Gordura monoinsaturada faz mal? O que é, alimentos e dicas

Especialista:
atualizado em 21/12/2020

Quando se fala em gordura, você provavelmente pensa na vilã que atrapalha a sua perda de peso, e que eliminá-la de uma vez por todas de sua dieta traria benefícios para a sua saúde. Portanto saiba a seguir se a gordura monoinsaturada faz mal.

Primeiramente é importante saber que nem todas as gorduras são ruins, e aprender a diferenciá-las é importante para se montar uma dieta saudável e equilibrada.

  Continua Depois da Publicidade  

Vamos então descobrir as diferenças entre as gorduras boas e as ruins, quais os benefícios para a saúde das gorduras monoinsaturadas e quais são os alimentos ricos nela.

Gorduras boas x gorduras ruins

Ao contrário do que muitos pensam, nem toda gordura é ruim para a saúde. Algumas são importantes fonte de energia e ajudam na absorção algumas vitaminas e minerais, além de ser necessárias para a manutenção geral da saúde.

Essas gorduras boas são as gorduras monoinsaturadas e poli-insaturadas, enquanto as consideradas ruins são as gorduras trans e as saturadas.

Embora todas sejam encontradas na maioria dos alimentos, o ideal é incluir na dieta aqueles que sejam ricos em gorduras boas, sempre que possível.

O que é gordura monoinsaturada?

semente de girassol
A semente de girassol é rica em gorduras monoinsaturadas

As gorduras monoinsaturadas são ácidos graxos que trazem diversos benefícios para a saúde.

Elas são encontradas em alimentos como nozes, abacates e óleos vegetais. E, além disso, são líquidas à temperatura ambiente, mas começam a endurecer quando refrigeradas.

ácido oleico é um dos principais representantes do grupo das gorduras monoinsaturadas, participando de diversas funções do metabolismo, incluindo o processo de síntese de hormônios.

Os benefícios dessas gorduras para a saúde

Embora não exista ingestão diária recomendada para as gorduras monoinsaturadas, o ideal é, sempre que possível, usá-las, juntamente com as poli-insaturadas, para substituir as gorduras saturadas e trans.

  Continua Depois da Publicidade  

As gorduras monoinsaturadas trazem vários benefícios para a saúde, como:

  • Reduz os níveis de colesterol ruim: estudos mostram efeitos benéficos do uso regular desse tipo de gorduras no controle dos níveis de colesterol e triglicérides;
  • Ajudam na perda de peso: estudos também mostram que as gorduras monoinsaturadas auxiliam no emagrecimento, e na melhora dos marcadores da obesidade, como resistência à insulina e inflamação;
  • Proteção contra alguns tipos de câncer: alguns especialistas já associam o consumo de alguns nutrientes, como as gorduras monoinsaturadas, ao menor risco de desenvolvimento de certos tipos de câncer. É o caso do câncer de próstata, como mostra um estudo realizado na Nova Zelândia.

Alimentos ricos em gordura monoinsaturada

abacate em pedaços
O abacate é ótima fonte de gorduras monoinsaturadas

A maioria dos alimentos tem uma combinação de vários tipos de gorduras, mas alguns têm quantidades maiores de gorduras saudáveis do que outros.

Os alimentos com maiores quantidades de gorduras monoinsaturadas são:

Dicas

Para obter os benefícios para a saúde das gorduras monoinsaturadas você precisa substituir as gorduras não saudáveis por gorduras saudáveis.

  • Você pode adicionar abacate às saladas e sanduíches ou substituir a manteiga e as gorduras sólidas por azeite de oliva;
  • Em vez de comer biscoitos na hora do lanche você pode comer castanhas. Apenas certifique-se de manter a porção pequena, pois as castanhas são ricas em calorias.
Fontes e Referências adicionais

Você já sabia se a gordura monoinsaturada faz mal ou bem? Consome muito na sua dieta? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

3 comentários em “Gordura monoinsaturada faz mal? O que é, alimentos e dicas”

  1. Parabéns, doc! Excelente abordagem e clareza nas palavras, para mim que sou leigo na Biologia e na Química, consegui entender tudo da melhor maneira que todos os outros textos desse assunto.

    Minha dúvida é de como classificamos como antioxidante o Azeite de Oliva, se no caso das gorduras poli-insaturadas presentes no Azeite, “elas atuam como liberadores de radicais livres pelo seu alto poder de oxidação?”

    Essa última frase destacada eu li em outro artigo que me confundiu.

    Sá mono são Antioxidantes e as poli são Oxidantes? É isso?

    O que são e onde entram os radicais livres?

    Muito obrigado! Parabéns mais uma vez!

  2. É importante em qualquer análise alimentar, sempre observar o processo digestivo, a reação dos ácidos do suco gástrico com o cloreto de sódio, produz os cloridratos responsáveis pela quebra das moléculas das gorduras “animais” e não das gorduras vegetais. Quanto aos óleos, não existe óleo “de” CANOLA {Can(adian) + o(il) + l(ow) + a(cid)}, mas sim, o óleo extraído da colza cultivada com baixo teor de ácido erúcico, altamente tóxico; por isso, ao se referir ao óleo “de” colza, deve-se grafar: óleo CANOLA! Nenhum óleo industrialmente processado é saudável para a alimentação!

    • Bom dia, Jorge!

      Obrigado por trazer mais conteúdo. Pode me tirar uma dúvida?

      O que você diria sobre “processamento industrial dos óleos”, nesse caso vegetais?

      Qual parte do processo mecânico de extração do óleo da Azeitona pode atrapalhar na manutenção das propriedades naturais?

      E de que maneira poderíamos extrair óleos vegetais sem perder as propriedades? Existe algum método laboratorial, natural, ou apenas ingerindo o material in natura?

      Obrigado pela gentileza e compartilhamento.