Alcachofra – Efeitos Colaterais e Cuidados

Especialista:
atualizado em 17/12/2019

Preparada de maneira recheada, em receitas de pizza, salada, chás, licores e molhos, além de ter o extrato de sua folha retirado para produzir um medicamento, a alcachofra é uma planta que serve como fonte de nutrientes importantes para o corpo humano. Entre eles estão elementos como fibras, proteínas, potássio, ferro, cálcio, vitamina A, do complexo B, D, E e K, magnésio, fósforo, zinco e manganês. Isso sem contar que ela é pouco calórica, com somente 47 calorias encontradas em uma porção de 100 g.

A alcachofra já foi associada a benefícios como melhoria da digestão, controle dos níveis de colesterol, emagrecimento, fortalecimento do sistema imunológico, fornecimento de ação desintoxicante, tratamento de ressacas e auxílio na cura de problemas de ordem digestiva como indigestão, constipação, diarreia e síndrome do intestino irritável.

Além disso, a alcachofra também possui propriedades que fazem com que ela funcione como protetora quanto a diabetes, arteriosclerose – doença degenerativa das artérias, causada pelo depósito de gordura, cálcios e outros componentes nas paredes das artérias -, ataque no coração e acidente vascular cerebral (AVC).

Com tantos benefícios assim, até parece difícil que a poderosa planta possa fazer algum mal à saúde, não é mesmo? Pois é, mas como toda regra tem sua excessão, vamos conhecer os efeitos colaterais causados por ela e os cuidados que a utilização da alcachofra demanda, conhecendo o seu lado que não é tão bacana assim.

Efeitos colaterais da alcachofra

Em contrapartida a todas essas vantagens oferecidas pela alcachofra, é importante saber que ela também pode causar alguns efeitos colaterais e o seu uso requer alguns cuidados.

Uma dessas reações indesejadas é a piora da obstrução do canal biliar, uma condição que pode ser caracterizada por urina escura, fezes claras e amarelamento na pele, mucosas ou olhos. Essa complicação está associada a cálculos, tumores, cistos e inflamações. A planta causa esse agravamento no problema por trazer um efeito de aumento no fluxo da bile.

Por conta desse fluxo maior da bile que a alcachofra traz, outra reação causada pelo seu consumo pode ser a formação de cálculos biliares.

Já para quem sofre com alergia ou sensibilidade a alguma planta da família das tasneiras, crisântemos, calêndulas e margaridas, a ingestão da planta pode gerar reações alérgicas que incluem erupção cutânea, urticária, coceira, inchaço, complicações na respiração, dificuldades para respirar e até mesmo o choque anafilático, que pode causar o falecimento.

Na medicina europeia, o alimento é geralmente utilizado como um diurético. Por lá, eles cozinham as folhas da alcachofra, deixando o coração da planta de lado, como um remédio estimulante dos rins. Logo, quem resolver usar o produto para um diferente propósito, deve saber que uma de suas reações no organismo é o aumento da urina.

Outro efeito da alcachofra é que ela pode fazer com que o efeito de medicamentos utilizados para abaixar os níveis de colesterol do organismo seja potencializado. Isso porque ela baixa os níveis de colesterol também. Se consumida em grande quantidade, pode baixar os níveis mais do que inicialmente desejado apenas com o medicamento.

Ainda foram relatados problemas associados à flatulência e diarreia em decorrência do consumo do coração da alcachofra.

Cuidados a ser tomados em relação à alcachofra

Por conta do efeito relacionado ao fluxo biliar, não é recomendado que os pacientes que sofrem com obstrução do canal biliar comam a planta ou recebam medicamentos feitos à sua base, especialmente sem a prescrição ou orientação do médico de confiança.

Quem tem alergia a alguma das plantas mencionadas no tópico anterior também deve informar o médico antes de comer ou usar o extrato da planta como remédio, para não sofrer com algum tipo de reação alérgica.

Como não existem informações suficientes sobre os efeitos colaterais que a alcachofra pode causar em mulheres grávidas ou que estejam em fase de amamentação de seus bebês, a indicação é que as mães e futuras mamães sejam precavidas e conversem com seu médico se fazem uso da alcachofra em quantidade.

Tendo vista que ela pode interagir com alguns medicamentos como anticoagulantes, antiplaquetários e remédios usados para diminuir os níveis de colesterol, como citamos acima, a orientação é que quem faz uso de alguma dessa substância converse com o médico antes de consumir um produto ou alimento feito com a alcachofra como ingrediente principal.

Se você for usar o extrato da planta como um remédio, não deixe de conversar com o seu médico antes de começar a ingeri-lo, mesmo que você não possua nenhuma das condições apresentadas neste texto. Isso porque pode haver algum problema que você desconheça em seu organismo que impeça o uso da alcachofra e na consulta com o médico você pode descobrir acerca de sua existência.

Além disso, é o seu médico de confiança que poderá te indicar a dosagem, frequência e duração do tratamento mais adequados, a fim de que o produto faça bem, e não prejudique o seu corpo.

Já para aqueles que utilizam a alcachofra como ingredientes de receitas culinárias, um cuidado importante é limpar bem o vegetal antes de colocar na panela.

Caso depois de utilizar a planta, você ou alguma pessoa que você conhece venha a experimentar algum tipo de efeitos colaterais ou reação alérgica, não demore muito para comunicar o médico a respeito do acontecido, mesmo que o problema não seja grave. Mesmo um sintoma leve ou moderado pode indicar uma complicação grave na saúde do organismo, que se for diagnosticada com antecedência poderá ser tratada e curada com maior eficiência.

Você é uma pessoa que gosta de alcachofra e tem o costume de cozinhar a planta para suas refeições? Já sentiu algum desses efeitos colaterais após consumi-la? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (61 votos, média: 4,02 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

17 comentários em “Alcachofra – Efeitos Colaterais e Cuidados”

  1. Bom dia, comecei a tomar o alcachofra em comprimido antes do almoço e antes da janta, é o jeito certo de se tornar? Seu colesterol total diminuiu em quantos?

  2. Estou tomando comprimidos de extrato seco de alcachofra,jurubeba e boldo para gordura no fígado ,mais parece que alterou minha pressão arterial , gostaria de saber se tem algo a ver ?

    • eu tomei o cha de alcachofra un 4 dias junto com dente de leao, pensando limpar meu figado por uns antibiotico que tomei.agora estou notando minha pele mais escura!! Vim procurar aqui e achei a resposta!

      • Estou tomando comprimidos de extrato seco de alcachofra,jurubeba e boldo para gordura no fígado ,mais parece que alterou minha pressão arterial , gostaria de saber se tem algo a ver ?

  3. Comecei a tomar o chá das folhas e comecei a urinar amarelo e minha pressão subiu, mas ainda não sei se isso ocorreu por causa do chá[pressão alta]

      • Eu estou tomando as cápsulas de alcachofra a 3 meses para gordura no figado. E ela reduziu bastante, senti efeitos na 1 semana. Meu colesterol estava alto, agora está até baixo. Eu super indico tomar.

  4. Estava tomando chá de alcachofra duas vezes ao dia e notei que minhas fezes ficaram amarelo esverdeadas e uma leve diarreia , então parei mas tomo qdo sinto desconforto digestivo para mim é eficaz , só não posso tomar com frequência.

  5. Tomei em comprimidos por uma semana. Tive que suspender por sentir muita pressão na cabeça. Muito mal estar e tontura. Parei e os sintomas acabaram.

    • Eu também estou sentindo essa pressao… E como estou gripada imaginei que fosse da gripe. MInha cabeça dói muito e a pressão é constante. Vou parar

    • Eu comecei há uma semana tomando os comprimnidos de alcachofra, mas eu sinto uma fraqueza e espécie de tonteira depois que tomo…. Mas vou insistir pois tenho esteatose (gordura no fígado) moderada para mais.

    • Eu também senti esses sintomas, após suspensão fiquei bem, depois de umas 30 horas após a última cápsula. Tonta, sem coordenação, cabeça estranha, pensei que eu estava ficando louca, quanta agonia passei.

  6. Estou tomando chá das folhas de alcachofra a dois dias e hoje acordei com muita tontura, quase não consigo ficar em pé .