Valeriana – O que é, como consumir e contraindicações

Especialista da área:
atualizado em 09/03/2021

A valeriana, ou erva dos gatos, é uma planta medicinal que tem se destacado por seus benefícios à saúde. Neste artigo você conhecerá 7 benefícios da valeriana, como ela pode te ajudar a dormir melhor, combater o estresse, diminuir a pressão arterial e muito mais.

  Continua Depois da Publicidade  

O que é?

Valeriana officinalis é uma planta medicinal também conhecida pelo nome popular de erva dos gatos, por conta do efeito estimulante que produz nesses animais. Portanto se você tem gatos, evite deixá-la perto deles.

Essa erva possui flores de coloração rosa e é conhecida por propriedades antiespasmódicas, calmantes, soníferas e anticonvulsivantes.

Flores da valeriana
Flores da valeriana

Formas de consumir

A valeriana é comercializada em diversas formas e pode ser consumida em cápsulas, em tintura e na forma de chá, preparado com a erva fresca ou desidratada.

A tintura é o extrato concentrado da erva, feito a base de álcool ou outro excipiente que serve para conservar os compostos essenciais da planta. O uso é feito a partir do consumo de uma determinada quantidade de gotas.

Ela é pode ser encontrada nas lojas de produtos naturais, feiras livres e farmácias de manipulação.

7 benefícios da valeriana

Já deu para ter uma ideia básica sobre o que é a erva, não é mesmo? Pois bem, chegou a hora de conhecermos algumas indicações e benefícios da valeriana:

  Continua Depois da Publicidade  

Extrato de valeriana
Valeriana seca e extrato de valeriana

1. Ajuda a dormir melhor

A valeriana pode servir como um remédio natural para pessoas que sofrem com dificuldades para dormir (insônia), pois tem efeito calmante e possui propriedades relaxantes, sedativas e que induzem o sono.

Estudos já mostraram que um dos benefícios da valeriana é diminuir o tempo que uma pessoa demora para dormir, o que melhora a qualidade do sono. Além disso ela não provoca sintomas de sonolência matinal, que é aquele cansaço persistente ao acordar.

2. A valeriana combate a ansiedade e o estresse

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reconhece a valeriana como uma erva que pode trazer benefícios em relação à ansiedade.

Isso porque a erva aumenta a quantidade da substância química ácido gama-aminobutírico (GABA) no cérebro. Essa substância ajuda a regular as células nervosas e acalma a ansiedade.

Além disso, o fato de ser relaxante e de contribuir com a melhoria da qualidade do sono faz com que a erva também ajude no controle do estresse.

3. Auxilia no emagrecimento

Existem vários relatos de que a valeriana pode ajudar a emagrecer, pois essa erva medicinal auxilia no controle da ansiedade e, por consequência, diminui a compulsão alimentar.

  Continua Depois da Publicidade  

É importante ressaltar que a valeriana sozinha não causa o emagrecimento imediato. Mas pode contribuir para que o efeito desejado seja alcançado se for combinada com uma dieta saudável e com a prática de atividades físicas.

4. Ajuda a normalizar a pressão arterial

Os compostos ativos da valeriana que auxiliam o controle da ansiedade e do estresse também podem contribuir com a regulação da pressão arterial. Isso porque a pressão alta está fortemente relacionada aos hormônios produzidos durante situações de estresse.

O controle da pressão arterial alta, por sua vez, diminui as chances da ocorrência de episódios graves como infarto e acidente vascular (AVC).

5. A valeriana alivia as cólicas menstruais

Um dos desconfortos enfrentados pelas mulheres, durante o período menstrual, são as cólicas. A raiz da valeriana pode ajudar a amenizar esse problema, pois se trata de um composto antiespasmódico.

Isso significa que ela atua como um relaxante natural para os músculos e reprime os espasmos musculares, acalmando as severas contrações do útero que causam dores da cólica.

  Continua Depois da Publicidade  

6. Auxilia o tratamento do transtorno obsessivo-compulsivo (TOC)

O TOC é uma condição caracterizada por pensamentos obsessivos e comportamentos repetitivos, além da necessidade de checar as mesmas coisas várias vezes e seguir uma rotina com padrões de regras rígidas, estabelecidas pela própria pessoa.

Tudo isso pode resultar em prejuízos na qualidade de vida do paciente, afetando seus aspectos profissionais, pessoais e sociais.

A valeriana pode auxiliar o tratamento do TOC, pois contribui para diminuição dos níveis de ansiedade que motivam os comportamentos repetitivos.

7. A valeriana contribui com o tratamento da hiperatividade em crianças

Um estudo de 2014 avaliou os efeitos de uma combinação entre erva-cidreira e extrato da raiz de valeriana em 169 crianças.

O resultado foi que a porcentagem de crianças que apresentava hiperatividade diminuiu de 60% para 13%. Além disso, os pais observaram que houve uma melhoria no sono e na concentração das crianças.

  Continua Depois da Publicidade  

Apesar dos resultados serem preliminares, eles são classificados como promissores, pois indicam que essa erva medicinal pode ser utilizada como acompanhamento ao tratamento tradicional para a hiperatividade. Sempre com orientação do médico, obviamente.

Como fazer chá de valeriana

Agora vamos aprender uma receita de como preparar um chá a partir da raiz da planta desidratada e assim aproveitar os benefícios da valeriana:

Ingredientes:

  • 1 colher de chá de raiz de valeriana;
  • 250 ml de água.

Modo de preparo:

  1. Colocar a água fervente dentro de uma xícara de chá;
  2. Acrescentar a valeriana e abafar durante cinco minutos;
  3. Em seguida, coar e consumir o chá.

Contraindicações

As mulheres grávidas não devem utilizar a planta medicinal, assim como as pessoas que sofrem com problemas no fígado. Além disso, crianças e lactantes também devem checar com o médico a respeito do uso da valeriana.

Por causa dos efeito sedativos e relaxantes, deve-se evitar operar máquinas pesadas ou realizar atividades que exijam o estado de alerta depois de ingerir o produto.

É necessário também, ter atenção a combinação de efeitos, por exemplo, não se recomenda usar valeriana e melatonina, que também trata insônia e problemas relacionados ao sono, ao mesmo tempo, pois pode levar a uma sedação muito forte.

Veja abaixo o vídeo da nossa nutricionista falando sobre os benefícios da valeriana.

Gostou das dicas?

Você já conhecia a planta medicinal valeriana e seus benefícios à saúde? Já a consumiu na forma de chá, gotas, tintura ou cápsulas? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (336 votos, média 3,89)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

38 comentários em “Valeriana – O que é, como consumir e contraindicações”

  1. Uso Homeopatia de Valeriana officinalis há cerca de 10 anos, em intervalos. É excelente, e conforme os médicos homeopatas, é necessário seguir algumas indicações para que esse tipo de tratamento promova o efeito desejado. Não demora nem um pouco para sentir os excelentes resultados!

    Responder
  2. comecei tomar a valeriana hoje tomei 10 gotas duas vezes ao dia mais senti um pouco de tonteira hoje vou tomar so 10 gotinhas a noite vamos ver o resultado

    Responder
  3. Comecei hoje tomar o extrato de valeriana em gotas. Minha Fitoterapeuta que me indicou para ansiedade e porque não estou conseguindo dormir bem a noite. Assim que eu tiver um resultado desse remédio eu posto aqui pra vocês saberem. Espero que me traga bons resultados.

    Responder