O café causa a inflamação ou ajuda contra ela?

Especialista da área:
atualizado em 05/10/2020

Tomar café todo dia faz parte da rotina de muitos brasileiros. Enquanto tomam uma xícara ou outra da bebida, as pessoas podem começar a discutir se o café faz bem ou mal para a saúde.

  Continua Depois da Publicidade  

Embora existam os benefícios do café, também sabemos que o excesso de cafeína faz mal. Mas e quanto à inflamação? Será que a bebida causa o problema? Ou, na verdade, o café ajuda contra ela?

A composição do café

Além da cafeína, o café normal tem substâncias como ácido clorogênico, cafestol, trigonelina e caveol. O café descafeinado possui os mesmos compostos, porém tem pouco ou nada de cafeína.

De acordo com alguns estudos, os compostos presentes no café podem apresentar propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias.

Um estudo apontou que os participantes que bebiam o café normal tinham menos marcadores inflamatórios em comparação àqueles que não tomavam a bebida.

Em outro estudo, consumidores de café normal experimentaram um aumento de 6% nos níveis de marcadores inflamatórias quando abstiveram-se do café por um mês.

Em comparação, eles experimentaram uma redução de 8 a 16% nos marcadores inflamatórios quando consumiram 0,9 ou 1,9 litro de café por dia pelo pelo mesmo período.

  Continua Depois da Publicidade  

Há ainda uma revisão de 15 estudos sobre os efeitos do café, cafeína e outras substâncias associadas ao café em relação aos marcadores inflamatórios. A análise apontou que o consumo baixo, médio ou alto de café tem em sua maioria efeitos anti-inflamatórios.

Por outro lado

Tomar café

Outras evidências apontam que o café pode aumentar a inflamação em algumas pessoas. Aliás, diferenças individuais como questões genéticas, entre outros fatores, podem influenciar os efeitos do café sob a inflamação.

Ou seja, é possível que o café seja a favor da inflamação em algumas pessoas e contra a inflamação em outras.

Como a inflamação pode levar a infecções frequentes, fadiga, dor e problemas digestivos, é aconselhado reduzir a ingestão do café se perceber essas complicações.

Além disso, tomar muito café por achar que ele pode melhorar a inflamação não vale a pena. Isso porque o excesso de cafeína pode trazer uma série de efeitos colaterais.

Entre eles, insônia, nervosismo, inquietude, irritação estomacal, náusea, vômito e aumento do ritmo cardíaco e respiração.

  Continua Depois da Publicidade  

Dosagens mais altas de cafeína ainda podem resultar em reações como dor de cabeça, ansiedade, agitação, dor no peito e zumbido nos ouvidos.

E quanto ao café descafeinado?

Não existem muitos estudos comparativos sobre os efeitos do café com cafeína e do café descafeinado. No entanto, uma revisão apontou que os suplementos de cafeína aparentemente não costumam oferecer os mesmos efeitos de redução da inflamação.

Portanto, isso pode sugerir que não é a cafeína, mas sim os outros compostos do café, também presentes no café descafeinado, que poderiam ser os responsáveis pela ação anti-inflamatória da bebida.

Porém, ainda assim, são necessárias mais pesquisas para confirmar se o café com pouco ou nada de cafeína realmente fornece propriedades anti-inflamatórias.

Fontes e referências adicionais:

  Continua Depois da Publicidade  

Você costuma tomar muito café? Acha que isso faz bem ou mal para você? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário