Refrigerante H2OH engorda?

Especialista da área:
atualizado em 18/09/2021

O H2OH é uma bebida de baixa ou zero calorias e a principal diferença em relação aos demais refrigerantes é a presença do açúcar. O H2OH não contém açúcares e sim adoçantes (aspartame e acessulfame de potássio). Somente os sabores maçã e hello possuem uma baixa quantidade de calorias e açúcar. As demais opções deste refrigerante são zero calorias e zero açúcar.

  Continua Depois da Publicidade  

Ele ainda não possui valores significativos de gorduras e carboidratos, dispões de vitaminas do complexo B e é levemente gaseificado. Um refrigerante como o guaraná, por exemplo, possui 100 calorias em uma porção correspondente a 200 ml, 10 gramas de carboidratos, 20 g de açúcar, 9 mg de sódio e bastante gás.

Mas será que esse refrigerante é mesmo saudável e pode ser incluído no plano de alimentação sem maiores preocupações? Confira a seguir as respostas para essas e outras perguntas.

H2OH engorda? Calorias e análise

h2oh

Disponível nos sabores hello (que possui um toque de limão), limoneto (também com um toque de limão, porém com vitaminas na composição), limão, laranja, maçã e citrus (com um toque de frutas cítricas) o refrigerante H2OH é comercializado em embalagens de 500 ml e 1 litro.

O sabor maçã deste refrigerante possui 0,6 g de açúcar e 6 calorias em um copo de 200 ml e o sabor hello contém 5 calorias em uma mesma porção. Os outros sabores não apresentam calorias e nem açúcar.

Portanto, o H20H dispõe de um valor irrisório de calorias e o seu consumo se mostra ainda mais vantajoso, se compararmos com o número de calorias encontradas nos formatos tradicionais de refrigerantes.

Sendo assim, para quem possui o costume ou vício de tomar refrigerantes no dia a dia, porém deseja ou precisa perder os quilinhos em excesso, substituir a bebida pelo H2OH pode ser benéfico, pensando exclusivamente no ponto de vista calórico.

Porém, de nada adianta consumir este refrigerante e não manter uma alimentação balanceada, saudável e equilibrada, sem a prática de atividades físicas, pois assim dificilmente haverá perda de peso.

H2OH não é água 

Apesar de se tratar de uma bebida composta em grande parte por água, o refrigerante H2OH não é considerado água pelo Ministério da Agricultura do Brasil, que entende que água é somente o líquido obtido a partir de uma fonte mineral.

Logo, não dá para trocar a água natural por H2O. A água oferece diversos benefícios para o nosso organismo, ajuda a proteger o nosso sistema nervoso, é o principal componente de nossas células, ajuda na digestão e no transporte de oxigênio, e contribui para eliminar substâncias tóxicas do organismo.

  Continua Depois da Publicidade  

Boa notícia para os diabéticos 

Para quem possui diabetes a vantagem é que a bebida, com exceção do sabor maçã, pode ser consumida sem muitas restrições, uma vez que não contém açúcar e é adocicada com o uso de adoçantes. Entretanto, como qualquer bebida artificial, recomenda-se moderação.

A composição 

Não basta apenas analisar a quantidade de calorias encontradas em uma bebida ou alimento para determinar se ele engorda ou não, também é preciso verificar qual a composição do produto.

Ao verificar a tabela nutricional do refrigerante H2OH, percebe-se que ele é enriquecido com vitaminas B3, B5 e B6, ao contrário dos refrigerantes tradicionais que são considerados calorias vazias, ou seja, possuem pouco ou nenhum nutriente em sua composição.

Com exceção do sabor hello, todos os outros sabores (maçã, citrus, limoneto, limão e laranja) possuem as vitaminas B3, B5 e B6 em sua composição. Entre os benefícios da vitamina B3, ou niacina, podemos destacar a melhoria da digestão, a redução do colesterol ruim (LDL), o controle da diabetes, aumento da energia e do ganho de massa muscular, além da melhoria da saúde cardiovascular.

Por sua vez, a vitamina B5 contribui com o processo de transformação de carboidratos e gorduras em energia, com a formação de células que defendem o organismo contra infecções o estresse físico e mental.

Já a vitamina B6 é importante para prevenir doenças cardíacas e reumáticas, reduzir a pressão arterial, auxiliar o metabolismo de proteínas e gorduras, formar a hemoglobina, proteína presente nas hemácias e responsável pelo transporte de oxigênio, além de favorecer a diminuição da retenção de líquidos.

Já pensando na quantidade de sódio, os sabores de H2OH que exigem maior atenção são o hello, com 64 mg do componente por 200 ml, e o limoneto, que possui 86 mg de sódio na mesma porção. Isso porque quando essa substância é consumida em excesso (mais de 2 g por dia), causa retenção de líquidos, inchaço, sobrecarga dos rins, aumento do risco de desenvolvimento de hipertensão, acidente vascular cerebral (AVC), catarata, pedra nos rins e câncer no estômago.

Vídeo – 6 dicas para abandonar os refrigerantes

Você tem o costume de consumir o refrigerante H2OH? Já tinha conhecimento que ele é mais saudável que os outros refrigerantes tradicionais? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (158 votos, média 4,18)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

11 comentários em “Refrigerante H2OH engorda?”

  1. Cuidado com o aspartame. Esta na hora de mudarem o adoçante. Por conta disso, não é tão saudável como dizem.

    Responder
  2. Amo H2O principalmente a tradicional e o Limeoneto. Tomo puro, mais amo colocar uma fruta junto, ainda mais morango, fica muito bom.

    Responder
  3. faltou falar que o consumo deste produto, assim como qualquer outro que contenha adoçantes pode causar diabetes. Recomendo procurar a pesquisa da usp, se nao me engano de 2016.

    Responder