Especialista da Área:

Do Que é Feito Wasabi – Composição, Ingredientes e Cuidados

Entenda do que é feito wasabi, qual é a composição desse ingrediente comum na culinária japonesa, seus ingredientes e cuidados para consumo.

A culinária japonesa parece ter se tornado uma febre no Brasil. Prova disso é quem em diversas cidades é possível encontrar uma série de restaurantes japoneses oferecendo suas versões das delícias da Terra do Sol Nascente.

Mas será que são todos os frequentadores desses estabelecimentos que conhecem a composição, os ingredientes e de onde vêm os alimentos que eles estão consumindo? Por exemplo, você saberia dizer do que é feito wasabi, que pode aparecer para acompanhar o sushi?

Aproveite para conhecê-lo melhor e conferir os benefícios do wasabi para a saúde e boa forma e veja se é verdade que sushi engorda ou pode fazer parte da sua dieta.

O que é e do que é feito wasabi?

O wasabi verdadeiro é uma espécie de pasta moída de uma planta originária do Japão, a Wasabia japonica que faz parte da família da raiz-forte e da mostarda. Da mesma forma que esses condimentos, o wasabi adquire o seu sabor afiado e picante da raiz.

Ela oferece ao consumidor uma espécie de ardência curta e doce, que viaja através dos seios nasais e inflama os sentidos. Para você ter uma noção da intensidade do aroma do wasabi, cientistas japoneses começaram a trabalhar em um alarme contra incêndio para pessoas surdas que leva o perfume do wasabi, com o objetivo de acordar rapidamente aquelas que se encontrem em sono profundo.

Em alguns restaurantes japoneses tradicionais, a planta fresca do wasabi é ralada fresca, formando pasta. O wasabi libera uma série de vapores picantes quando ralado, o que deve ser feito logo antes da pasta ser servida, tendo em vista que a planta perde o seu perfume dentro de minutos depois de ter sido ralada.

O problema é que as verdadeiras raízes de wasabi são difíceis de ser cultivadas e podem ser um tanto quanto caras. Então, a alternativa para os restaurantes japoneses que não conseguem servir o wasabi verdadeiro é substituir o autêntico por uma combinação entre mostarda, raiz-forte e corante alimentar.

Por sua vez, a raiz-forte cresce mais rápido e maior do que a Wasabia japonica, ao mesmo tempo em que tem custos de produção mais baratos.

Enquanto a picância da mostarda e da raiz-forte são oriundas das mesmas substâncias químicas que o wasabi, o corante alimentar concede a tonalidade verde-claro que pode enganar muito gente.

Entretanto, quem já experimentou o verdadeiro wasabi pode perceber a diferença: o wasabi falso é dono de um sabor ligeiramente mais acentuado, e o verdadeiro apresenta um sabor suave.

Cuidados com o wasabi

Agora que já vimos do que é feito o wasabi – tanto o verdadeiro quanto o substituto – e conhecemos a sua composição e os seus ingredientes, chegou a hora de conhecermos alguns cuidados que o seu consumo exige.

  Continua Depois da Publicidade  

Não se deve tentar consumir porções grandes de wasabi de uma única vez porque isso pode ser fisicamente doloroso.

De acordo com informações do site WebMD, é aconselhável que as mulheres grávidas e as mulheres que se encontram no período de amamentação evitem usar o wasabi porque não existe uma quantidade suficiente de informações confiáveis a respeito do uso da planta na gestação ou amamentação.

A publicação também apontou que devido ao fato de poder desacelerar a coagulação sanguínea, pelo menos teoricamente, o wasabi pode aumentar o risco de sangramento nas pessoas que sofrem com distúrbios hemorrágicos.

Justamente pelo fato de poder desacelerar a coagulação sanguínea e, pelo menos teoricamente, poder provocar muito sangramento durante uma cirurgia, é que deve-se parar de usar a planta na forma de medicamento no mínimo duas semanas antes da data marcada para a realização de um procedimento cirúrgico.

Sobre a raiz-forte, a publicação afirmou que a planta possui uma substância que é extremamente irritante ao revestimento da boca, garganta, nariz, sistema digestivo e trato urinário. A planta pode provocar efeitos colaterais como perturbação no estômago, vômito com sangue e diarreia, além de ter sido associado ao efeito de reduzir a atividade da glândula tireoide, completou o site WebMD.

O uso oral da raiz-forte por parte de crianças com menos de quatro anos de idade é considerado provavelmente inseguro porque pode provocar problemas no trato digestivo, advertiu a publicação. Por poder ser irritante e tóxico, também considera-se provavelmente inseguro o consumo oral da raiz-forte em grandes quantidades para as mulheres que estão grávidas ou no período do aleitamento.

A tintura de raiz-forte também pode ser perigosa quando utilizada regularmente ou em quantidades elevadas para as futuras mamães porque pode provocar um aborto.

Por conta da possibilidade de irritar o trato digestivo, a raiz-forte não deve ser usada por pessoas que sofrem com úlceras estomacais, úlceras intestinais, doença inflamatória intestinal, infecções ou outros problemas de saúde que atinjam o trato digestivo, ressaltou o site WebMD.

Ainda de acordo com a publicação, existe uma preocupação de que a raiz-forte possa aumentar o fluxo de urina, o que poderia ser um problema para os pacientes que sofrem com problemas nos rins. Por isso, recomenda-se que essas pessoas evitem o uso da planta.

Fontes e Referências adicionais:

Você já sabia do que é feito wasabi? Consome com frequência em restaurantes japoneses? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo muito solicitada para palestras, consultoria a empresas e atendimento personalizado para atletas, pessoas com condições especiais de saúde e pessoas que desejam melhorar a forma física de forma saudável. É a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España). É também membro da International Society of Sports Nutrition. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma. Dra. Patricia Leite é uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

1 comentário em “Do Que é Feito Wasabi – Composição, Ingredientes e Cuidados”