Chá de Hibisco – Efeitos colaterais e contraindicações

Especialista da área:
atualizado em 24/03/2021

O chá de hibisco é conhecido como uma bebida que traz diversos benefícios para a saúde, mas saiba que seu uso pode trazer riscos e efeitos colaterais nada agradáveis.

  Continua Depois da Publicidade  

Mas isso não é motivo para alarme, porque, apesar dos riscos, esse chá é bem tolerado pela maioria das pessoas.

Então, vamos agora conhecer os efeitos colaterais que o chá de hibisco pode causar e quais as suas contraindicações.

O outro lado do chá de hibisco 

chá de hibisco

O hibisco é facilmente encontrado em mercados, farmácias e lojas de produtos naturais e, usualmente, em formas diversas, como:

  • Flores secas;
  • Saches de chá;
  • Cápsulas, puro ou associado a outras substâncias;
  • Suplementos.

Por isso, o número de pessoas que utiliza o hibisco é cada dia maior, embora nem todos conheçam os riscos que a planta pode trazer para a saúde.

Interações com medicamentos

As substâncias presentes no chá de hibisco pode interagir com alguns medicamentos, e causar sintomas bastante graves.

Os principais são:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Diuréticos, como a hidroclorotiazida: Por ter um efeito diurético, o hibisco pode potencializar a ação desses medicamentos, levando a quadros como a desidratação;
  • Medicamentos para diabetes: Nesse caso, semelhante ao que ocorre no item anterior, o efeito dos medicamentos podem ser potencializados, causando hipoglicemia;
  • Medicamentos para malária: O hibisco pode reduzir o efeito de medicamentos como a cloroquina.

Principais efeitos colaterais e contraindicações

Embora o chá de hibisco seja seguro para a maioria das pessoas, existem alguns possíveis efeitos que podem ocorrer, especialmente quando ele é consumido de forma exagerada.

São eles:

  • Desconforto gástrico;
  • Problemas hepáticos;
  • Tontura, sensação de fraqueza e até desmaios.

Além disso, o consumo do chá em excesso pode levar à desidratação, devido ao seu efeito diurético.

Outro ponto que se deve levar em consideração é que existem grupos de pessoas que devem evitar o chá de hibisco, como:

  • Mulheres grávidas ou que estejam amamentando;
  • Crianças;
  • Pessoas com problemas hepáticos ou renais;
  • Pessoas com pressão arterial naturalmente baixa.

Então, se você se encaixa em algum desses grupos citados, deve evitar o consumo do chá de hibisco e tirar suas dúvidas com um profissional de saúde.

Efeitos mais graves

chá de hibisco na bandeja

Muitos dos efeitos colaterais que o chá de hibisco pode causar são leves, mas existem alguns que, apesar de raros, podem ter uma gravidade maior.

  Continua Depois da Publicidade  

Separamos aqui alguns deles:

1. Hibisco e o fígado

Existem estudos que mostram que o consumo excessivo do hibisco pode causar danos ao fígado.

E esse efeito pode ser mais grave em quem já tem algum problema pré-existente no fígado, pois o órgão já teria uma capacidade diminuída para lidar com as substâncias presentes na planta.

2. Diminuição dos níveis de açúcar no sangue

Por ter como efeito a diminuição dos níveis de açúcar no sangue, o uso do chá de hibisco pode ser arriscado para pessoas diagnosticadas com diabetes.

Para essas pessoas, há o risco de episódios de hipoglicemia, que é a queda rápida do açúcar no sangue, e que pode causar sintomas como mal estar e desmaios.

  Continua Depois da Publicidade  

3. Queda de pressão

Outro efeito potencial do chá de hibisco é a queda da pressão arterial, que acontece principalmente com pessoas que já tenham a pressão naturalmente baixa.

Dicas e cuidados

Quando utilizar algum chá, suplemento ou produto natural, é importante evitar exageros, uma vez que a maioria dos efeitos colaterais se devem ao uso em grandes quantidades.

Além disso, pessoas que usam medicamentos devem sempre perguntar a um profissional de saúde sobre as possíveis interações.

Aliás, aproveite para conferir esse vídeo da nossa nutricionista em que ela lista cuidados ao tomar chá de hibisco:

Fontes e referências adicionais
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

67 comentários em “Chá de Hibisco – Efeitos colaterais e contraindicações”