Inibex Emagrece Mesmo?

Especialista:
atualizado em 26/11/2019

O inibex é um fármaco muito conhecido por inibir o apetite e recomendado em alguns tratamentos de obesidade. Você descobrirá a seguir se o inibex emagrece mesmo e verá uma análise completa sobre como ele atua no seu corpo, seus benefícios e efeitos colaterais.

Por exemplo, será que o medicamento Inibex emagrece mesmo? Ele deve ser considerado para sua perda de peso? E podemos ter certeza que a sua utilização não é maléfica ao organismo?

Além disso, também vale a pena conhecer os alimentos que podem suprir a finalidade do inibex, como é o caso dos alimentos que dão saciedade e emagrecem rapidamente e das receitas de sucos que emagrecem que, como você verá a seguir, seguem o mesmo processo de saciedade.

Por fim, existem também outras alternativas nessa mesma linha como os 10 remédios para emagrecer sem receita mais vendidos, que podem ser essenciais se você está buscando remédios e suplementos para emagrecer.

O que é Inibex? 

De fabricação do laboratório Medley, Inibex é um medicamento indicado para auxiliar os tratamentos de obesidade em curto prazo, quando integrado a uma dieta de restrição calórica, prática de exercícios físicos e reeducação alimentar.

Inibex é um dos nomes comerciais da anfepramona, uma substância que teve a sua venda proibida em outubro no ano de 2011 pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e depois liberada no final de 2014.

O Inibex emagrece? 

É possível afirmar que o Inibex emagrece por possuir uma ação anorexígena, ou seja, o remédio atua como um inibidor de apetite. Isso significa que o consumidor do produto sente uma vontade reduzida de comer quando está sob efeito de remédio, o que facilita a tarefa de ter uma ingestão calórica menor e, por consequência, acarreta a perda de peso.

No entanto, esse benefício proporcionado pela anfepramona não vem de graça. Um dos efeitos colaterais da utilização contínua da substância – a recomendação de duração de uso é de quatro a 12 semanas – é a dependência.

Essa dependência pode gerar problemas como apatia, depressão do humor, sonolência e aumento do apetite quando o usuário deixa de usar o medicamento, o que pode causar uma reação justamente contrária: o ganho de peso e colocar todos os esforços pelos quais passou no lixo.

Com isso, conclui-se que por mais que se possa afirmar que o Inibex emagrece de verdade, não vale a pena utilizá-lo, segundo muitos profissionais. Um processo de emagrecimento saudável não deve causar uma relação de dependência entre a pessoa e uma substância.

Bem melhor que isso é ser capaz de conseguir controlar a alimentação e outros hábitos do estilo de vida, de modo que possa conseguir manter os ganhos que adquirir de forma natural, educando o corpo em um novo e mais saudável estilo de vida. E principalmente sem colocar o organismo em risco de sofrer com efeitos colaterais, como os que podem ser causados por Inibex.

Vale considerar que alguns profissionais defendem o uso o Inibex para emagrecer argumentando que é uma ajuda inicial que o paciente precisa para sair da inércia, e não uma solução única e contínua para a perda de peso

Outros efeitos colaterais

Além da dependência e as reações negativas que ela traz, a anfepramona traz outros tipos de efeitos colaterais ao corpo humano, como você pode conferir na lista a seguir:

  • Insônia;
  • Irritabilidade;
  • Ansiedade;
  • Inquietação;
  • Hipertensão pulmonar;
  • Derrame;
  • Taquicardia;
  • Arritmia;
  • Irregularidade na menstruação;
  • Ginecomastia – crescimento da mama em homens;
  • Alterações na libido;
  • Leucopenia – diminuição da quantidade de leucócitos (glóbulos brancos, que atuam na defesa do organismo contra infecções e doenças) no sangue;
  • Impotência sexual;
  • Visão turva;
  • Tremores;
  • Dor de cabeça;
  • Convulsão;
  • Depressão;
  • Alopecia – queda de cabelo e pelo;
  • Equimose – mancha escura na pele decorrente de infiltração de sangue no tecido;
  • Manchas na pele;
  • Sudorese;
  • Palpitações;
  • Fraqueza;
  • Cansaço;
  • Vertigem;
  • Urticária;
  • Dor de garganta;
  • Febre;
  • Prisão de ventre;
  • Urina dificultada ou dolorida;
  • Enjoo;
  • Secura na boca;
  • Dores estomacais;
  • Paladar desagradável;
  • Irregularidade nos batimentos cardíacos;
  • Aumento do volume da urina.

Contraindicações

O Inibex não deve ser utilizado especialmente nos seguintes casos:

  • Mulheres grávidas;
  • Mulheres lactantes – em processo de amamentação de seus bebês;
  • Hipertensão grave;
  • Arteriosclerose aguda – doença degenerativa da artéria;
  • Hipertireoidismo;
  • Feocromocitoma – tumor que se desenvolve no tecido de glândulas, principalmente nas glândulas adrenais;
  • Glaucoma;
  • Tumor benigna da próstata;
  • Insuficiência renal;
  • Insuficiência hepática;
  • Histórico de doenças psiquiátricas;
  • Epilepsia;
  • Alcoolismo crônico;
  • Abuso de drogas, álcool ou fumo;
  • Pacientes idosos;
  • Pacientes menores de 12 anos de idade;
  • Hipersensibilidade a um dos componentes da fórmula.

Considerações finais

Sabe-se que muitas pessoas têm o desejo e a necessidade de perder peso, querem fazer isso da maneira mais rápida possível e por isso preferem utilizar algum tipo de remédio em vez de optar pela combinação de alimentação saudável e prática regular de atividades físicas. Entretanto, é preciso considerar que nem sempre a velocidade em um tratamento de emagrecimento vale a pena.

É que em alguns casos os medicamentos trazem graves reações adversas e não fornecem resultados permanentes, como pode ser o caso do Inibex. Antes de decidir utilizar certo produto ou seguir determinado método para entrar no peso ideal, converse com um médico de confiança sobre a sua escolha, verifique se ela é a mais indicada para a sua saúde e se não for, pergunte a ele qual o modo de perder peso mais indicado para o seu caso.

Você conhece alguém que tenha utilizado e afirme que o uso do Inibex emagrece mesmo? Tem coragem e vontade de usar este inibidor de apetite para perder peso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (45 votos, média: 4,27 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário