Espinheira Santa – Receita, Benefícios e Dicas

Você já ouviu falar na espinheira santa? Trata-se de uma planta medicinal muito encontrada na região sul do Brasil. Muitas pessoas a chamam de erva cancerosa, salva-vidas, sombra de touro, espinheira divina e espinho de deus. A que se deve esses nomes? Principalmente às suas propriedades e por ser considerado um ótimo remédio para curar certas condições e doenças, como ser um aliado no combate da gastrite, úlcera, azia e outros problemas de estômago.

Mas não é só isso. O chá de espinheira santa pode ajudar de muitas outras formas. Confira a lista de propriedades dessa planta e como fazer chá de espinheira santa para aproveitar da melhor forma todos os benefícios.

Benefícios do chá de espinheira santa: para que serve?

A espinheira santa tem uma lista infindável de benefícios. Tem boas quantidades de substâncias cicatrizantes e os taninos, que são substâncias antisépticas que ajudam a paralisar fermentações no estômago e atuam como analgésicos contra dores.

Também contém óleo essenciais que atuam como gastroprotetores. Esse é um dos benefícios mais conhecidos e foi descoberto em uma pesquisa realizada pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que percebeu que o problema da úlcera reduziu bastante naqueles que ingeriram o extrato da planta, além de terem menos efeitos colaterais do que medicamentos.

Seus principais efeitos são os potenciais anti-inflamatório, analgésico, calmante, revigorante, diurético, antiséptico, antiulceroso e laxativo. Portanto, ajuda no tratamento de azia, indigestão, queimação, gastrite e alívio de dores abdominais.

É indicada para casos de gases, pois ajuda na paralização das fermentações gastrointestinais. A ação diurética ajuda a eliminar toxinas do organismo, o que se deve à presença de triterpenos. Também tem importante contribuição na regularização do intestino, ajuda a prevenir o câncer de pele e tem ação cicatrizante devido ao tônico e silícico que estão na sua composição.

Como fazer chá de espinheira santa – Receitas e como preparar

Veja a seguir as receitas mais consumidas de chá de espinheira santa. Aprenda como fazer chá de espinheira santa para o máximo em benefícios, sabor e propriedades.

1. Receita de chá de espinheira santa

Ingredientes:

  • 3 colheres de sopa da erva;
  • 500 ml de água.

Modo de preparo:

Ferva a erva com a água em uma panela por alguns minutos. Desligue, abafe e deixe descansar. Sirva morno. Se precisar adoce com mel para disfarçar o sabor.

2. Receita de chá de espinheira santa com alecrim e hortelã

Ingredientes:

  • 1 litro de água;
  • 2 colheres de sopa de folhas secas de espinheira santa;
  • 1 colher de chá de alecrim;
  • 1 colher de chá de hortelã.

Modo de preparo:

Ferver a água, adicionar as ervas e abafar por 20 minutos. Sirva morno antes das refeições ou antes de dormir.

3. Receita de chá de espinheira santa com lavanda

  • 1 punhado de espinheira santa;
  • 1 punhado de erva cidreira;
  • 1 punhado de hortelã;
  • 10 folhas de lavanda com as flores;
  • 1 litro de água;
  • 2 rodelas de limão.

Modo de preparo:

Ferva a água acrescente as ervas, desligue e deixe em infusão por alguns minutos. Coe e sirva quente com as rodelas de limão.

Dicas

A quantidade recomendada de espinheira santa é de duas a três xícaras de chá por dia. Ela é contraindicada para mulheres grávidas, pois pode levar ao aborto, e lactantes (em fase de amamentação), pois pode diminuir a quantidade do leite materno. Deve também ser evitada por crianças.

Não confunda a espinheira santa com as plantas mata olho e falsa espinheira santa, pois essas podem ser tóxicas e causar mal à saúde.

Nas primeiras ingestões, a planta pode dar a sensação de boca seca e um pouco de náusea, mas logo que o organismo se acostuma, os efeitos tendem a desaparecer com o tempo. Também pode causar dor de cabeça, sonolência, tremor, dor nas articulações, cistite e poliúria, quando consumida em excesso.

No seu preparo podem ser usadas suas cascas, raízes e folhas. O chá de espinheira santa pode ser consumido após as refeições para ajudar na digestão.

O que você achou dessas formas de como fazer chá de espinheira santa que separamos acima? Já conhecia os benefícios desta planta medicinal? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (89 votos, média: 4,16 de 5)
Loading...

9 comentários em “Como Fazer Chá de Espinheira Santa – Receita, Benefícios e Dicas”

  1. Olá, bom dia!
    Por favor gostaria de saber se posso fazer o chá com folhas frescas e se o efeito é o mesmo.
    Obrigada

  2. Esse chá da muita náusea?
    Tomei 5 dias passando muito mal , parei tem 2 dias ainda contínuas as náusea.
    E normal?

  3. para fazer o chá, ferve as folhas juntas com a agua no fogo, ou fervo agua, apago o fogo e jogo as folhas dentro? por que uns dizem q não pode fever as folhas outros dizem que pode , poderia me orientar. estou com gastrite e não sei mais o fazer sinto crises quase todos os dias e não quero ser dependente de remedios de farmacia pois sei q não cura so ameniza sem falar os efeitos no futuro. me ajude nessa duvida por favor. agrdeço desde ja. Gleryston silva – Fortaleza-Ceara

      • Uma pergunta, pelo que vi, a recomendação é duas vezes ao dia, porém não é dito se esses 50m mls que preparei se devo, tomara durante o dia, ou a cad vez que tomar deve ser os 500 mls

    • Pois continui fazendo o tratamento e quantidade indicado, eu comecei a 3 dias e já sinto melhoras a queimação eno estômago e na garganta estão reduzindo, E mesmo Santa essa espinheira tomo 2 x por dia

      • Roseane para fazer o chá, ferve as folhas juntas com a agua no fogo, ou fervo agua, apago o fogo e jogo as folhas dentro? por que uns dizem q não pode fever as folhas outros dizem que pode , poderia me orientar ja que vc ja faz o uso, estou com gastrite e não sei mais o fazer sinto crises quase todos os dias e não quero ser dependente de remedios de farmacia pois sei q não cura so ameniza sem falar os efeitos no futuro. me ajude nessa duvida por favor. agrdeço desde ja. Gleryston silva – Fortaleza-Ceara

Deixe um comentário