Tomates

Semente de Tomate Faz Mal?

Ingrediente mais que popular nas saladas e também presente em outras receitas como tortas, pizzas e sanduíches, tanto naturais quanto de fast food, o tomate é uma fruta que serve como fonte do antioxidante licopeno, ligado a benefícios como a redução do risco de doença no coração e do câncer, e é composto em 95% por água.

Além disso, de acordo com o que explicou a nutricionista e porta-voz da Academia de Nutrição e Dietética dos Estados Unidos, Heather Mangieri, o alimento é rico em fibras e potássio, além de ser uma boa fonte de vitamina A, vitamina B2, vitamina B9 (folato) e cromo.

Mas na hora de utilizar o tomate nas suas receitas e refeições, você joga fora as sementes da fruta? Se sim, por que faz isso?

Será que a semente de tomate faz mal? 

Um dos argumentos a favor da ideia de que a semente de tomate faz mal refere-se aos casos dos cálculos renais. Já acreditou-se que as sementes do alimento poderiam ficar depositadas nos rins, causando o desenvolvimento de um cálculo renal ao seu redor.

Entretanto, isso não é possível porque os rins não são conectados ao estômago ou ao sistema digestivo. Quando o tomate é consumido, o que acontece é que ele passa pelo estômago e pelo sistema digestivo e os seus nutrientes são absorvidos no organismo.

Os fluidos do tomate são absorvidos por células e, então, essa água entra na corrente sanguínea. Após isso, o sangue é filtrado através dos rins e o excesso de água é movido para a bexiga, onde será excretado na forma de urina.

Além disso, para o Instituto Nacional de e Doenças Digestivas e Renais dos Estados Unidos, o consumo de alimentos específicos não está associado ao desenvolvimento de cálculos renais em pessoas que não sejam suscetíveis ou consideradas dos grupos de risco para a formação da doença.

As sementes de tomate e as pessoas com alto risco de desenvolvimento de cálculos renais 

Pessoas com obesidade, diabetes ou pressão arterial alta são parte do grupo de indivíduos considerados em alto risco de ter cálculos renais. O consumo de alimentos ricos em oxalato pode contribuir com a formação dos cálculos renais nas pessoas propensas a ter problemas nos rins.

E o que a semente de tomate tem ver com isso? É que acredita-se que os oxalatos do tomate encontrem-se concentrados justamente nas sementes do alimento. O excesso de oxalatos na urina endurece e provoca a formação de cálculos renais que causam dor e desconforto extremos.

Pesquisas mostraram a existência de um grupo de pessoas cujo organismo absorve mais o oxalato dos alimentos do que ocorre com outros indivíduos e que elas são particularmente mais propensas a desenvolver os cálculos renais em decorrência da ingestão elevada de oxalatos.

Entretanto, vale a pena saber que apesar de realmente ter o oxalato, as sementes de tomate não são tão ricas assim na substância – em cada 100 g da fruta existem 5,3 mg de oxalatos.

A Universidade de Pittsburgh recomenda manter uma dieta com ingestão menor do que 40 mg a 50 mg diariamente para ajudar a evitar o desenvolvimento dos cálculos renais. Além disso, a taxa de absorção dos oxalatos das sementes de tomate é mais baixa do que a de outros alimentos.

As sementes de tomate e as pessoas com problemas renais

Já se estivermos falando de quem já sofre com problemas nos rins, a ideia de que a semente de tomate faz mal ganha mais força.

Isso acontece porque o organismo de quem tem esse tipo de condição não consegue atingir o equilíbrio necessário para manter os oxalatos em um estado líquido, o que propicia a formação dos cálculos renais.

Assim, para quem já tem problemas nos rins, recomenda-se controlar o consumo das sementes dos tomates (e de outros alimentos ricos em oxalatos), já que os oxalatos da fruta e das suas sementes podem aumentar os riscos de formação de cálculos renais.

As sementes de tomate e as crises de diverticulite 

De acordo com o que a nutricionista Tatiana Zanin, apesar de não aumentar as chances de desenvolver a doença ou de dar início a uma nova crise, as sementes de tomate podem piorar uma crise de diverticulite quando a pessoa sente dor e precisa seguir uma dieta pobre em fibras.

A diverticulite é uma condição caracterizada pela formação de pequenas bolsas salientes no revestimento do intestino grosso, que recebem o nome de divertículos, e acontece principalmente pessoas mais velhas.

Você já tinha ouvido falar que a semente de tomate faz mal? Tem o costume de extraí-las do tomate quando consome o vegetal? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (10 votos, média: 4,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

Um comentário

  1. Toda vez que eu como tomate eu não tiro as sementes já ouvir falar, que as sementes podem não, trazer benefícios a saúde mas agora com essa informação clara! Vou tirar as sementes da tomates antes de ingerir …

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*