Abacate é Bom para Pressão Alta?

Especialista:
atualizado em 03/02/2020

Antes de descobrir se o abacate é bom para pressão alta, você precisa saber que o abacate é uma reconhecida fonte de gorduras do bem, também conhecido como um alimento nutritivo e saudável. E é por isso que nos perguntamos se isso envolve benefícios em relação à pressão arterial.

Depois que descobrir se o abacate pode ser uma boa adição na dieta de quem sofre com a hipertensão, a gente recomenda que você conheça esta lista com outros alimentos para pressão alta.

Os nutrientes do abacate

Além das gorduras saudáveis previamente mencionadas, a fruta também fornecer diversos outros nutrientes importantes para o funcionamento do nosso organismo como potássio, vitamina B5, vitamina B6, vitamina B9, vitamina C, vitamina E e vitamina K.

O abacate é composto ainda por quantidades pequenas de magnésio, manganês, cobre, ferro, zinco, fósforo, vitamina A, vitamina B1 e vitamina B3. As informações são do pesquisador da área de nutrição Kris Gunnars, em artigo publicado no site Healthline.

Sobre a pressão alta

A pressão arterial é determinada tanto pela quantidade de sangue que o coração bombeia quanto pela resistência ao fluxo sanguíneo nas artérias. Quanto mais sangue o coração bombear e quanto mais estreitas forem as artérias, maior será o nível de pressão arterial.

Com isso, um quadro de hipertensão é desenvolvido quando a força do sangue contra as paredes arteriais é elevada o suficiente para provocar problemas de saúde.

A pressão alta é descrita como uma doença silenciosa. Isso porque ela não costuma provocar sintomas – ainda que possam surgir sinais como dores de cabeça, dificuldade em respirar e hemorragia nasal, eles não são específicos da condição e geralmente não aparecem até que ela tenha atingido um nível perigoso.

Ela exige a nossa atenção porque um quadro descontrolado de hipertensão pode causar uma série de complicações graves como: ataque cardíaco, acidente vascular cerebral (AVC), aneurisma, insuficiência do coração, síndrome metabólica, dificuldade de memória ou compreensão e demência.

Outras complicações de uma pressão alta não tratada incluem o enfraquecimento e estreitamento de vasos sanguíneos nos rins, o que evita que o órgão funcione apropriadamente, e o espessamento, estreitamento ou rompimento de vasos sanguíneos nos olhos, o que pode resultar na perda de visão.

Ou seja, não é à toa que quando vamos a uma consulta médica, a nossa pressão arterial é sempre conferida. E não é a troco de nada que uma vez que a hipertensão é diagnosticada, o tratamento recomendado pelo médico precisa ser seguido direitinho.

E então, será que o abacate é bom para pressão alta?

Uma vez que estamos mais familiarizados tanto com a fruta quanto com a doença, podemos abordar especificamente essa ideia de que o abacate é bom para pressão alta e que o abacate baixa pressão.

Pois bem, uma vantagem do abacate para a dieta de quem sofre com a pressão alta é que o alimento serve como fonte de potássio, um mineral que pode auxiliar a diminuir a pressão arterial. Por aqui você encontra uma lista com outros alimentos com potássio.

Uma dieta rica em potássio auxilia a contrabalançar alguns dos efeitos negativos do sódio em relação à pressão arterial. O excesso de sódio está associado à pressão alta.

Conforme a Associação Americana do Coração, quanto mais potássio uma pessoa consome, mais sódio ela perde por meio da urina. Mas não é somente isso: o potássio também colabora com a diminuição da tensão nas paredes dos vasos sanguíneos, o que ajuda a reduzir a pressão arterial, completou a organização.

Aumentar a ingestão de potássio na dieta é recomendável para os pacientes adultos com pressão arterial acima os 12×8 que não apresentam outros problemas de saúde, apontou a instituição. Entretanto, o potássio pode ser perigoso para os pacientes que sofrem com doenças nos rins ou para aqueles que fazem o uso de determinados medicamentos, avisou a Associação Americana do Coração.

Com isso, o ideal mesmo é seguir o conselho da organização e tomar a decisão de consumir quantidades extras de potássio somente depois de consultar o médico a respeito disso e com base nas dosagens recomendadas por ele, para não correr o risco de prejudicar a saúde devido ao excesso de potássio.

As gorduras saudáveis

Uma pesquisa avaliou os efeitos de diferentes tipos de gorduras na pressão arterial de pessoas saudáveis, e concluiu que mudar as proporções do consumo de gordura alimentar ao diminuir as gorduras saturadas e aumentar as gorduras monoinsaturadas na dieta reduziu a pressão arterial diastólica.

Esclarcemos que a pressão sistólica é a que aparece primeiro na medida da pressão arterial enquanto a pressão diastólica é a que aparece na sequência na leitura.

Para chegar a esse resultado os pesquisadores separaram aleatoriamente 162 participantes em dois grupos: um seguiu uma dieta rica em ácidos graxos monoinsaturados, enquanto o outro se alimento por uma dieta rica em ácidos graxos saturados. Depois cada grupo também foi aleatoriamente selecionado para consumir suplemento de óleo de peixe ou um placebo (substância neutra, sem efeitos).

“Interessantemente, o efeito benéfico na pressão arterial induzido pela qualidade da gordura foi negado por uma ingestão total elevada de gorduras. A adição dos ácidos graxos n-3 (suplemento de óleo de peixe) na dieta não teve efeito significativo na pressão arterial”, completaram os autores do estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition (Jornal Americano de Nutrição Clínica, tradução livre).

Mas onde o abacate entra nessa história? Bem, de acordo com o pesquisador da área de nutrição Kris Gunnars, em seu artigo publicado, a maioria das gorduras encontradas na composição do abacate correspondem ao ácido oleico, que é um ácido graxo monoinsaturado.

Uma xícara de fatias de abacate apresenta um total de 21 gramas de gorduras, dos quais 14,3 correspondem às gorduras monoinsaturadas, em torno de 3 gramas são de gorduras polinsaturadas e aproximadamente 3 gramas são de gorduras saturadas.

As calorias

Entretanto, é necessário tomar cuidado com as porções de abacate porque o alimento é calórico. Uma da fruta unidade tem 322 calorias.

Portanto, um excesso no consumo do abacate pode favorecer o aumento do peso, principalmente se isso estiver atrelado a uma dieta de baixa qualidade, com muitas açúcares, calorias e gorduras ruins.

O sobrepeso e a obesidade são fatores de risco para o desenvolvimento da hipertensão porque quanto mais uma pessoa pesa, mais sangue ela necessita para fornecer nutrientes e oxigênio aos tecidos do corpo.

Com isso, conforme o volume de sangue que circula entre os vasos sanguíneos aumenta, a pressão arterial nas paredes arteriais também é elevada, completou a organização.

Não é à toa que das recomendações que o médico pode dar ao seu paciente como parte do tratamento contra a hipertensão é justamente a manutenção de um peso saudável ou a perda de peso, caso a pessoa tenha sobrepeso ou obesidade.

Em suma

Não podemos afirmar que o abacate cura a pressão alta, embora ele possa ser uma adição benéfica para quem sofre com a hipertensão, desde que não seja consumido em quantidades exageradas.

Se você foi diagnosticado com a doença, obedeça a todas as instruções passadas pelo seu médico em relação ao tratamento e a dieta indicados para o seu quadro da condição e questione-o a respeito de como deve ser o seu consumo de abacate, de modo que não atrapalhe o controle da sua pressão arterial.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Fontes e Referências Adicionais:

Você já sabia se abacate é bom para pressão alta? Conhece alguém que possa confirmar? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário