Dieta para doença celíaca – Alimentos permitidos e proibidos

Especialista da área:
atualizado em 04/02/2021

Os alimentos sem glúten vêm se tornando cada vez mais populares e isso se deve, em partes, à dieta para doença celíaca. Saiba então os alimentos permitidos e proibidos para quem sofre dessa condição.

  Continua Depois da Publicidade  

Dietas sem glúten estão na moda, mas será que quem não tem doença celíaca deve mesmo evitar essa proteína?

Se você não sabe a resposta para essa pergunta, então talvez seja importante saber que a dieta sem glúten pode não ser benéfica para quem não tem doença celíaca.

A doença celíaca é uma condição autoimune em que o sistema imunológico responde ao glúten de forma negativa, desencadeando vários sintomas digestivos desagradáveis.

Ela é diferente da intolerância ao glúten, que é um quadro mais leve e que não causa reações graves à proteína. Por isso, veja os principais sintomas da intolerância ao glúten para saber se você pode ter essa condição.

Aliás, há muitos tipos de alergias alimentares que são os grandes responsáveis por desconfortos digestivos frequentes. Ou seja, é sempre importante observar o que você come diariamente e como você se sente depois para tentar identificar o alimento que está te fazendo mal.

Assim, se você ou alguém da sua família obteve o diagnóstico de doença celíaca, veja quais são os alimentos permitidos e proibidos para os celíacos.

  Continua Depois da Publicidade  

Doença celíaca – O que é?

A doença celíaca é uma doença autoimune em que o sistema imunológico acaba agredindo o revestimento do intestino delgado quando há ingestão de alimentos que contêm glúten.

O consumo frequente de glúten pode desgastar o revestimento intestinal, gerando sintomas digestivos desagradáveis e cada vez mais intensos.

Além de danos ao intestino, uma publicação de 2018 da StatPearls Publishing indica que a doença celíaca – quando sem tratamento – pode dificultar a absorção de nutrientes dos alimentos, causando complicações como a desnutrição, a osteoporose, a infertilidade e até o câncer.

A maioria dos danos intestinais pode ser revertido, uma vez que é feito o diagnóstico da condição autoimune. Ainda não há tratamento para a doença celíaca, mas a doença pode ser controlada com uma dieta livre de glúten.

Veja então abaixo quais são os alimentos permitidos e proibidos em uma dieta para doença celíaca.

Alimentos permitidos

Pães sem glúten

De acordo com uma pesquisa publicada na revista Gastroenterology em 2015, a dieta sem glúten é a única forma de tratar a doença celíaca atualmente.

  Continua Depois da Publicidade  

Apenas eliminando todo o glúten da dieta, é possível evitar os sintomas da doença e fazer com que o intestino pare de sofrer danos.

Quem sofre de doença celíaca tende a se preocupar muito com a presença de glúten nos alimentos. Mas fique calmo, pois são muitos os alimentos permitidos em uma dieta sem glúten.

Exemplos de alimentos que podem ser incluídos em uma dieta livre sem glúten são:

  • Carnes, aves e frutos do mar;
  • Ovos;
  • Laticínios;
  • Grãos livres de glúten como o arroz, a quinoa, o sorgo o milho e o trigo sarraceno, por exemplo;
  • Frutas;
  • Legumes;
  • Leguminosas;
  • Gorduras saudáveis;
  • Nozes;
  • Ervas e especiarias.

Alimentos proibidos

Uma dieta livre de glúten é difícil no começo, mas com o tempo você se acostuma. Os ingredientes que devem ser eliminados da alimentação são:

  • Trigo;
  • Cevada;
  • Farinha;
  • Farelo;
  • Bulgur;
  • Aveia;
  • Semolina;
  • Centeio;
  • Espelta.        

Os ingredientes acima são geralmente usados no preparo de massas, pães, bolos, bolachas e cervejas. Por isso, é importante sempre checar o rótulo desses alimentos.

  Continua Depois da Publicidade  

Mas engana-se quem pensa que em uma dieta sem glúten é impossível comer bolos e outros doces gostosos. Aprenda a fazer 10 receitas de doces sem glúten que também são saudáveis e com poucas calorias.

Também é importante tomar cuidado quando for comer fora e ter certeza de que o que você está pedindo não contém glúten. Além disso, o glúten pode estar oculto em alguns alimentos, remédios e até em outros produtos não alimentícios.

Assim, também é bom ficar atento aos rótulos dos seguintes produtos:

  • Cosméticos em geral;
  • Amido modificado;
  • Medicamentos;
  • Suplementos vitamínicos e minerais;
  • Suplementos de ervas;
  • Alimentos processados como molhos, sopas enlatadas, chocolate, sorvetes, temperos e carnes processadas;
  • Creme dental e enxaguante bucal;
  • Biscoitos e bolachas.

Quando você conseguir remover o glúten da dieta, a inflamação no intestino vai reduzir e você vai se sentir cada vez melhor.

Entretanto, caso a dieta sem glúten não resolva o seu problema, pode ser que você apresente doença celíaca não responsiva, em que até níveis muito baixos de glúten podem causar problemas.

Em situações assim, é preciso eliminar qualquer fonte de contaminação de glúten: separando os alimentos em casa e usando panelas diferentes para cozinhar sem glúten, por exemplo.

Se você desenvolver intolerância à lactose junto com a doença celíaca, veja como montar uma dieta sem glúten e sem lactose.

Prognóstico

Uma dieta sem glúten é normalmente o suficiente para que o intestino se recupere das lesões. Em crianças, esse processo pode demorar de 3 a 6 meses. Enquanto isso, nos adultos, o processo de cura é mais demorado e pode levar vários anos.

Ainda que demore um pouco para a cura total, você vai notar o desaparecimento dos sintomas digestivos e o seu intestino vai se recuperar pouco a pouco.

É importante fazer a dieta sem glúten com acompanhamento nutricional, pois alguns nutrientes encontrados em alimentos com glúten podem fazer falta caso você não tenha uma dieta bem equilibrada.

Em suma, todo o esforço valerá a pena e sua qualidade de vida e bem estar vai melhorar muito quando seu sistema digestivo voltar a funcionar normalmente.

Fontes e Referências Adicionais

Você já conhecia a doença celíaca? Conhece alguém que passe por isso? Comente então abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

1 comentário em “Dieta para doença celíaca – Alimentos permitidos e proibidos”