gordura marrom para perder peso

Como Ativar a Gordura Marrom Para Perder Peso

Pesquisas mostram que exercícios moderados podem ajudar a perder peso e a transformar gordura branca em gordura marrom – a gordura “boa” que queima energia e nos ajuda a nos mantermos aquecidos. Mas uma nova pesquisa publicada em Cell Metabolism sugere que tremer por 10-15 minutos pode ter o mesmo efeito.

De acordo com o time da pesquisa, liderados pelo Dr. Paul Lee do Instituto Garvan de Pesquisa Médica em Sydney, Austrália, as descobertas indicam que a gordura marrom pode te fazer perder peso por ser um alvo terapêutico contra obesidade e diabetes.

Humanos e outros mamíferos têm dois tipos de gordura no corpo – gordura marrom e gordura branca.

A principal função da gordura marrom é gerar calor, razão pela qual níveis mais altos de gordura marrom são encontrados em bebês recém-nascidos e animais em hibernação.

Entretanto, os pesquisadores dizem que apenas recentemente os cientistas descobriram a existência de gordura marrom em adultos, e que adultos com altos níveis de gordura marrom tendem a ser mais magros que aqueles com níveis baixos.

“A excitação com a gordura marrom cresceu muito nos últimos anos porque sua natureza de queima de energia e por ser usada em dietas rápidas, o que a torna um possível alvo terapêutico contra obesidade e diabetes, o que te faz perder peso” diz o Dr. Lee.

A transformação de gordura branca em gordura marrom pode proteger animais contra diabetes, obesidade e gordura no fígado. Os níveis de glicose são mais baixos em humanos com mais gordura marrom.”

De acordo com os investigadores, aproximadamente 50 gramas de gordura branca armazena mais de 300 calorias de energia, enquanto 50 gramas de gordura marrom pode queimar até 300 calorias por dia.

Os pesquisadores já sabiam que temperaturas frias estimulam a gordura marrom, fazendo com que ela queime mais energia. Mas os mecanismos dela são desconhecidos.

“Quando estamos com frio, primeiro ativamos nossa gordura marrom porque ela queima energia e libera calor para nos proteger. Quando essa energia é insuficiente, os músculos se contraem mecanicamente, ou tremem, e geram calor. Entretanto, não sabíamos que músculos e gordura se comunicavam nesse processo,” explica o Dr. Lee.

Hormônios Liberados por Músculos e Gordura Marrom

Porque o corpo pode sentir e comunicar mudanças de ambiente para diferentes órgãos através de nervos e hormônios, os pesquisadores foram investigar os hormônios que são liberados por temperaturas baixas.O time de pesquisa recrutou voluntários para o estudo. Eles expuseram os voluntários a um frio crescente, de 18 °C para 12 °C, até que eles tremessem. Os voluntários começaram a tremer em cerca de 16 °C.

“Tiramos amostras de sangue para medir os níveis de hormônio e detectamos tremores com equipamentos especiais colocados na pele que sentem a atividade elétrica dos músculos,” o Dr. Lee explica.

A partir disso, os pesquisadores descobriram que músculos tremendo liberam um hormônio chamado irisina, enquanto a gordura marrom exposta a ambientes frios libera um hormônio chamado FGF21.

Explicando a atividade dos hormônios, o Dr. Lee diz:

“Esses hormônios aumentaram a taxa de queima de gordura de células de gordura branca no laboratório, e as células de gordura tratada começaram a emitir calor – uma marca da função da gordura marrom.”

Exercício que Imita Tremor

Os investigadores apontam que uma equipe de pesquisa da Universidade de Harvard descobriu a irisina em 2012, a identificando como um hormônio muscular que era liberado por exercícios que transforma gordura branca em gordura marrom.

Mas os pesquisadores desse estudo mais recente apontam que exercícios produzem calor por si só. Assim, eles questionaram por que o músculo sob exercício dispararia um mecanismo que produz mais calor.

Para descobrir, os mesmos voluntários passaram por testes de exercícios. O processo no qual os músculos liberam irisina durante exercícios aeróbicos foi comparado ao processo em que eles liberam o hormônio tremendo.

Os pesquisadores descobriram que quando se exercitavam em uma bicicleta por 1 hora, os músculos dos participantes liberavam a mesma quantidade de irisina que liberavam depois de 10-15 minutos tremendo.

Os investigadores admitem a hipótese de que o exercício pode estar imitando o tremor. O Dr. Lee aponta que os músculos se contraem durante os dois processos, e que a irisina estimulada pelos exercícios evoluiu a partir de ambientes frios.

No geral, ele aponta que essas descobertas podem abrir as portas para novos tratamentos para obesidade:

“De um ponto de vista clínico, a irisina e o FGF21 representam um sistema de hormônios estimulados pelo frio, que era desconhecido anteriormente, e que pode ser usado em futuras terapias de obesidade através da ativação da gordura marrom.”

Medical News Today recentemente mostrou um estudo sugerindo que conforme envelhecemos, nossa gordura marrom se torna menos eficaz na queima de calorias.

Você sabia sobre tudo isso? O que achou da gordura marrom? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (14 votos, média: 3,86 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

3 comentários

  1. Muito interessante esse artigo.
    Gostei e vou me aprofundar mais sobre este assunto.

  2. Muito bom!!! De grande valor para cuidar da saúde!
    Estou compartilhando na rede social!
    Show!!

  3. Muito interessante. Estou estudando sobre o método Wim Hof e fui direcionado a entender melhor a fisiologia da gordura marrom e demais aspectos orgânicos quando sob baixas temperaturas., bem como seus efeitos sob o sistema imunológico.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*