Pera Tem Carboidrato? E Fibras? Tipos, Variações e Dicas

Especialista:
atualizado em 27/12/2019

Para pessoas que seguem um tipo de dieta low carb, ou seja, com restrição de carboidratos, é importante saber se determinados alimentos possuem o nutriente. Por exemplo, será que a fruta pera tem carboidrato?

Se as frutas devem ser incluídas na nossa alimentação diária, graças ao fato de serem fontes de vitaminas e minerais importantes para o funcionamento apropriado do organismo, temos muito a ganhar ao incluir a pera em nossas refeições.

Isso porque, de acordo com suas informações nutricionais, a pera fornece potássio, vitamina C e vitamina K, além de quantidades menores de cálcio, ferro, magnésio, vitamina B2, vitamina B6 e vitamina B9 (ácido fólico/folato).

Além disso, existem inúmeros benefícios da pera para a saúde, como o auxílio ao combate ao colesterol elevado, a contribuição com a prevenção do desenvolvimento da diabetes, a ajuda à digestão e a colaboração com o combate aos radicais livres, substâncias que danificam as células do organismo.

Aproveite para conhecer também algumas receitas de chutney de pera diet e light e vitamina de pera para emagrecer.

Mas é verdade que a pera tem carboidrato?

Os carboidratos funcionam como uma importante fonte de energia para o nosso corpo. Porém, é sempre melhor obter esse nutriente por meio de alimentos saudáveis, que tragam vitaminas e minerais além do carboidrato em sua composição e não sejam lotados de calorias e açúcar.

Como é verdade que a pera tem carboidrato, ela pode entrar nesse grupo de alimentos. Mas qual será a quantidade de carboidrato que a fruta carrega dentro de si?

Bem, uma pera pequena contém 21,49 g de carboidratos, enquanto uma pera média apresenta 25,66 g de carboidratos e a versão grande da fruta possui 32,31 g de carboidratos.

Uma pera portuguesa com 120 g carrega 18,78 g de carboidratos, ao mesmo tempo em que uma pera asiática de 5,5 cm de altura x 6,5 cm de diâmetro tem 12,99 g de carboidratos e uma pera asiática de 8,5 cm de altura x 7,5 cm de diâmetro possui 29,29 g de carboidratos.

Há algo importante a ser destacado a respeito dos carboidratos da pera: frutas como as peras são consideradas ricas nos chamados FODMAPs (oligossacarídeos, dissacarídeos, monossacarídeos e poliois fermentáveis).

Conforme os nutricionistas afirmam, esses FODMAPs são formas de carboidratos fermentáveis de cadeia curta.

Uma dieta rica em FODMAPs pode aumentar os gases, inchaço, dor e diarreia em algumas pessoas que sofrem com distúrbios do intestino irritável. Uma dieta pobre nesses tipos de carboidratos já mostrou diminuir os sintomas comuns para as pessoas que são sensíveis ao FODMAP.

Entretanto, você não deve excluir a pera ou qualquer outra fruta da sua dieta sem antes consultar o médico para verificar se isso é realmente necessário para você e checar como não ficar sem fornecer os nutrientes das frutas ao seu organismo.

É toda a dieta ou o padrão geral de alimentação que é mais importante na prevenção de doenças e na obtenção da boa saúde. É melhor comer com variedade do que se concentrar em alimentos individuais como chave para a boa saúde.

E fibras? A pera possui?

Já vimos que a pera tem carboidrato, mas e quanto ao seu teor de fibras? As fibras alimentares são um nutriente que auxiliam em relação à saciedade, ajudam a digestão e colaboram com o combate à prisão de ventre.

Elas podem ser encontradas em grãos integrais, nozes, sementes, vegetais e em frutas como a pera.

As fibras são conhecidas como um tipo de carboidrato que não pode ser digerido pelo organismo. Ou seja, a parcela de carboidratos de um alimento que corresponder a fibras não será digerida pelo nosso corpo.

Entretanto, qual é a quantidade de fibras que pode ser encontrada em uma pera? Uma pera pequena carrega 4,3 g de fibras, uma pera média apresenta 5,1 g de fibras e uma pera grande contém 6,5 g de fibras.

Já a pera portuguesa de 120 g é composta por 3,7 g fibras, enquanto uma pera asiática de 5,5 cm de altura x 6,5 cm de diâmetro tem 4,4 g de fibras e uma pera asiática de 8,5 cm de altura x 7,5 cm de diâmetro possui 9,9 g de fibras. Aproveite para conhecer também os benefícios da pera asiática e mais detalhes sobre essa espécie do alimento.

No entanto, não podemos ir embora sem antes repassar um alerta trazido por nutricionistas: as fibras devem ser adicionadas lentamente (aos pouquinhos) às refeições porque aumentar a ingestão do nutriente muito rapidamente pode provocar gases, inchaço e cólicas.

Vídeos:

Gostou das dicas?

Você já imaginava que a pera tem carboidrato? Pretende incluir ou diminuir o consumo dessa fruta na sua rotina? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário