Especialista da Área:

A Mulher Mais Fitness do Mundo – Veja Do Que Ela é Capaz!

Tia-Clair Toomey: australiana, 26 anos de idade. 1,63 m de altura, 58 kg, levantadora de peso que competiu nos Jogos Olímpicos. Todas essas são características que nos contam um pouco a respeito dessa mulher, mas o mais impressionante provavelmente seja o fato dela carregar o título de mulher mais fitness do mundo.

Toomey abocanhou esse título na competição CrossFit Games do ano de 2019, mas ser coroada como a mulher mais fitness do mundo não é novidade para ela. Esse foi o terceiro ano seguido que a levantadora de peso conquistou o título – a mesma já havia ganhado o campeonato nos anos de 2017 e 2018.

  Continua Depois da Publicidade  

Se um tricampeonato na competição por si só já parece impressionante, ele se torna ainda mais expressivo quando descobrimos que Toomey estabeleceu um recorde e se tornou a primeira mulher a conquistar o título três vezes consecutivas.

Já que falamos em recordes, depois que conferir a história da australiana, você pode tirar um tempo para conhecer recordes bizarros do mundo fitness e dar umas boas risadas.

Caso a australiana seja coroada novamente a mulher mais fitness do mundo no ano de 2020, ela igualará o recorde masculino, defendido pelo norte-americano Rich Froning, que foi considerado o homem mais fitness do mundo entre os anos de 2011 a 2014.

Para você ter uma noção do que a levantadora de peso é capaz, ela ganhou das adversárias em um desafio chamado Split Triplet, que incluía cinco rodadas de subida no pegboard (uma espécie de placa de madeira com furos), 100 double-unders (saltos duplos de corda) e 10 hang cleans e jerks (exercícios com barra) em somente 20 minutos.

Mas esse não foi o único desafio superado por Toomey: a australiana também superou as suas concorrentes no chamado The Standard, que envolveu 30 repetições de clean e jerks (exercício com barra chamado de arremesso), 30 muscle-ups (combinação entre puxada alta, conhecida como pull-up, e subida nas argolas, chamada de ring dip) e 30 snatches (movimento de arranco do levantamento de peso olímpico em que uma carga é tirada do chão e levada acima da cabeça em um único movimento) com aproximadamente 61,25 kg.

Se tudo isso não for suficientemente impressionante para você, saiba que a levantadora de peso também finalizou na primeira colocação na competição de Swim Paddle, em que os participantes tiveram que percorrer 1 mil metros de nado e disputar mais 1 mil metros de uma espécie de remo. Detalhe: Toomey finalizou na frente não somente da nadadora colegiada americana Amanda Barnhart, mas também do atleta masculino melhor classificado, o australiano Matt McLeod.

Como já era de se imaginar, as habilidades da australiana como levantadora de peso também foram um tanto quanto úteis no CrossFit Games: Toomey também ficou na primeira colocação quando a tarefa exigida foi executar cleans pesados – exercício em que a barra é puxada do solo e colocada sobre os ombros.

Nesse exercício, as competidoras começaram com um peso de aproximadamente 97,5 kg e foram avançando até chegar na tentativa de levantar em torno de 120,2 kg, justamente a carga que a australiana deu conta de levantar, enquanto a sua adversária, que ficou na segunda colocação, não conseguiu.

Falando nas adversárias, quem tiver o objetivo de bater Toomey nas próximas edições do CrossFit Games tem um desafio enorme pela frente e precisará trabalhar muito. Isso porque se no ano de 2017 ela despachou a segunda colocada com uma diferença de somente dois pontos, em 2018 a diferença entre a australiana e a vice-campeã já foi de 64 pontos… E no ano de 2019, a diferença entre a mulher mais fitness do mundo e a segunda classificada na disputa pelo título foi de impressionantes 195 pontos.

Um currículo que fala por si só

Quem olha para o currículo da levantadora de peso não duvida que ela possa alcançar o feito de se tornar por quatro anos seguidos a mulher mais fitness de todo o planeta: antes de ganhar pela primeira vez a competição, em 2017, Toomey saiu como a segunda classificação nos anos de 2015 e 2016 nos CrossFit Games daqueles anos.

  Continua Depois da Publicidade  

Vale registrar que essa competição passa bem longe do que poderíamos descrever como algo fácil. Não bastassem as dificuldades que uma pessoa necessita superar para provar que realmente é a mais fitness de todo o planeta, a disputa certamente é muito acirrada. Afinal, o campeonato conta com participantes de todo o mundo que lutam pelo título de mulher ou homem mais fitness do mundo.

Como se não bastasse toda a sua experiência e todas as suas conquistas nos CrossFit Games, Toomey estreou nos Jogos Olímpicos no ano de 2016, no Rio de Janeiro, aqui no Brasil. Na ocasião, representando o seu país, a Austrália, a moça ficou 14ª colocação na modalidade de levantamento de peso olímpico, dentro da categoria de 58 kg.

Ainda que a medalha olímpica não tenha sido conquistada, somente a sua participação já foi um marco no mundo dos esportes: a levantadora de peso foi a primeira pessoa a disputar os CrossFit Games e os Jogos Olímpicos no mesmo ano. As informações são da Reebok CrossFitGames e dos sites Shape e Wodaholics.

Curiosidades a respeito de Tia-Clair Toomey

A australiana conquistou a segunda colocação na edição de 2015 no CrossFit Games como uma principiante – na época, fazia somente dois anos que Toomey treinava CrossFit. No ano de 2016, a moça ficou no topo do ranking das levantadoras de peso australianas.

Toomey, que é treinada pelo seu marido Shane Orr, revela que o principal motivo pela qual ela continua a se esforçar para melhorar são as pessoas que a apoiam, como seu marido, sua família, seus amigos e seus patrocinadores.

“Eu quero conquistar os meus objetivos para pagá-los pelos sacrifícios que eles fizeram por mim e inspirá-los a seguir os seus próprios sonhos”, afirmou a levantadora de peso em seu site oficial. A australiana também oferece programas de treinamento para praticantes de diferentes níveis de aptidão física.

Agora, uma curiosidade mais cotidiana: já parou para pensar a respeito do que a mulher mais fitness do mundo come em seu café da manhã? Afinal, a dieta certamente tem um peso importante para qualquer competidor de CrossFit – aproveite e confira como funciona uma dieta para Crossfit.

Pois bem, de acordo com informações do site Shape, Toomey relatou que costuma consumir dois pedaços de torrada de massa lêveda com manteiga, três ovos mexidos, 50 g de salmão fresco, cappuccino e smoothie verde preparado à base de água de coco, cenouras, espinafre, couve, mirtilo e pepino.

“Eu gosto de me sentir energizada a partir do momento em que acordo, especialmente durante as competições, então para o café da manhã eu escolho alimentos que me ajudam a alcançar essa sensação despertada e energizada. Eu faço um smoothie verde toda manhã, que é particularmente ótimo para isso. Então, eu como salmão, torrada de massa lêveda e ovos mexidos. Eu escolho o pão de massa lêveda porque ele contém mais bactéria para ajuda com a digestão. Eu deixo simples e gostoso, escolhendo os ingredientes que eu sei que eu gosto e que são bons para o meu corpo. Meu marido e treinador, Shane, então é por isso que os ovos mexidos são a minha escolha. Pode parecer muita comida, mas o meu corpo vai enfrentar durante uma competição, então é importante que eu esteja abastecida e tenha um estômago cheio”, explicou a australiana.

Ficou impressionado com a história de Toomey e inspirado a dar uma chance ao Crossfit? Então aproveite para conhecer dicas para melhores resultados no treino de crossfit antes de iniciar os seus treinamentos.

Você já tinha ouvido falar na australiana Tia-Clair Toomey? Pretende se inspirar na vida da atleta e começar a treinar Crossfit ou levantamento de peso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é personal trainer, formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário