Xigduo Emagrece? Para Que Serve, Posologia e Efeitos Colaterais

Especialista:
atualizado em 05/07/2020

Gerenciar os níveis de açúcar no sangue é o principal objetivo das pessoas que sofrem com diabetes, pois os seus corpos podem não produzir a insulina, fazer de forma ineficiente ou ter resistência a ela.

Medicamentos costumam ser receitados para ajudar na maioria dos casos. Geralmente, os portadores de diabetes tipo 1 contam apenas com a insulina, enquanto os pacientes do tipo 2 tem à disposição uma variedade muito maior de remédios, entre eles o Xigduo.

A questão é que alguns medicamentos contribuem com o ganho de peso, o que é um problema preocupante para as pessoas com diabetes. Será que Xigduo emagrece ou engorda? É exatamente isso o que vamos entender, além de conhecer para que serve, posologia e efeitos colaterais.

Xigduo e diabetes

Xigduo é um medicamento recomendado para o tratamento de diabetes tipo 2, que é uma doença que acomete milhões de pessoas em todo o mundo. É considerada uma doença crônica que afeta a maneira como o corpo metaboliza o açúcar no sangue, que é a fonte mais importante de combustível do corpo.

Geralmente o organismo se torna resistente aos efeitos da insulina, ou ele pode não produzir a quantidade suficiente para manter um nível normal de glicose. Isso é impactante porque a insulina é o hormônio responsável por ajudar no processo de conversão da glicose em energia.

Essa doença é mais comum em adultos, causada principalmente pela obesidade. No entanto, cada vez mais as crianças já estão recebendo também esse diagnóstico, pois a obesidade infantil tem ganhado proporções alarmantes e preocupantes, aumentando os riscos de desenvolver muitas doenças que na maioria das vezes não surgiriam nessa fase da vida.

Não há cura para a diabetes tipo 2, mas a condição pode ser bem gerenciada através dos cuidados com a alimentação, exercícios e controle do peso. Porém, quando essa abordagem não traz os resultados esperados, algum medicamento pode ser prescrito para ajudar, e o Xigduo é um deles.

Xigduo – Para que serve?

Já vimos que Xigduo serve para tratar diabetes tipo 2, mas como ele faz isso exatamente é o que vamos entender agora.

Ele é composto por duas substâncias, que são a dapagliflozina e a metformina. A metformina é um medicamento antidiabético conhecido como biguanida. Seu principal objetivo é diminuir a quantidade de açúcar no sangue, que é geralmente aumentanda porque a insulina não conseguiu fazer o seu trabalho.

Primeiramente, a metformina reduz a quantidade de açúcar produzida pelas células no fígado; na sequência, aumenta a sensibilidade das células musculares à insulina, diminuindo a resistência e permitindo que essas células removam o açúcar do sangue de forma mais eficaz. Por fim, ajuda a diminuir a absorção de açúcar dos intestinos para a corrente sanguínea depois das refeições, o que contribui com um aumento muito menor dos níveis de açúcar no sangue.

Já a dapagliflozina tem sua atuação nos rins, permitindo que o corpo elimine o excesso de glicose do sangue. Os rins são responsáveis por filtrar e limpar o sangue, e nesse processo a glicose também é filtrada. Ela então é lançada de volta na corrente sanguínea por um mecanismo chamado de cotransportador de sódio e glicose 2. Depois disso, os rins reabsorvem a glicose de volta, mesmo quando os níveis estão muito altos, como na diabetes. A dapagliflozina ingerida tem a capacidade de inibir o transportador, o que permite que o excesso de glicose seja filtrado e eliminado pela urina. O resultado são níveis mais baixos de açúcar no sangue.

Posologia

Xigduo XR é um medicamento de ação prolongada. Seus efeitos costumam durar por até 24 horas. As dosagens disponíveis são variadas – geralmente encontramos 5 mg/1000mg, 10 mg/500mg e 10 mg/1000 mg, e o médico será o responsável por definir qual delas é adequada para você.

A administração da medicação é feita da seguinte forma:

  • Xigduo XR deve ser ingerido via oral, uma vez ao dia. Ele deve ser tomado junto com uma das refeições, para diminuir a chances de dores de estômago. A melhor hora será definida junto com o seu médico, logo após a prescrição do medicamento.
  • Os comprimidos devem ser consumidos inteiros, de forma alguma esmague, corte ou mastigue.
  • Se esquecer de tomar uma dose, você deve tomar assim que se lembrar, exceto se estiver quase na hora da próxima. Neste caso, pule a dose esquecida e tome apenas a do horário programado.
  • Em hipótese alguma tome dois comprimidos, a menos que o seu médico faça essa recomendação.

Xigduo é um medicamento vendido mediante prescrição médica e é facilmente encontrado em lojas físicas e virtuais de farmácias e drogarias em todo o país.

Os preços costumam variar conforme a dosagem, concentração e quantidade de comprimidos disponíveis, mas o preço médio para Xigduo XR 10mg + 500mg, caixa com 14 comprimidos revestidos é de R$ 67,55 e R$ 86,40. Já Xigduo XR 10mg + 1000mg, caixa com 30 comprimidos revestidos custa entre R$ 127,51 e R$ 175,90 reais e, por fim, Xigduo XR 5mg + 1000mg, caixa com 60 comprimidos revestidos custa entre R$ 127,48 e R$ 162,98 reais.

Efeitos colaterais

A bula do medicamento relaciona os possíveis efeitos colaterais de Xigduo. O médico deve ser capaz de definir se os benefícios que o medicamento traz são superiores aos efeitos que ele pode causar, então não deixe de conversar com ele sobre isso.

Os efeitos colaterais considerados graves que podem acontecer por causa da administração de Xigduo XR, são:

  • Cetoacidose: Essa é uma preocupação, pois se for grave pode exigir hospitalização e em casos mais severos pode levar à morte. Sintomas comumente experimentados são as náuseas, cansaço, vômitos, dificuldade de respirar e dor abdominal. Se for possível, veja se existe a presença de cetonas na urina ou no sangue, ainda que os níveis sanguíneos estejam controlados, e se perceber qualquer sintoma de cetosidade, pare de tomar e fale imediatamente com o seu médico.
  • Desidratação: A desidratação causa a perda de água corporal e sal e isso pode provocar vertigens, fraqueza, tonturas e desmaios. Os riscos aumentam se a pessoa tiver pressão baixa, tomar medicamentos para hipertensão, tiver a idade igual ou superior a 65 anos, ter problemas renais e uma dieta pobre em ingestão de sal.
  • Problemas renais: Se experimentar episódios de vômito, diarreia, exposição excessiva ao calor, perda de apetite converse com o seu médico. O Xigduo pode provocar lesão renal súbita e esses são os principais sintomas.
  • Infecções graves do trato urinário (ITU): Um dos componentes dessa droga é a dapagliflozina e algumas pessoas que tomaram tiveram infecções graves do trato urinário, causando inclusive hospitalização. Se perceber que tem sensação de ardor ao urinar, vontade frequentemente, sem conseguir segurar, dor na parte inferior do abdômen, sangue na urina com ou sem febre, dor nas costas, náuseas ou vômitos, fale imediatamente com seu médico.
  • Infecções fúngicas vaginais: As mulheres estão propensas a desenvolver esse tipo de infecção ao ingerir Xigduo. Corrimento branco ou amarelado, odor vaginal diferente ou coceira são alguns sintomas e devem ser compartilhados com o médico.
  • Balanite: Essa condição é causada por uma infecção por levedura, conhecida também como candidíase. Se experimentar vermelhidão, coceira ou inchaço no pênis, erupção, mau cheiro ou dor na pele ao redor do pênis você pode estar com balanite.
  • Aumento do colesterol LDL: O LDL é considerado o colesterol ruim. Esse medicamento pode causar o aumento nos seus níveis, por esse motivo ele deve ser examinado frequentemente enquanto tomar o medicamento.
  • Hipoglicemia: Os níveis baixos de açúcar no sangue podem acontecer. Os sintomas incluem tremores, sudorese, batimento cardíaco rápido, tontura, fome, dor de cabeça e irritabilidade. Essa condição pode acontecer principalmente se outros medicamentos, como sulfoniluréias ou insulina, forem administrados com ele.  Episódios de hipoglicemia devem ser gerenciados conforme a orientação do médico.
  • Câncer de bexiga: Presença de sangue, urina com um tom avermelhado ou sentir dor enquanto urina pode indicar um problema mais grave, como o câncer. Estudos apontaram que o câncer de bexiga se desenvolveu mais em pessoas que estavam tomando dapagliflozina do que aquelas que tomaram outros medicamentos para diabetes. Embora os casos sejam raros, eles podem estar associados com essa substância.

Contraindicação

Este medicamento não é indicado para alguns casos, por exemplo:

  • Diabetes tipo 1;
  • Cetoacidose diabética;
  • Portadores de doença renal diminuída ou insuficiência;
  • Problemas no fígado;
  • Infecções graves ou envenenamento do sangue;
  • Pessoas com fluxo sanguíneo reduzido para órgãos internos vitais.
  • Portadores de insuficiência respiratória.
  • Insuficiência cardíaca aguda ou ataque cardíaco recente.
  • Alcoolismo.
  • Alérgicos a qualquer ingrediente do medicamento.
  • Pessoas que apresentam baixo volume de líquidos ou níveis de sal no organismo.
  • Idade igual ou superior a 75 anos de idade, ou menores de 18 anos.
  • Pessoas que tomam pioglitazona para diabetes e diuréticos como a furosemida, por exemplo.
  • Xigduo não é recomendado para pessoas com mais de 75 anos de idade, ou para crianças e adolescentes com menos de 18 anos.

Xigduo pode ser usado com cautela por:

  • Idosos.
  • Aqueles que tomam remédios para pressão alta e que têm um histórico de pressão baixa.
  • Portadores de doença cardíaca.
  • Pessoas com grandes quantidades de glóbulos vermelhos no sangue.
  • Que tenham histórico de infecções frequentes do trato urinário.
  • Pessoas com histórico de infecções genitais frequentes, como as provocadas pela candidíase.

Gravidez e amamentação:

  • A segurança da dapagliflozina durante a gravidez não foi estabelecida e, por essa razão, Xigduo não deve ser utilizado durante a gestação. Se está planejando engravidar enquanto estiver tomando este medicamento, fale antes com seu médico imediatamente.
  • Xigduo não deve ser usado por mulheres que amamentam, pois não existem pesquisas que analisaram se ele passa para o leite materno.

Posso tomar outros medicamentos com Xigduo?

Sim, ele pode ser tomado com outros remédios, mas não qualquer um. Então, é fundamental informar o seu médico ou farmacêutico antes de iniciar o tratamento com Xigduo sobre os medicamentos que faz uso, e isso deve incluir todos aqueles isentos de prescrição, à base de plantas, suplementos, vitaminas e outros.

Também não se esqueça de tomar esse mesmo cuidado antes de usar novos medicamentos enquanto estiver tomando Xigduo, assim você poderá se certificar de que a combinação não trará riscos ou interações com a sua medicação. 

Além dos efeitos colaterais, o que devo saber antes de tomar Xigduo?

  • Tomar Xigduo não isenta o paciente de realizar corretamente a dieta para diabéticos e praticar exercícios, pois ele faz parte do tratamento para ajudar a controlar os níveis de açúcar, mas de maneira alguma deve ser a única intervenção.
  • São comuns os casos de hipoglicemia em pacientes que usam este medicamento associados à sulfonilureia e insulina. Se é o seu caso, fale com o médico e entenda se essa é realmente a melhor abordagem para o seu tratamento.
  • Álcool e Xigduo não combinam. Evitar ingerir bebida alcoólica quando estiver tomando, pois pode aumentar o risco de ter hipoglicemia e acidose láctica.
  • Os níveis de açúcar precisarão ser constantemente monitorados enquanto tomar esse remédio. Além disso, sua urina frequentemente terá glicose, pois esse é um dos efeitos da dapagliflozina.
  • A sua função renal deve ser monitorada regularmente, normalmente por uma ou duas vezes por ano.
  • Se você toma Xigduo e precisa realizar exames que envolvam a aplicação de contraste iodado, converse com o médico, pois ele pode descontinuar temporariamente o uso e a retomada será feita após a função renal ter sido considerada normal.

Xigduo emagrece?

É inegável que o peso é uma preocupação para pessoas com diabetes, e alguns medicamentos podem contribuir com o aumento dos números da balança. No entanto, o Xigduo não é um deles.

Na verdade, sua ingestão pode até causar perda de peso, ou seja, o Xigduo emagrece no geral. A dapagliflozina e metformina pertencem à classe de inibidores conhecida pela sigla SGLT2 (cotransportador sódio/glicose 2). Esses atuam sobre os níveis de glicose, peso, pressão arterial e níveis lipídicos.

O Xigduo emagrece porque o excesso de glicose é eliminado através da urina, e aproximadamente quatro calorias são eliminadas para cada grama de glicose excretada. Embora essa seja uma vantagem interessante, o tratamento sempre deve ser associado a uma dieta equilibrada e atividades físicas.

Palavras finais

Diabetes é uma doença séria e que deve ser monitorada cuidadosamente, pois qualquer descuido pode trazer consequências impactantes para a saúde. A cura ainda não foi descoberta, mas felizmente existem muitos recursos e medicamentos capazes de gerenciar a doença e mantê-la controlada.

Se você sofre com diabetes tipo 2, converse com o seu médico e verifique se Xigduo é uma medicação eficiente, vantajosa para o seu tratamento e se seu uso será capaz de contribuir positivamente com a sua saúde. Caso a alteração do peso seja um problema para você, verifique com ele se o uso de Xigduo emagrece ou não, além de informar caso perceba esse tipo de efeito colateral após iniciar o uso.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar que o medicamento Xigduo emagrece? Possui diabetes tipo 2 e já teve receitado esse medicamento pelo seu médico? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (90 votos, média: 3,89 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário