13 Alimentos Que Melhoram os Sintomas do Déficit de Atenção (TDAH)

Especialista:
atualizado em 23/12/2019

Não é novidade que os alimentos naturais podem agir como remédios. Já dizia o filósofo Hipócrates: “que seu remédio seja seu alimento e que seu alimento seja seu remédio”.

O tipo de dieta de uma pessoa com TDAH (transtorno do déficit de atenção com hiperatividade), seja uma criança ou adulto, pode fazer uma grande diferença no controle dos sintomas negativos que esta doença pode trazer.

Muitos especialistas e nutricionistas indicam que a alimentação pensada especialmente para as pessoas que sofrem de déficit de atenção pode ser bastante benéfica para ajudar na concentração, hiperatividade e impulsividade.

É importante ter o acompanhamento de um médico especialista ao mudar a alimentação de uma pessoa com déficit de atenção, principalmente porque cada organismo vai reagir de uma forma diferente, principalmente no caso de crianças que podem ser alérgicas a alguns tipos de alimentos.

De qualquer forma, criamos uma lista com os alimentos que podem melhorar os sintomas do TDAH, seja em adultos ou em crianças. Mas antes, vamos entender um pouco melhor sobre o que é este transtorno.

O que é o déficit de atenção?

O déficit de atenção é um transtorno neurobiológico crônico que pode afetar a atenção e concentração de crianças, assim como pode desencadear uma grande hiperatividade e impulsividade, interferindo negativamente no desenvolvimento dela.

O déficit de atenção é normalmente identificado logo nos primeiros anos de vida de uma criança, principalmente na escola, onde ela vai mostrar os primeiros sinais de hiperatividade e desvio de atenção.

É preciso contar com um bom profissional para confirmar o diagnóstico de déficit de atenção, já que ele pode ser confundido com uma desatenção natural das crianças. O trabalho conjunto de um pediatra e um psicólogo especialista em TDAH é fundamental para que o diagnóstico seja feito corretamente.

Quais são os nutrientes que podem ajudar com os sintomas de TDAH?

Pesquisadores indicam que alguns tipos de alimentos são muito prejudiciais para quem sofre de TDAH, como é o caso de comidas processadas e aditivos alimentares, alimentos que devem ser evitados por quem sofre da doença.

No entanto, uma série de nutrientes que encontramos em alimentos naturais podem ser muito benéficos para pessoas com déficit de atenção. Por isso, vamos falar um pouco mais sobre estes nutrientes que afetam positivamente quem sofre desse transtorno.

1. Ômega 3

Os ácidos graxos da família do ômega 3 podem ser muito benéficos para melhorar alguns tipos de comportamentos recorrentes em quem foi diagnosticado com o déficit de atenção, como a hiperatividade, impulsividade e a falta de concentração.

O ômega 3 é um tipo de gordura essencial para o nosso organismo. Isso quer dizer que o nosso corpo não pode produzir o ômega 3 sozinho e, portanto, devemos adquiri-lo através da nossa alimentação.

Alguns estudos indicam que crianças com TDAH possuem níveis mais baixos de ômega 3 do que crianças sem este transtorno, por isso o alto consumo de alimentos ricos em ômega 3, como peixes e o óleo de linhaça, ou a suplementação em cápsulas, é fundamental para melhorar a saúde destas crianças.

Um estudo recente feito em 2009 aponta que cerca de 25% das crianças portadoras de déficit de atenção que consumiam doses diárias de ômega 3 tiveram uma redução significativa nos sintomas em até três meses de consumo. Ao chegar no sexto mês, metade das crianças tinha os sintomas muito mais controlados.

Os valores indicados de ômega 3 podem variar de acordo com a idade da criança e sua alimentação. O ideal é conversar com um médico sobre isso, mas, em geral, a dose recomendada pode variar entre 700 miligramas e 2 gramas por dia.

2. Ferro

Um mineral fundamental para quem sofre de déficit de atenção é o ferro. Estudos apontam que crianças com TDAH absorvem cerca de metade do ferro quando comparadas a crianças que não sofrem desta doença. No entanto, isso não quer dizer, necessariamente, que a criança terá propensão a anemia.

De qualquer forma, foi descoberto que, ao aumentar o consumo de alimentos com ferro, os sintomas do déficit de atenção diminuíram consideravelmente. Por isso, é muito importante estar sempre atento aos níveis de ferro de quem tem déficit de atenção, para evitar o agravamento dos sintomas desagradáveis da doença.

3. Vitaminas do complexo B

As vitaminas do complexo B são fundamentais para manter a saúde cerebral. A vitamina B5, por exemplo, pode auxiliar na produção de químicos com poder calmante, capazes de reduzir a hiperatividade e outros comportamentos relacionados ao déficit de atenção.

Já a vitamina B3, conhecida também como niacina, pode aumentar a circulação sanguínea no cérebro, enviando uma série de nutrientes importantes para o bom funcionamento das funções cognitivas, sociais e da memória.

Outra vitamina importante do complexo B é a B12, que ajuda na produção de gorduras responsáveis por proteger as terminações nervosas do cérebro do ataque de vírus e toxinas, ao mesmo tempo em que previne a piora dos sintomas do déficit de atenção.

4. Vitamina C

A vitamina C também é muito benéfica no controle dos sintomas do TDAH, já que age diretamente no sistema imunológico, prevenindo doenças que podem agravar ainda mais os sintomas do déficit de atenção.

Além disso, a vitamina C é conhecida por melhorar a produção de hormônios anti-estresse que podem ser de grande ajuda no controle de comportamentos típicos do déficit de atenção, como distúrbios do sono e hiperatividade.

Alimentos que melhoram o déficit de atenção

1. Atum

Os peixes são ótimas fontes de ômega 3 e o atum é um dos alimentos mais ricos nestes ácidos graxos. Acrescentar o atum em receitas do dia-a-dia, como sanduíches, macarrão e wraps pode ser uma boa dica para incluir este alimento na dieta de quem sofre com o déficit de atenção.

2. Salmão

Outra fonte abundante de ômega 3 é o salmão, que além disso é um alimento muito saudável e cheio de outros nutrientes essenciais para a nossa saúde. Comer salmão pelo menos uma vez por semana vai ajudar a controlar e diminuir os sintomas do déficit de atenção, seja em adultos ou crianças.

3. Frango

Um alimento muito rico em proteína, nutriente que ajuda a evitar picos de açúcar no sangue, é a carne de frango. Aproveite que as crianças adoram frango e abuse deste alimento no cardápio de quem sofre de TDAH.

4. Ovos

Os ovos também são fontes importantes de proteína e que podem ser bastante utilizados no cardápio de crianças e adultos com déficit de atenção. Pesquisas apontam que os ovos, assim como o queijo, podem aumentar o efeito dos remédios para déficit de atenção.

5. Maçã

Muitos especialistas recomendam o consumo de carboidratos complexos para quem tem déficit de atenção. Isso porque os carboidratos simples, como os alimentos feitos de farinha branca e arroz branco, por exemplo, são rapidamente digeridos e transformados em açúcar, alimento prejudicial para quem tem TDAH.

A maçã é uma fruta que contém carboidratos complexos, uma excelente pedida para quem sofre de déficit de atenção. Comer esse tipo de carboidrato durante a noite é especialmente benéfico para ajudar na qualidade do sono.

6. Pera

Outra boa fonte de carboidrato complexo é a pera, uma boa alternativa para quem quer controlar os sintomas do déficit de atenção. Comer uma pera ou uma maçã por dia vai ajudar a manter os sintomas no mínimo possível.

7. Laranja

A laranja é uma ótima fonte de vitamina C, que fortalece o sistema imunológico prevenindo doenças. Esta é mais uma boa opção do que comer à noite para ajudar a melhorar a qualidade do sono de quem tem déficit de atenção.

8. Kiwi

Outra boa opção de alimento rico em vitamina C é o kiwi. Para diversificar as frutas, vale a pena alternar entre comer maçã, pera, laranja e kiwi para ajudar no controle dos sintomas do déficit de atenção.

9. Espinafre

Um dos alimentos naturais mais completos e interessantes para quem tem déficit de atenção é o espinafre, fonte de vitamina C, algumas vitaminas do complexo B, ferro e bastante proteína.

10. Feijão

Outra ótima fonte de proteína é o feijão, que normalmente já faz parte da dieta. Para diversificar, você pode fazer hambúrguer de feijão e surpreender com uma nova receita, sem deixar de lado os nutrientes que vão ajudar a controlar os sintomas do déficit de atenção.

11. Queijo de cabra

O queijo é uma ótima fonte de proteína, mas muitas pessoas que têm déficit de atenção sofrem de algum tipo de intolerância a lactose ou alergia ao leite. Nesse caso, o consumo de derivados do leite pode prejudicar a saúde, além de agravar os sintomas do TDAH.

Por isso, uma boa alternativa é o queijo de leite de cabra, que vai oferecer os mesmos nutrientes sem prejudicar a digestão nem aumentar os sintomas do déficit de atenção.

12. Castanhas e sementes

As castanhas e sementes também são ótimas fontes de ômega 3, os ácidos graxos que ajudam e muito a controlar e diminuir os sintomas do déficit de atenção. Nozes, castanha-do-pará, linhaça e chia são muito abundantes em ômega 3, quase tanto quanto os peixes. O óleo de linhaça é ainda melhor que a linhaça em si, já que tem 7,5 gramas de ômega 3 em apenas uma colherada.

13. Cereais integrais

Quem tem déficit de atenção deve evitar o consumo de aditivos, como corantes e adoçantes artificiais e os cereais matinais para crianças são cheios dessas substâncias que podem prejudicar e piorar os sintomas de déficit de atenção.

Por isso, prefira os cereais integrais, de preferência os multigrãos, pois além de eles não prejudicarem os sintomas da doença, serão de grande ajuda para controlar alguns sintomas, já que são cheios de proteínas e nutrientes importantes para a saúde.

Você sofre com essa condição ou algum parente ou filho seu possui déficit de atenção? Acredita que pode incluir quais destes alimentos em maior quantidade na dieta? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (11 votos, média: 4,36 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

11 comentários em “13 Alimentos Que Melhoram os Sintomas do Déficit de Atenção (TDAH)”

  1. Minha filha de 09anos está hiperativo,já costumo dar alimentos listados na matéria;ela não toma café e não come carne vermelha só sardinha que é uma boa,feijão também não só que,conversei e a convenci e está comendo,terei vitórias também no açúcar e farinha branca SE DEUS quiser.Obrigado

  2. Eu e meu irmão somos hiperativos, meu filho também é. A dieta me ajuda sem dúvida, o difícil e convencer uma criança de 7 anos a segui-la, em casa eu controlo, mas na escola ou em outros lugares ele consome alentos que pioram seus sintomas. Alguns alimentos tem uma reação imediata como refrigerante, balas, pirulitos, biscoitos recheados e iogurtes industrializados, se ele comer em aproximadamente 15 ou 30 minutos ele fica extremamente auterado.

      • Fazendo testes na Net meu nível de TDAH é 84%, tenho 50 anos, tenho dificuldades em organização, relacionamentos conflituosos, esqueço de tudo, dificuldades sérias com matemática, dificuldades com distrações, dificuldades com sono, sou ansioso, não consigo me prender a explicações longas, são poucas coisas que prendem minha atenção,

  3. eu tenho TDAH, herdei de meu pai, assim como meus irmãos e creio que meu filho tenha a mesma condição.

  4. Eu não sei se resolve mas o tratamentoscom alimentos naturais não tem dúvidas são bem melhores que medicamentos agressivos, vale a pena tentar antes de qualquer medidas mais agressivas dos medicamentos.
    Gostaria de receber ajuda mais sobre sobre os assuntos se alimentação para quem sofre de tdah.