Chá de-erva-doce

10 Benefícios do Chá de Erva-Doce – Para Que Serve e Dicas

A erva-doce é uma planta medicinal originária do Mediterrâneo, que é cultivada em regiões de clima temperado e subtropical. Ela é dotada de propriedades antiespasmódicas, estimulantes, relaxantes, vermífugas, antirreumáticas, anti-inflamatórias, diuréticas e antioxidantes.

Utilizada na indústria cosmética, a planta também dá origem a um chá: o conhecido chá de erva-doce. E é justamente sobre os benefícios que a bebida pode trazer que vamos falar abaixo.

Para que serve? 10 benefícios do chá de erva-doce

Vamos conhecer para que serve e quais são os principais benefícios do chá de erva-doce para a saúde e boa forma, de acordo com as propriedades de seus nutrientes.

1. Fonte de nutrientes

A planta medicinal utilizada no preparo do chá é composta por nutrientes importantes para o funcionamento do organismo como fibras, ferro, cálcio, zinco, cobre, vitamina A, vitaminas do complexo B e vitamina C.

2. Saúde do sistema digestivo

A erva-doce é utilizada como uma planta medicinal para auxiliar o sistema digestivo desde os tempos antigos pelos ancestrais romanos e egípcios.

Uma revisão do autor Marco Valussi publicada em uma edição de 2012 do International Journal of Food Sciences and Nutrition (Jornal Internacional de Ciência Alimentar e Nutrição, tradução livre) relatou que o consumo de erva-doce aumentou de maneira espontânea a motilidade gástrica (capacidade de movimentação) e a secreção de ácido gástrico em animais.

O autor ainda afirmou que uma combinação de ervas com a presença da erva-doce eliminou a dor intestinal em pacientes diagnosticados com colite crônica não específica, que é uma inflamação no intestino grosso.

Já conforme informação do Enki Village, as propriedades antioxidantes da planta e a presença de substâncias como o anetol e a fenchona fazem com que o seu chá auxilie o tratamento de distúrbios gastrointestinais.

3. Alívio da cólica

O chá de erva-doce é utilizado tradicionalmente como um remédio natural para acalmar cólicas em bebês. Um estudo divulgado no ano de 2003 na publicação Alternative Therapies (Terapias Alternativa, tradução livre) relatou que o extrato de erva-doce tirou a cólica de 65% dos bebês avaliados no experimento.

Entretanto, antes de sair dando a planta para os pequenos é fundamental conversar com o pediatra que acompanha para saber se o uso da erva-doce está permitido para o bebê em questão.

4. Problemas respiratórios

A planta medicinal também é utilizada como um remédio caseiro para tratar sintomas de problemas como bronquite e tosse crônica. O chá de erva-doce também pode ajudar a soltar catarro do sistema respiratório. 

5. Combate o mau hálito 

A halitose ou mau hálito geralmente aparece em decorrência de problemas digestivos, o que coloca o chá de erva-doce como um provável auxiliar no combate ao desagradável problema, já que, como falamos acima, ele promove a saúde do sistema digestivo. Além disso, a bebida tem um aroma fresco.

Para diminui o mau hálito, a sugestão do Enki Village é utilizar o chá de erva-doce como enxaguante bucal.

6. Alívio de sintomas menstruais e da menopausa

O chá de erva-doce também é tradicionalmente utilizado como um medicamento natural e popular para tratar a dismenorreia, que são as cólicas que surgem durante o período menstrual das mulheres. Isso porque suas propriedades antiespasmódicas, fitoestrogênicas e anti-inflamatórias atuam juntas acalmando os músculos uterinos.

A planta medicinal também contribui com o controle dos níveis de estrogênio, o que alivia sintomas da menopausa como as ondas de calor.

7. Combate a retenção de líquido

Graças ao fato de ser dotada de propriedades diuréticas, a planta medicinal combate a retenção de líquido e, consequentemente, o inchaço que surge em decorrência da condição. Em outras palavras, o chá de erva-doce promove a eliminação do excesso de água presente no corpo por meio da urina.

8. Saúde dos olhos

A erva-doce também pode ajudar a tratar olhos doloridos ou inchados pela manhã, além de infecções no local. A receita é molhar uma bolinha de algodão no chá de erva-doce e aplicar nos olhos.

9. Saúde do coração

A erva-doce também pode contribuir com o fortalecimento do coração. Isso devido ao fato da planta medicinal ser fonte de antioxidantes e vitaminas.

10. Combate os radicais livres

Como já vimos acima, a erva-doce apresenta propriedades antioxidantes, e graças a esse fato podemos afirmar que ela contribui com o combate aos radicais livres, substâncias malignas presentes no corpo humano que podem favorecer doenças como o câncer, Alzheimer e derrame, além de promoverem o envelhecimento precoce.

Receita de chá de erva-doce

Ingredientes:

  • 3 colheres de sopa de sementes secas de erva-doce;
  • 1 l de água.

Modo de preparo:

  1. Ferver a água;
  2. Adicionar a erva-doce, desligar o fogo e deixar a mistura descansar ao longo de cinco minutos;
  3. Coar, adoçar (se assim achar necessário) e servir-se.

Cuidados

Ao ser utilizado em moderação, não é esperado que a erva-doce cause efeitos colaterais. Entretanto, o excesso do uso da planta pode resultar em coceira, erupção cutânea e fotodermatite, que é uma reação anormal desenvolvida pela pele quanto exposta ao sol.

Mulheres grávidas e pessoas propensas a terem convulsões ou que tomam remédio para o problema não devem ingerir a erva-doce. Já mães em processo de amamentação de seus bebês e com condições estrógeno-dependentes devem consultar o médico antes e fazer uso da planta.

Além disso, pessoas com alergia a cenoura e aipo podem experimentar reações alérgicas ao terem contato com a erva-doce. 

Antes de utilizar o chá de erva-doce como auxiliar de tratamento para qualquer condição de saúde, consulte o seu médico para se certificar de que ele é realmente apropriado para o seu caso. Além disso, não confie somente na erva e siga o tratamento completo indicado pelo profissional.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Referências adicionais:

Você tem costume de tomar o chá de erva-doce? Já conhecia todos os benefícios da bebida para a saúde? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (95 votos, média: 4,04 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

20 comentários

  1. Boa noite, tenho uma dúvida e queria estar sanando com vocês.Pode tomar junto com o chá, as sementes da erva doce? Pois sempre faço isso e não sei se estou fazendo o certo, ao inves de coar a sememste, mastigo e tomo com o chá.Obrigada e aguardo resposta.

  2. om dia. gostaria de saber quem tem gordura no figado pode tomar cha de erva doce.

  3. Bom dia ! Ela também pode ser utilizada na prevenção ou no combate a gripe h1n1. Por ter a mesma substância do medicamento tamiflu ?

  4. Uso há muito tempo o chá de erva doce. No Hospital Espiritual, em Lauro de Freitas, Bahia é utilizado nos tratamentos complementares obtendo ótimos resultados.

  5. O chá de erva doce e bom para o alívio dos sintomas do reumátismo?

  6. Qual o chá mais indicado para esteatose hepática (gordura no fígado)?

  7. MARCOS CESAR LOPES DA SILVA

    BOA NOITE TODOS

  8. Queria saber se tem algum problema ao tomar o chá de erva doce, quem tem pressão alta e insuficiencia renal.
    Aguardo resposta muito obrigada.
    Boa tarde

  9. Boa noite tenho tuberculose fígado crescido psoríase artrite , tenho 54 anos tenho muita insônia tomo tarja preta queria deixar mais não conscigo dormir será que o chá de erva-doce me trazia melhor benificio.

  10. bom dia depois dos meus 50 entrei na menopausa sinto muito calor será que esse cha iria me ajudar pois venho tomando chá da folha da amora

  11. Faço sempre meu chá de erva-doce com sene, pq tenho problemas de retenção de líquidos e constipação, tem dado certo!

  12. Ótimo site! Ontem tomei este chá bem quentinho oferecido pela mãe de um amigo, 3 horas depois meu intestino funcionou bem (tenho prisão de ventre). Foi coincidência ou vale a pena tomar regularmente o chá pela noite? Obrigado 🙏

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*