Chá de Hibisco – Efeitos Colaterais e Contraindicações

Especialista:
atualizado em 18/12/2019

O chá de hibisco é conhecido como uma bebida que traz diversos benefícios como ação antioxidante, auxílio ao tratamento de hipertensão e ansiedade, alívio da pressão arterial alta e do colesterol alto, proteção ao fígado, ação anti-inflamatória e antibacteriana, alívio de dores menstruais e auxílio a digestão.

O chá ainda é considerado um auxiliar do emagrecimento por inibir a enzima amilase, responsável por transformar o amido em açúcar. Acredita-se que o consumo do chá de hibisco depois das refeições ajuda a diminuir a absorção de carboidratos.

Uma pesquisa publicada no Journal of Ethnopharmacology (Jornal de Etnofarmacologia, tradução livre) da Sociedade Internacional de Etnofarmacologia indicou que o chá de hibisco reduz o processo de maturação de células que armazenam gordura.

Com a diminuição do processo, também ocorre a redução das chances de acúmulo de gorduras no abdômen e nos quadris. Acredita-se que os antioxidantes flavonoides antocianina e quercetina estejam por trás desse efeito.

O outro lado do chá de hibisco 

Entretanto, como o título já deve ter adiantado, vamos conhecer em que situações o chá de hibisco faz mal. Isso porque apesar de trazer benefícios à saúde e boa forma, ele não é adequado a todas as pessoas e situações.

Contraindicações do chá de hibisco 

A bebida não deve ser ingerida por mulheres gestantes ou que estejam em processo de amamentação de seus bebês. Pesquisas mostraram que o chá de hibisco pode causar interferências na estrutura dos genes dos bebês.

O chá de hibisco possui hidrocarbonetos policíclicos aromáticos, que estão associados ao câncer e malformações congênitas. Também existem evidências de que o hibisco pode gerar a menstruação em mulheres grávidas, o que pode resultar em abortos.

Quem sofre com a pressão baixa e usa remédios para tratar o problema também deve ficar longe do chá de hibisco, já que uma de suas ações é justamente a de diminuir a pressão arterial. A bebida também não é recomendada para quem toma medicamentos para lidar com a hipertensão.

Interações com medicamentos

Outra contraindicação refere-se às pessoas que fazem uso de acetaminofeno (paracetamol). Isso porque tomar o chá ou outra bebida preparada à base de hibisco faz com que a substância seja eliminada mais rapidamente pelo organismo.

Ao ser consumido em conjunto com agentes antivirais, o hibisco pode trazer um efeito viciante. Ele ainda pode alterar a eficácia de medicamentos antimaláricos.

Além disso, em relação aos remédios anti-inflamatórios, existe a orientação de esperar pelo menos duas horas após ingerir o medicamento para tomar o chá de hibisco, como forma de evitar que ocorram efeitos colaterais.

Efeitos colaterais do chá de hibisco 

O consumo em excesso do chá de hibisco pode ter como resultado a desidratação. Isso porque a bebida possui efeito diurético, ou seja, aumenta a eliminação de líquido corporal por meio da urina.

Enquanto ao ser ingerido com moderação, o chá pode contribuir com o combate ao inchaço proveniente da retenção de líquido, ao ser ingerido em excesso ele pode gerar a perda excessiva de água, assim como de eletrólitos.

Eletrólitos são nutrientes fundamentais para o funcionamento do organismo, compostos por minerais como sódio, potássio, cálcio e magnésio. É justamente a ausência desses componentes que causa a desidratação.

Diminuição dos níveis de açúcar no sangue

Por trazer um efeito de diminuição dos níveis de açúcar no sangue, pessoas diagnosticadas com diabetes que já fazem um tratamento para controlar as taxas de glicose correm o risco de sofrer com uma redução excessiva desses níveis, ocasionando a chamada hipoglicemia.

É importante saber que o organismo necessita de uma quantidade determinada de açúcar para funcionar e que níveis baixos de glicose no sangue podem trazer problemas como confusão mental, comportamento anormal, dificuldade para executar atividades simples e rotineiras, palpitações, tremores, ansiedade, suor frio, fome excessiva, formigamento ao redor da boca, convulsão, perda de consciência e até mesmo o coma.

Por causar esse efeito de diminuição dos níveis de açúcar no sangue, o consumo de hibisco pode tornar o controle das taxas de glicose mais complicado durante e depois da realização de procedimentos cirúrgicos.

Assim, recomenda-se deixar de ingerir o chá pelo menos duas semanas antes da realização de uma cirurgia, sempre seguindo as orientações do médico responsável pela operação, obviamente.

Riscos de doenças no coração 

De acordo com o Centro Bastyr de Saúde Natural, da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, existe a possibilidade de que o hibisco abra e expanda os vasos sanguíneos, algo que pode ter como consequência o aparecimento de doenças no coração.

Impacto ao foco e concentração

Conforme informou o Healthy Eating SFgate, o chá de hibisco pode prejudicar o foco e a concentração. Portanto, recomenda-se que a bebida seja evitada em momentos em que for necessário realizar atividades que exigem alerta total como dirigir veículos ou operar máquinas.

Mais algumas palavras de precaução 

O chá de hibisco não é o salvador da pátria nem o vilão da saúde. Ele simplesmente é apropriado para algumas pessoas e contraindicado para outras. Assim, para consumi-lo com segurança e certo de que a bebida não fará mal, consulte antes o seu médico de confiança, principalmente se você tiver uma doença ou condição de saúde ou fizer uso de qualquer tipo de medicamento.

Vídeo:

E aí, gostou das dicas?

Fontes adicionais:

Você já tinha ouvido falar que o chá de hibisco faz mal para algumas pessoas? Encontra-se dentro desse grupo de contraindicações? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (219 votos, média: 3,91 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

67 comentários em “Chá de Hibisco – Efeitos Colaterais e Contraindicações”

  1. Olá, gostei muito do seu contéudo, continue postando, estou adorando! Parabéns! Deus te abençoe sempre!