Doença de Crohn – O que é, sintomas, dieta e como tratar

Especialista da área:
atualizado em 13/04/2022

Doença de Crohn é o nome que se dá a uma inflamação crônica no sistema digestivo, levando o paciente a sofrer com diarreia, enfraquecimento, perda de peso e outros sintomas.

A doença pode afetar bastante a qualidade de vida da pessoa, principalmente quando não é tratada corretamente. Além disso, nem sempre as pessoas reconhecem os sinais da doença, o que pode atrasar o diagnóstico e causar sofrimentos desnecessários.

  Continua Depois da Publicidade  

Então, neste artigo vamos entender o que é Doença de Crohn e os seus sintomas, além de conhecer os possíveis tratamentos para o problema.

Veja também: Doenças autoimunes – O que são, tipos, sintomas e tratamentos

O que é Doença de Crohn?

A Doença de Crohn é uma doença autoimune que causa uma inflamação no intestino, e leva a uma série de sintomas gástricos, que podem variar de acordo com a gravidade do problema.

Ela pode atingir pessoas de todas as idades, embora seja mais comum em faixas etárias mais novas, como crianças, adolescentes e jovens adultos. 

Quais são os sintomas da Doença de Crohn?

Doença de Crohn
Os principais sintomas da Doença de Crohn são as dores abdominais e problemas intestinais

Embora cada caso seja diferente, alguns sintomas da Doença de Crohn são bastante característicos, e incluem:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Dor abdominal: A intensidade e o foco da dor podem variar de acordo com a gravidade da doença e com o local mais afetado do intestino.
  • Diarreia: Os episódios de diarreia podem ser leves ou graves, e muitas vezes há a presença de muco e sangue. 
  • Fadiga e cansaço: Esses sintomas são bastante comuns, e são causados tanto pela inflamação crônica quanto pela dificuldade de absorver os nutrientes.
  • Perda de peso: Resultado dos demais sintomas e da alteração no apetite, a perda de peso não intencional pode ser bastante grave em algumas pessoas.
  • Anemia: Quando há muita perda de sangue, associado à falta de alimentação adequada e à má absorção nutricional, quadros de anemia também são comuns.
  • Febre: A febre é um sintoma comum dessa doença, que pode deixar a pessoa mais debilitada, sentindo-se mais cansada e com dores no corpo.

Outros sintomas

Além dos sintomas específicos, que envolvem o trato digestivo e ao processo inflamatório, a Doença de Crohn pode levar ao aparecimento de outros sintomas, como:

  • Inflamações e dores articulares
  • Úlceras na boca
  • Diminuição ou atraso no crescimento, quando o problema ocorre em crianças
  • Inflamações em outros órgãos do trato gastrointestinal
  • Erupções cutâneas.

Causas e fatores de risco

Embora não se saiba o que exatamente causa a Doença de Crohn, algumas observações e estudos permitem a identificação de alguns dos fatores de risco, ou seja, características que são mais comuns em pessoas que desenvolvem a doença. São eles:

  • Idade inferior a 40 anos de idade
  • Histórico familiar
  • Histórico de outros problemas no aparelho digestivo
  • Tabagismo
  • Uso frequente de medicamentos anti-inflamatórios não-esteroides
  • Moradia em ambientes urbanos e industrializados.

Como é feito o diagnóstico da Doença de Crohn?

O diagnóstico da doença é feito a partir da análise do histórico médico, de exames físicos, laboratoriais e da colonoscopia.

Assim, é possível descartar alguma outra doença intestinal que tenha sintomas semelhantes, ou mesmo outras doenças inflamatórias sistêmicas.

Além disso, alguns exames específicos podem identificar o tipo de desregulação do sistema imunológico que possa estar desencadeando as crises da Doença de Crohn, ajudando assim na escolha do melhor tratamento.

Doença de Crohn tem cura?

Dor abdominal
Apesar de não ter cura, há tratamentos que ajudam a evitar os sintomas

Até hoje não foi identificada a cura para a doença. No entanto, há tratamentos possíveis que têm como objetivo evitar complicações, diminuir a intensidade dos sintomas e melhorar a qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Mas, esses tratamentos devem ser definidos pelo médico responsável pelo acompanhamento do paciente, a depender da gravidade do caso.

Possíveis complicações

A Doença de Crohn pode, em alguns casos, desencadear algumas complicações em diversas partes do trato digestivo e mesmo em outros órgãos, como veremos a seguir:

1. Supercrescimento bacteriano no intestino delgado (SBID)

O intestino é um ambiente normalmente cheio de bactérias que ajudam a digerir os alimentos, a chamada flora intestinal

Mas, quando a proliferação dessas bactérias acontece em níveis maiores do que o normal, alguns sintomas podem ocorrer, como:

  • Gases
  • Inchaço
  • Dor abdominal
  • Diarreia.

2. Úlceras intestinais

As úlceras intestinais são feridas que podem aparecer nas paredes do intestino, podendo causar sangramentos e dor intensa, além de aumentar o risco de infecções e abcessos. 

3. Câncer de cólon

A Doença de Crohn, que muitas vezes afeta o cólon, acaba aumentando o risco de desenvolvimento de câncer nessa região.

  Continua Depois da Publicidade  

Assim, os médicos sempre ficam mais atentos a essa possibilidade, e podem solicitar exames como a colonoscopia para avaliar melhor o cólon.

4. Diarreia com sal biliar

O íleo, a extremidade inferior do intestino delgado, normalmente é a parte mais afetada por quem possui doença de Crohn. Essa parte é responsável por absorver ácidos biliares, que o organismo utiliza para ajudá-lo no processo de absorção de gordura.

No entanto, se o corpo não é capaz de processar a gordura, o indivíduo pode apresentar quadros de diarreia com sal biliar.

5. Fístula

A fístula é uma complicação que pode conectar duas partes do intestino que normalmente não possuem conexão, assim como outros órgãos próximos, como bexiga, pele e vagina.

Isso também pode ocorrer por meio de furos, feridas e úlceras no aparelho digestivo, e é considerada uma complicação grave da doença, que muitas vezes necessita de correção cirúrgica.

6. Má absorção de nutrientes

A doença de Crohn afeta principalmente a parte inferior do intestino delgado, que é a parte do corpo que mais absorve os nutrientes dos alimentos. 

Por isso, podem ocorrer deficiências de vários tipos de nutrientes, como vitaminas, minerais e mesmo de proteínas e calorias. Assim, é comum que essas pessoas apresentem quadros de desnutrição, principalmente quando a doença está fora de controle.

7. Abcesso

Abcesso é o nome de bolsas de pus que podem se formar na pele, nos tecidos ou nas paredes de órgãos. Eles podem se formar especialmente na parede do intestino ou próximo ao ânus, devido a infecções bacterianas. 

Quando isso ocorre, alguns sintomas podem aparecer, como:

  • Dor abdominal
  • Inchaço
  • Sensibilidade no local 
  • Febre.

E, como se trata de uma infecção de difícil tratamento, muitas vezes o tratamento inclui cirurgias e drenagem da secreção.

Tratamento da Doença de Crohn

Intestino
O tratamento vai depender do diagnóstico que o seu médico fizer

A doença de Crohn pode ser dividida em três níveis de gravidade: leve, média e severa. Então, a forma como o tratamento será conduzido dependerá da resposta do organismo de cada um e do grau de deficiência do aparelho digestivo. 

Além disso, a Doença de Crohn deve, preferencialmente, ser tratada por uma equipe multiprofissional, que irá abordar as diferentes manifestações do problema, como os aspectos físicos, nutricionais e psicológicos.

Vamos agora conhecer as principais formas de tratamento disponíveis:

  • Medicamentos convencionais: De maneira geral, o tratamento consiste em alinhar formas de conter a inflamação do aparelho digestivo, eliminar ou minimizar dores e desconfortos na região e suprir as deficiências nutricionais que podem ocorrer em decorrência da doença. 
  • Imunossupressores: Pode ocorrer, no entanto, de o organismo não responder satisfatoriamente a esse tratamento. Nesse caso, o médico responsável pode indicar tratamentos à base de medicamentos imunossupressores, que irão diminuir as ações do sistema imunológico. Embora essa seja uma forma mais eficaz de conter a doença e seus sintomas, diversos efeitos colaterais podem ocorrer, como infecções oportunistas.
  • Cirurgias: As cirurgias são utilizadas, de maneira geral, como tratamento para os casos mais graves, quando a doença gera complicações como obstrução intestinal e hemorragias internas. 
  • Mudanças na alimentação: Como a doença afeta a absorção de alimentos e o trânsito intestinal, algumas adaptações podem ser feitas na alimentação, como incluir alimentos que sejam digeridos mais facilmente e ricos em fibras alimentares, além de evitar alimentos inflamatórios e irritantes.
  • Uso de suplementos: Algumas pessoas com a Doença de Crohn não conseguem absorver os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo, mesmo com as mudanças alimentares. Nesses casos, pode ser recomendável o uso de suplementos ou mesmo fórmulas hipercalóricas.
Fontes e referências adicionais

Você já conhecia a doença de Crohn? Conhece alguém que passe por isso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Marcela Gottschald

Marcela Gottschald é Farmacêutica Clinica - CRF-BA 8022. Graduada em farmácia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 2013. Residência em Saúde mental pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Experiência em pediatria e nefrologia, com ênfase em unidade de terapia intensiva. Ela faz parte da equipe de redatores do MundoBoaForma.

Deixe um comentário

1 comentário em “Doença de Crohn – O que é, sintomas, dieta e como tratar”

  1. meu filho tem 42 anos teve furnie fez cirurgia e depois ficou com essa doenca o qual esta sofrendo muito ele tem uma fistola abaixo da nadega fica saindo pus direto eu nao sei como ajudalo pois minhas condicoes sao poucas

    Responder