Dor nas mãos: 9 causas e o que fazer

Especialista da área:
atualizado em 14/04/2022

A dor nas mãos é um sintoma que pode ser causado por doenças que atingem as articulações ou por inflamações originadas de lesões por esforço repetitivo. A dor pode afetar os tendões, a cartilagem e as articulações das mãos, dedos e punhos. 

Essa dor pode se manifestar quando se está executando alguma atividade que possua uma sequência de movimentos repetitivos ou mesmo em repouso. Pode afetar as duas mãos mas, geralmente, afeta apenas a mão dominante. A intensidade da dor varia de leve até grave, o que implica na incapacidade de mexer a mão ou de segurar objetos.

  Continua Depois da Publicidade  

Veja quais são as possíveis causas de dor nas mãos e o que fazer. 

Artrose (osteoartrite)

A artrose ou osteoartrite se caracteriza pela degeneração das cartilagens, acompanhada por alterações nas estruturas ósseas vizinhas. 

A principal causa da osteoartrite é o processo natural de envelhecimento, mas alguns fatores podem potencializar a degeneração da cartilagem, como obesidade, lesão por esforço repetitivo e esportes que envolvem muito impacto. 

Ela também pode se desenvolver nas mãos, como consequência de lesões traumáticas, injeção de corticoide na articulação repetidas vezes e de doenças metabólicas e endócrinas. 

Os sintomas costumam aparecer após os 40 anos de idade e vão piorando lentamente com o passar dos anos. Também podem haver períodos assintomáticos. Os principais sintomas são dor, rigidez e diminuição da mobilidade articular, estalos e crepitações na articulação e inchaço, quando ela está inflamada. 

  Continua Depois da Publicidade  

A osteoartrite costuma afetar a segunda e terceira falanges (meio e ponta dos dedos), fazendo com que as articulações fiquem curvadas. O termo técnico desse abaulamento articular é “nódulo de Heberden“. 

O que fazer

ao apresentar os sintomas de artrose nas mãos, você deve procurar um médico reumatologista ou ortopedista, para o diagnóstico e tratamento. De modo geral, o tratamento consiste no uso de medicamentos analgésicos para episódios de dor, fisioterapia para melhora da mobilidade, anti-inflamatórios em casos de inchaço, e cirurgia, quando a articulação está gravemente danificada.  

Artrite reumatoide

Tendinite
A artrite pode atingir as mãos, e então provocar dores

A artrite reumatoide é uma doença autoimune, inflamatória e crônica que pode atingir as articulações das mãos. Ela tem causa genética e tende a afetar mais as mulheres do que os homens. 

Na artrite reumatoide, o próprio sistema imunológico ataca o tecido periarticular, que fica em volta das articulações, causando inflamação no local. 

Os principais sintomas da artrite reumatoide são dores fortes, inchaço e rigidez ao acordar e após um período de inatividade. Essa rigidez costuma durar mais do que 60 minutos. Com a progressão da doença, os dedos das mãos tendem a ficar deformados.

O que fazer

buscar ajuda de um médico reumatologista, para o diagnóstico e tratamento específico, que consiste no uso de medicamentos anti-inflamatórios não esteroidais, antirreumáticos moduladores da doença e imunossupressores, que visam mudar e inibir o ataque autoimune às articulações. Em casos de mãos muito deformadas, pode ser necessário o encaminhamento à cirurgia. 

  Continua Depois da Publicidade  

Gota

A gota é um tipo de artrite, ou seja, uma inflamação nas articulações, que ocorre quando os níveis de ácido úrico estão muito elevados no sangue e se depositam em forma de cristais ao redor das articulações.

Os joelhos e os pés são os locais mais comumente afetados, mas as mãos e os cotovelos também podem ser acometidos pela gota.

Os sintomas da gota são bastante intensos durante uma crise aguda. Nessa situação, a pessoa com gota sente dores articulares muito fortes, associadas com inchaço, vermelhidão e calor no local. A crise pode durar algumas horas a poucos dias e, depois, inicia-se uma fase assintomática. 

Esse tipo de artrite é mais comum entre os homens e tem um forte fator genético associado. 

O que fazer

Buscar ajuda médica, para o diagnóstico e início do tratamento. Na fase aguda, são prescritos anti-inflamatórios e analgésicos por via oral e, em alguns casos, injeção de corticosteróides diretamente na articulação.

Geralmente, a dor diminui após 12 horas do início do tratamento e passa completamente após 48 horas. Pode ser necessário o uso contínuo de medicamentos para controlar os níveis de ácido úrico no sangue, principalmente quando as crises são muito frequentes ou a pessoa apresenta cálculos renais de ácido úrico. 

  Continua Depois da Publicidade  

Lúpus

O lúpus é uma doença autoimune e inflamatória, que pode se manifestar apenas na pele com manchas avermelhadas, principalmente no rosto, orelha, colo e braços, ou afetar também as estruturas internas do corpo. 

Quando o lúpus acomete as mãos, causa dor e inchaço nas articulações. 

O que fazer

É necessário um diagnóstico clínico e laboratorial dessa condição autoimune, feito por um médico reumatologista, para que sejam iniciados tratamentos que visam modular as respostas do sistema imunológico, de modo a controlar a atividade da doença. O tratamento também inclui o manejo dos efeitos colaterais dos imunomoduladores.

Síndrome do túnel do carpo

A síndrome do túnel do carpo ocorre com a compressão do nervo mediano no canal do carpo, que tem origem no antebraço, passa pelo punho e se estende até a palma da mão. 

A inflamação do punho e das mãos está relacionada com movimentos repetitivos realizados no dia a dia. O constante uso de celulares também sobrecarrega a região dos punhos, podendo causar a síndrome do túnel do carpo. 

A compressão do nervo mediano pode provocar dor, formigamento e dormência nas mãos e nos dedos. 

túnel do carpo

O que fazer

Identifique as atividades ou os movimentos que provocam as dores nas mãos e informe ao médico os seus sintomas. Podem ser necessárias algumas alterações nas atividades, para reduzir a sobrecarga nos punhos e a inflamação.

Em alguns casos, é preciso interromper completamente a atividade e usar talas para deixar o punho imóvel por um tempo. Os medicamentos são prescritos para aliviar a dor e a inflamação, e a fisioterapia visa fortalecer e melhorar a mobilidade do punho e das mãos. 

Tenossinovite

A tenossinovite é uma inflamação dos tendões, mais especificamente do tecido que os envolve, conhecido como bainha tendinosa ou bainha tendínea.

Quando a inflamação afeta os tendões dos dedos das mãos, é chamada de tenossinovite estenosante e, quando afeta os punhos, é denominada tenossinovite de De Quervain. Ambas provocam dores, inchaço e fraqueza muscular nas mãos. 

A tenossinovite pode ser causada por lesões por esforço repetitivo ou por lesões traumáticas prévias. Também pode ser um sintoma de algumas doenças crônicas e inflamatórias, como a artrite reumatoide e a gota. Ou pode se desenvolver como uma complicação de doenças metabólicas, como é o caso da diabetes.

O que fazer

O tratamento é feito com analgésicos, anti-inflamatórios ou injeções de corticosteróides. Também podem ser feitas sessões de fisioterapia e terapia com ondas de choque.

Em último caso, a cirurgia é indicada para a remoção de tecidos inflamados, tendões lacerados ou partes de um osso que esteja comprimindo o tendão.   

Tendinite

Dor na mão
A tendinite é uma condição bastante conhecida que pode acometer as mãos

A tendinite é uma inflamação dos tendões, que são as estruturas que ligam os músculos aos ossos, permitindo a execução de todo tipo de movimento. Quando a tendinite acomete as mãos, causa dor, inchaço e vermelhidão. 

Algumas profissões, hobbies e esportes aumentam as chances de inflamação dos tendões das mãos, já que envolvem movimentos repetitivos que são executados quase ou todos os dias. 

Lesões traumáticas prévias também podem levar à inflamação dos tendões das mãos, provocando sintomas de tendinite. 

O que fazer

O tratamento da tendinite é feito com anti-inflamatórios por via oral ou injeções de corticosteróides. Alguns casos requerem o afastamento da atividade que está provocando a tendinite, juntamente com a imobilização da parte afetada.

A fisioterapia pode ajudar na melhora da mobilidade e fortalecimento dos músculos das mãos. Em casos mais graves, pode ser feita uma cirurgia nas mãos.  

Neuropatia periférica

A neuropatia periférica pode causar dor, fraqueza e dormência nas mãos e resulta de disfunções dos nervos periféricos causados por infecções, diabetes descompensada ou lesões. 

O que fazer

É recomendado procurar ajuda médica, pois o tratamento envolve o uso de antidepressivos, analgésicos, anticonvulsivos e pomadas para a dor. Também deve ser feito o tratamento da causa do problema, se for a diabetes descompensada, ela deve ser controlada. 

Lesões traumáticas

As lesões traumáticas podem ocorrer por entorses, torções, deslocamentos e fraturas, envolvendo os ligamentos, tendões, músculos e articulações das mãos. As lesões traumáticas podem ocorrer em acidentes, na prática de esportes, no trabalho ou em quedas.

O que fazer

Quando a lesão não é grave, ou seja, não envolve fratura ou deslocamento, a dor e o inchaço podem ser tratados em casa. Aplique compressas de gelo, durante 20 minutos e repita o procedimento a cada 2 horas, até aliviar a dor e o inchaço.

Você também pode tomar analgésicos e anti-inflamatórios para o alívio dos sintomas. Se houver fratura ou deslocamento, é recomendado procurar uma unidade de pronto atendimento, para examinar e tratar a lesão. 

Fontes e referências adicionais

Você já teve dor nas mãos por alguma das causas apresentadas? Qual foi a causa? O que você fez para tratar? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dr. João Hollanda

Dr. João Hollanda é Médico Ortopedista - CRM-SP 113136. Formou-se pela Santa Casa de São Paulo, com especialização em cirurgia do joelho. É também médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino desde 2016 e médico voluntário do Grupo de Traumatologia do Esporte da Santa Casa de São Paulo desde 2010. Tem experiência de trabalho prévio com a Confederação Brasileira de Vela, Cisne Negro Companhia de Dança, Escola de Dança do Teatro Municipal de São Paulo, Equipe de Ginástica Artística de Guarulhos. Já trabalhou como Médico nos Jogos Panamericanos Rio 2007, e foi Médico do Time Brasil para os Jogos Olímpicos Rio 2016. Trabalhou junto a organização Médicos Sem Fronteiras no Afeganistão e no Haiti, e junto a organização Expedicionários da Saúde no Haiti. Dr. João Hollanda é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos. Você pode entrar em contato com o Dr. João através de seu site.

Deixe um comentário