Molho de Pimenta Faz Mal à Saúde?

Especialista:
atualizado em 30/03/2020

Veja se é verdade que o molho de pimenta faz mal à saúde ou se não há com o que se preocupar se você gosta de pôr uma picância a mais em seus pratos.

Não sabemos se trata-se de uma questão cultural ou simplesmente de gosto. No entanto, enquanto algumas pessoas viram a cara para a pimenta e não conseguem suportar uma comida picante nem de longe, outras não economizam na hora de incrementar os seus pratos com boas doses de um molho de pimenta.

Falando nisso, que tal aprender como fazer molho de pimenta caseira, light e saudável para aproveitar em seus pratos?

Porém, será que não é necessário ter certo controle e moderação ao temperar os alimentos com pimenta?

Você já ouviu falar que o molho de pimenta faz mal?

Dependendo da composição do produto em questão, isso pode estar certo. Por exemplo, o molho de pimenta faz mal quando apresenta uma quantidade muito elevada de sódio – isso ocorre com aqueles industrializados comprados em mercados.

De acordo com o Centro Médico da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, os adultos saudáveis não devem consumir mais do que 2,3 mil mg de sódio diariamente, os indivíduos com hipertensão não devem ingerir mais do que 1,5 mil mg do mineral a cada dia e quem tem insuficiência cardíaca congestiva, cirrose do fígado e doença renal podem precisa consumir quantias muito menores do que essas.

Já a Associação Americana do Coração recomenda que os adultos limitem a sua ingestão de sódio para 1,5 mil mg do nutriente diariamente.

A Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, alertou que o excesso de sódio pode provocar problemas como retenção de líquidos, endurecimento dos vasos sanguíneos, pressão arterial alta, ataque cardíaco, acidente vascular cerebral (AVC) e insuficiência cardíaca.

Por exemplo, o molho de pimenta suave da marca Zaeli apresenta 650 mg de sódio em uma colher de sopa ou 10 g, enquanto o molho de pimenta da marca Maratá carrega 319 mg do mineral em uma colher de sopa ou 15 ml e o molho de pimenta da marca Kenko possui 182 mg de sódio em uma colher de chá ou 6 ml.

A boa notícia é que é possível encontrar molhos de pimenta com um teor mais reduzido do mineral. Portanto, na hora de comprar o seu, verifique a tabela nutricional do produto e opte por aquele que tiver a menor quantidade de sódio em sua composição.

Entretanto, mesmo com os molhos de pimenta com menos sódio é necessário ter moderação e não exagerar na dose, já que o acúmulo das porções poderá resultar em uma ingestão considerável do mineral. Isso sem contar o sódio que provavelmente já estará presente nos outros alimentos que integram o prato que será temperado com o molho de pimenta em questão.

Para quem tem estômago sensível, azia ou doença do refluxo gastroesofágico

Quando queremos saber se o molho de pimenta faz mal, não podemos nos esquecer das pessoas que sofrem com um estômago sensível, têm azia com frequência ou foram diagnosticados com a doença do refluxo gastroesofágico.

Isso porque quem apresenta esses problemas precisa pensar duas vezes antes de usar um condimento como o molho de pimenta, já que as pimentas picantes podem aumentar a acidez e estimular a inflamação do revestimento do estômago.

A gastroenterologista Lisa Ganjhu esclareceu que, por exemplo, a pimenta caiena estimula a produção de ácido, o que pode resultar em uma hiperacidez que provoca sensações de queimação no esôfago.

A especialista também advertiu que, para as pessoas que sofrem com uma gastrite ruim o suficiente, um molho picante pode provocar algumas ulcerações estomacais. No entanto, Ganjhu ponderou dizendo que isso aconteceria com pessoas suscetíveis a esse tipo de reação.

Um molho picante não provoca necessariamente essas condições mencionadas acima, entretanto, também não ajuda em relação aos sintomas já existentes e causados por esses problemas.

Com isso, caso você já sofra com um desses problemas citados – estômago sensível, azia, doença do refluxo gastroesofágico, gastrite e outras condições da mesma categoria – consulte o seu médico para saber se existe alguma quantidade segura de molho de pimenta que você pode ingerir ou se é necessário cortar o ingrediente de vez da alimentação para que os seus sintomas não sejam agravados.

Mesmo que você não tenha um desses problemas, mas passe mal depois de consumir um alimento com molho de pimenta, vale a pena informar o médico a respeito disso para que ele verifique se a reação não pode estar associada a alguma doença que você possui e ainda não tinha conhecimento a respeito.

Não existem desvantagens expressivas em consumir molho picante ou alimentos apimentados frequentemente, desde que isso não esteja resultando em efeitos colaterais expressivas.

Por outro lado, nos casos em que a ingestão desses produtos provocar reações adversas como azia, dor abdominal, diarreia ou desconforto anorretal, a recomendação é que eles sejam deixados de lado.

A cicatrização da pele

Existem alimentos que não contribuem com a cicatrização da pele, processo importante para quem se submeteu a um procedimento cirúrgico, por exemplo.

A notícia não muito agradável para os fãs do molho de pimenta é que a pimenta é um desses alimentos. De acordo com informações, a capsaicina encontrada na composição das pimentas é bastante agressiva para a pele, fazendo com que seja necessário abandonar o consumo do alimento enquanto o órgão se encontra em processo de cicatrização.

Todas as pimentas apresentam a capsaicina, principalmente as que são vermelhas e as que são picantes.

Se você tem uma cirurgia marcada, nosso conselho é que marque uma conversa com o seu médico para conhecer uma lista completa de alimentos aos quais você deve dar preferência e o que você deve deixar de lado no pré-operatório e no pós-operatório para beneficiar o seu processo de cicatrização.

No entanto, vale a pena conhecer desde já os alimentos que prejudicam a cicatrização de feridas, tatuagem, piercing ou cirurgia.

Tenha em mente que este artigo serve unicamente para informar e jamais pode substituir os esclarecimentos profissionais e qualificados de um médico.

Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar que molho de pimenta faz mal a saúde? Consome com frequência? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário