O Que São Alimentos Funcionais?

Especialista:
atualizado em 12/12/2019

Todo mundo conhece aquelas pessoas que adoram consumir alimentos naturais para obter benefícios à saúde. O paladar às vezes pode até parecer não tão agradável, mas inserir alguns alimentos que contribuam para uma melhor qualidade de vida pode se tornar até uma nova mania. Desde a infância nós apenas ouvimos dizer que eles fazem bem, são bons para o organismo, não é verdade? Mas você já se questionou sobre os alimentos funcionais?

Se você ainda desconhece a funcionalidade desses alimentos, agora poderá conhecer um pouco mais sobre seus efeitos, e assim poderá obter mais segurança para se manter saudável apenas comendo de forma correta.

O que são alimentos funcionais?

Eles não possuem definição aceita por todos os pesquisadores. Os alimentos funcionais são esses alimentos que pode ser adicionados ao seu plano alimentar para contribuir para seu corpo se manter ainda mais nutrido e preparado para resistir positivamente às adversidades do dia a dia. Pois é, dizer que não gostamos de um determinado alimento, ou até no plural, é completamente normal.

Os mais populares nas listas “negras” das pessoas são os legumes e as verduras, mas o que podemos afirmar é que não só eles, mas uma diversidade de alimentos possui substâncias com propriedades que podem contribuir para sua saúde e bem estar.

Diversos alimentos podem oferecer benefícios terapêuticos, e esse conceito não é recente. Há diversos anos que os alimentos são utilizados para fins medicinais, mas todos devemos saber que a forma como são conservados e preparados pode alterar as suas respectivas propriedades. Os alimentos funcionais podem ser utilizados a favor da saúde pública, assim reduzindo os casos de subnutrição e também obesidade.

Padrão alimentar

Com as mudanças de prioridades da população, as pessoas se habituaram a consumir os alimentos que podem ser facilmente preparados, e é exatamente nesse aspecto que podemos identificar a ausência dos alimentos funcionais nos planos alimentares. As pessoas buscam refeições que são de fácil preparo, muitas delas possuem condimentação e contribuem de forma pouco significativa se comparadas aos alimentos funcionais.

A mudança deve se iniciar desses hábitos adotados pela população. É fundamental que os estudos sobre os alimentos funcionais estendam-se e ofereçam maiores informações sobre os benefícios que as pessoas podem obter ao acrescentá-los à sua dieta.

Benefícios

Os alimentos funcionais podem ser ingeridos para contribuir com a saúde de seu sistema imunológico, circulatório, para reduzir níveis de colesterol, açúcar, assim reduzindo possibilidades de doenças e desequilíbrios como obesidade ou diabetes. Abaixo você poderá conhecer alguns dos benefícios oferecidos por alimentos funcionais:

  • Reduz os níveis de açúcar na corrente sanguínea.
  • Reduz os níveis de colesterol.
  • Reduz a probabilidade de ocorrência de derrames.
  • Auxilia na prevenção de câncer, osteoporose, diabetes.
  • Acelera o metabolismo.
  • Proporciona equilíbrio para o funcionamento da flora intestinal.
  • Aumenta a capacidade de memorização.
  • Aumenta a capacidade de concentração.

Alimentos funcionais de origem animal

Essa é a classe mais submetida a pesquisas e estudos. Os derivados de origem animal são os ácidos graxos, que podem ser encontrados na carne de peixes gordos, como o salmão, o atum, a cavala, sardinha e muitos outros. Eles contêm um componente essencial das membranas celulares de fosfolipídios, principalmente no cérebro e na retina dos olhos, e assim contribuem para o bom funcionamento. Pesquisas ainda buscam comprovar a eficiência desses alimentos para a prevenção de câncro, artrite reumatoide, psoríase, doença de Crohn, disfunções cognitivas e doenças cardiovasculares.

Estudos mais recentes afirmam que a ingestão de ácidos graxos pode reduzir a mortalidade por infarto do miocárdio e morte súbita de pacientes com doença arterial coronariana. Vale ressaltar que qualquer consumo deve ser equilibrado, ou seja, nada de excessos. É recomendado o consumo de duas porções desses peixes por semana, para que o coração se mantenha saudável e sem prejuízos. O consumo excessivo pode acarretar aumento do tempo de hemorragia, elevar o risco de acidente vascular cerebral hemorrágico, aumento dos níveis de colesterol LDL e até dificultar o controle glicêmico em pessoas com diabetes. Os alimentos probióticos também vêm se destacando.

Alimentos funcionais de origem vegetal

Apenas uma pequena porcentagem desses alimentos funcionais de origem vegetal possui comprovação sobre eficiência sobre a saúde. Esses alimentos são popularmente conhecidos como fornecedores de saúde. Podemos destacar fibra de aveia, fibra solúvel a partir da casca da semente de psyllium e a mais conhecida, a proteína de soja, que também é uma das presentes em suplementos para ganho de massa magra. Os alimentos que estão presentes nos estudos atuais são as nozes, chocolate, alho, arandos e uvas. Afirma-se que cranberries podem auxiliar no tratamento de infecções urinárias e na cavidade oral.

O alho é apontado como eficiente para reduzir a pressão sanguinea, possibilidade de câncro e problemas particulares no estômago.

O chocolate é um dos alimentos funcionais que está sob análise. Afirma-se que ele contém falvonoides (procianidinas), os quais podem reduzir o estersse oxidativo sobre o colesterol LDL. É importante que ao adicionar o chocolate à sua dieta, você opte por aqueles que possuem maior concentração de cacau.

Políticas públicas

A iniciativa de consumir mais alimentos funcionais deve ser iniciada pela educação. Os planos alimentares atuais são completamente diferentes dos antigos, atualmente ocorre uma sobrecarga de alimentos nas dietas, o que acarreta as deficiências nutricionais e problemas de obesidade também infantil.

Aumentar o consumo de alimentos funcionais pode oferecer uma melhor qualidade de vida para as crianças. Se essas se adaptarem à uma alimentação irregular na infância, ocorrerá maior possibilidade de se tornarem adultos obesos, sedentários e com alimentação incoerente com uma vida saudável.

Os estímulos ao consumo de alimentos funcionais devem ser feitos nas escolas, os educadores devem expor os benefícios que essas crianças poderão obter no futuro, e ainda alertar aos responsáveis que estes podem obter uma melhor qualidade de vida se substituírem os alimentos sem propriedades nutricionais por funcionais. A educação deve enfatizar a adoção de uma dieta com baixo consumo de gorduras saturadas e com maior quantidade e alimentos integrais, cereais, leguminosas, vegetais e frutas, pois assim poderá reduzir os riscos de doenças crônicas.

Atenção

É importante buscar informações sólidas com comprovações sobre a utilização de determinados alimentos funcionais, pois muitos são apontados como eficientes, mas não possuem estudos suficientes para representar a funcionalidades destes. Há pesquisas que também são realizadas com animais, que devem ser também desconsideradas, já que não comprovam efeitos positivos em um organismo humano.

Dieta equilibrada

Podemos notar que os alimentos funcionais podem contribuir para uma melhor qualidade de vida, mas é importante também reconhecer que eles não podem contribuir de forma significativa, se você ainda insistir em consumir alimentos gordurosos ou que possam ser prejudiciais à sua saúde. É fundamental que você adote uma alimentação mais saudável e rica em alimentos funcionais, e esse ato pode se tornar o diferencial que você esperava para se manter saudável, inclusive na terceira idade.

Exercícios físicos

Você não deve adotar apenas uma dieta equilibrada, saúde também significa adotar hábitos saudáveis. Já parou para refletir sobre os benefícios que pode conquistar ao adotar alimentos funcionais, uma dieta equilibrada e hábitos saudáveis? Busque exercitar-se, pratique atividades físicas de forma regular, para que seu corpo se sinta permanentemente revigorado e preparado com um melhor condicionamento e resistência física.

Você costuma consumir alimentos funcionais em sua dieta? Quais são os seus preferidos? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário