Leite de búfala

Leite de Búfala Tem Lactose? Benefícios e Dicas

De acordo com informações da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) do ano de 2013, aproximadamente 40% da população brasileira sofre com intolerância à lactose. Isso significa que essa parcela da população não possui a habilidade de digerir a lactose, o açúcar que é encontrado no leite.

Quem sofre com a condição experimenta sintomas como náuseas, diarreia, excesso de gases, vômito, inchaço e dor de estômago até duas horas depois de ingerir leite e seus derivados como queijos, sorvetes, iogurtes, chocolates, leite condensado, creme de leite, manteiga e pudins, por exemplo.

Uma alternativa para quem sofre com o problema é afastar-se de alimentos que sejam compostos por lactose, buscando opções similares para substituí-los. O leite comum pode ser trocado por leites vegetais como é o caso do leite de arroz integral, leite de nozes, leite de quinoa, leite de gergelim ou leite de girassol, por exemplo.

Mas e quanto ao leite de búfala? Será que a bebida também pode ser utilizada na dieta dos intolerantes ao açúcar do leite ou será que o leite de búfala tem lactose?

Leite de búfala tem lactose?

Sim, é verdade que o leite de búfala tem lactose e, portanto, não pode ser utilizado como substituto do leite de vaca por parte dos indivíduos que foram diagnosticados com intolerância à lactose.

Isso porque todos os leites de origem animal – além da vaca e da búfala, destacamos também o da cabra e da ovelha – possuem lactose em sua composição. Assim, na hora de substituir o leite de vaca, os intolerantes à lactose devem recorrer aos leites de origem vegetal ou aos leites zero lactose.

Outra solução é utilizar a suplementação da enzima lactase, justamente a substância ausente no intestino de quem possui a doença e que trabalha na digestão da lactose.

Entretanto, antes de começar a suplementação, a recomendação é buscar o conselho e o acompanhamento do médico de confiança.

Benefícios do leite de búfala

Não é porque o leite de búfala tem lactose e não pode aparecer no lugar do leite de vaca na dieta de pessoas que sofrem com intolerância ao açúcar do leite que a bebida não pode fazer bem à saúde. Para saber como isso funciona, vamos conhecer alguns de seus benefícios na lista a seguir:

1. Fonte de nutrientes

O leite de búfala é composto por nutrientes importantes para o organismo como proteínas, cálcio, ferro, fósforo, cobre, fósforo, zinco, manganês, potássio, vitamina A e vitamina C.

2. Crescimento e desenvolvimento humano

A bebida é rica em proteínas e possui um teor proteico 10% maior que o leite de vaca. As proteínas encontradas no leite de búfala são de alto valor e podem ser convertidas em energia para os processos de reparação e crescimento do corpo.

É sempre bom lembrar que as proteínas atuam no crescimento e desenvolvimento de crianças, adolescentes e adultos, trabalhando em praticamente todos os processos biológicos do corpo humano.

Isso inclui a construção de tecidos, o transporte de substâncias como o oxigênio, o oferecimento de resistência e elasticidade aos tecidos e na neutralização e no combate de vírus e bactérias.

A substância também faz parte da composição dos anticorpos, trabalha na regulação de hormônios e atua na membrana plasmática como receptora, enviando sinais de modo que a célula possa desempenhar as suas funções vitais.

3. Sistema imunológico

O leite de búfala possui quantidades significativas de vitamina A e vitamina C, dois nutrientes fundamentais para o funcionamento apropriado do sistema imunológico do organismo humano e, consequentemente, importantes para a proteção do corpo de maneira geral.

A vitamina C ainda estimula o sistema imunológico a produzir glóbulos brancos, que são a primeira linha de defesa do organismo humano.

4. Ação antioxidante

A vitamina A e a vitamina C também são dotadas de ação antioxidante. Isso significa que elas combatem a ação de radicais livres, substâncias maléficas encontradas no corpo que estão associadas ao desenvolvimento de doenças graves, como é o caso do câncer, e ao envelhecimento precoce.

5. Auxílio à circulação

A bebida é fonte de ferro, um mineral que é um importante componente dos glóbulos vermelhos do sangue. O crescimento dos glóbulos vermelhos no organismo resulta na melhoria da circulação que, por sua vez, tem como consequência a melhoria da oxigenação no organismo, mantendo o corpo funcionando em sua capacidade total.

6. Fortalecimento dos ossos

O leite de búfala possui uma maior quantidade de cálcio do que o leite de vaca. Sabemos que o mineral é importante para a saúde dos ossos e fortalecimento dos ossos, assim como para a prevenção da osteoporose.

7. Diminuição da pressão arterial

Também chama a atenção o fato da bebida apresentar um teor mais elevado de potássio que o leite de vaca. O mineral atua como um vasodilatador, ou seja, trabalha na expansão dos vasos sanguíneos.

Por tal razão, pode-se afirmar que o leite de búfala contribui com a diminuição da pressão arterial, algo que colabora com o combate de problemas como aterosclerose e complicações coronarianas.

O outro lado do leite de búfala

Apesar desses benefícios, a bebida é bem mais gordurosa que o leite de vaca: apresenta um teor da substância 100% maior. Por isso, é importante consumir o leite de búfala com moderação.

Ele também é mais calórico do que o leite de vaca, o que não é uma alternativa tão vantajosa para pessoas que desejam perder peso ou manter a boa forma. Enquanto uma porção de 100 ml de leite integral de vaca apresenta 62 calorias, a mesma quantidade de leite de búfala é composta por 100 calorias.

Onde comprar e preço

Uma maneira de adquirir o produto é entrar diretamente em contato com produtores. Uma região onde ele pode ser encontrado é a de Itapetininga, em São Paulo. O local é o maior produtor de leite de búfala do estado.

De acordo com reportagem publicada no G1 no ano de 2015, a produção das cidades do entorno do município alcança os 7 milhões de litros por ano. A mesma reportagem informa que o preço do litro da bebida pode variar entre R$ 1,60 e R$ 1,80.

Você já imaginava que o leite de búfala tem lactose? Já foi diagnosticado com intolerância à substância? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*