Especialista da Área:

Exemplos de Carboidratos Bons e Ruins

Confira alguns exemplos de carboidratos bons e ruins para saber distinguir aqueles que precisa evitar em sua dieta para emagrecer e se manter saudável.

Engana-se quem pensa que para emagrecer uma pessoa é obrigada a restringir o consumo de todos os tipos de carboidratos em suas refeições. Isso porque nem todos os carboidratos são de todo ruim e alguns inclusive contribuem com a saúde e boa forma.

Mas como saber quais são bons e quais são ruins? Vamos apresentar a seguir alguns exemplos de carboidratos de ambos os grupos.

Aprender mais sobre isso vai ser bastante útil para aqueles que não dão conta ou não querem seguir uma dieta low carb, no entanto, desejam ter uma relação saudável com os carboidratos nas suas refeições.

Aproveite e conheça também alguns vegetais ricos em carboidratos que podem ser fontes saudáveis para sua dieta e veja quais são as diferenças entre carboidratos simples e complexos.

Sobre os carboidratos

Antes de chegarmos à nossa lista com os exemplos de carboidratos bons e ruins, vamos conhecer melhor esse nutriente e saber o que determina se um carboidrato é bom ou ruim.

Pois bem, os carboidratos constituem um dos principais tipos de nutriente e funcionam como a fonte de energia mais importante para o organismo humano.

Os carboidratos ingeridos por meio da alimentação são transformados pelo sistema digestivo em glicose – o famoso açúcar no sangue. Então, esse açúcar é utilizado pelo organismo como energia para as suas células, tecidos e órgãos. Se houver algum excedente desse açúcar, ele será armazenado no fígado e nos músculos para quando for necessário.

Carboidratos bons x carboidratos ruins

Os bons carboidratos são aqueles ricos em fibras, que são absorvidos lentamente pelo organismo humano, evitando os picos nos níveis de açúcar no sangue. Eles apresentam fibras, vitaminas, minerais e fitoquímicos ao lado das gramas de carboidratos.

Além disso, eles costumam conter um nível baixo a moderado de calorias e uma variedade ampla de nutrientes, não contêm açúcares refinados, gorduras trans ou grãos refinados e são pobres em sódio, gorduras saturadas e colesterol.

Por sua vez, os carboidratos ruins costumam ter uma quantidade elevada de calorias em uma porção pequena, ser ricos em açúcares refinados, sódio, colesterol, grãos refinados, gorduras em geral e gorduras trans e apresentar nada ou quase nada de valor nutricional.

Os carboidratos ruins são encontrados nos alimentos processados e refinados. Essas comidas e bebidas são pobres em fibras e são absorvidas rapidamente pelo corpo humano, resultando nos indesejáveis picos de açúcar no sangue.

Mas por que esses tais picos nos níveis de açúcar no sangue são tão ruins? Esses picos são seguidos por uma queda nas taxas sanguíneas de açúcar, que pode desencadear a fome e o desejo por mais alimentos ricos em carboidratos, constituindo assim uma bola de neve nada saudável.

Estudos já indicaram que o consumo de carboidratos refinados – outro nome para os carboidratos ruins – está associado com o desenvolvimento de problemas de saúde como obesidade e diabetes do tipo 2.

Os açúcares adicionados presentes nos carboidratos ruins configuram o pior tipo de carboidrato e estão ligados ao risco do aparecimento de todas as espécies de doenças crônicas.

Entretanto, como já vimos acima, não faz sentido demonizar todos os alimentos que contêm carboidratos por conta dos efeitos dos seus colegas processados. Fontes integrais de carboidratos são cheias de nutrientes e fibras e não causam os mesmos picos e mergulhos nos níveis de açúcar no sangue.

Centenas de estudos sobre carboidratos ricos em fibras mostram que comê-los está associado à melhoria da saúde metabólica e a um baixo risco de doença.

Exemplos de carboidratos bons e ruins

Carboidratos classificados como bons

  1. Vegetais – todos eles, a recomendação é consumir uma variedade deste grupo alimentar diariamente;
  2. Grãos integrais como aveia, quinoa, arroz integral, cevada, triguilho e farelo de trigo;
  3. Nozes e sementes como amêndoas, avelã, macadâmia, amendoins, sementes de chias, sementes de abóbora, sementes de girassol, entre outras;
  4. Frutas inteiras como bananas, maçãs, morangos, abacate, sentre outras;
  5. Feijões e outras leguminosas como lentilhas e ervilhas;
  6. Tubérculos como batata doce e batata;
  7. Pão integral;
  8. Cuscuz.

Carboidratos classificados como ruins

  1. Bebidas açucaradas – refrigerantes, bebidas esportivas com açúcar adicionado e água gaseificada;
  2. Sucos recheados de açúcar adicionado e conservantes;
  3. Pão branco;
  4. Arroz branco;
  5. Sorvetes, achocolatados, cookies, bolos e doces em geral;
  6. Batata frita e salgadinhos de batata frita.

Agora que você já sabe exemplos de carboidratos ruins e bons para a sua dieta, aproveite e monte suas refeições com aqueles que vão fazer bem para seus objetivos.

Referências Adicionais:

Você já conhecia os exemplos de carboidratos bons e ruins? Pretende mudar sua dieta de acordo com eles? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário