8 dicas para ajudar a abaixar a pressão arterial

Especialista da área:
atualizado em 28/04/2021

A pressão alta é uma preocupação para muitos. Afinal, uma pressão descontroladamente elevada pode gerar complicações como ataque e insuficiência cardíaca, acidente vascular cerebral (AVC), aneurisma, problemas renais e na visão, demência e dificuldade de compreensão e memória.

  Continua Depois da Publicidade  

Assim, vale muito a pena conhecer estratégias de alimentação e hábitos diários que ajudam a abaixar a pressão.

É claro que quem já sabe que tem hipertensão deve continuar a seguir todo o tratamento que seu médico indicou, o que pode incluir o uso de remédios. Jamais abandone por conta própria um medicamento que o médico prescreveu porque isso pode ser muito perigoso.

Essas estratégias não podem substituir um tratamento médico, apenas servem para dar uma força na redução da pressão. Já para quem não tem a doença, o papel dessas táticas é o de auxiliar na prevenção.

Agora que já esclarecemos tudo isso, podemos conhecer a lista com as dicas para ajudar a abaixar a pressão arterial:

1. Evitar açúcar e carboidratos simples de alto índice glicêmico

Carboidratos

A primeira dica é diminuir ao máximo o consumo de açúcar e de carboidratos simples que têm alto índice glicêmico, conhecidos como os carboidratos ruins.

Ou seja, evitar qualquer tipo de açúcar, bala, doce, sorvete e etc. Além disso, reduzir o pão, arroz branco e macarrão, substituindo-os por suas versões integrais.

Isso porque estudos indicaram que a diminuição do açúcar e desses carboidratos simples da dieta têm um impacto positivo na redução da pressão arterial.

Aliás, ao comparar dietas normais para emagrecer com dietas equilibradas que reduzem carboidratos, os resultados com relação à pressão são melhores nos regimes em que há menos carboidratos e em que os carboidratos presentes são de menor índice glicêmico.

Aprenda o que é índice glicêmico e conheça uma tabela com o índice glicêmico dos alimentos.

  Continua Depois da Publicidade  

A saber, os carboidratos mais saudáveis para a dieta são os carboidratos complexos. Assim, outra recomendação é aumentar o consumo de aveia, quinoa, feijões, grão-de-bico, ervilha e lentilha, que são boas fontes de carboidratos.

2. Comer mais alimentos com potássio

Isso porque o potássio ajuda a eliminar o excesso de sódio que circula no organismo e a controlar a pressão arterial. Vale lembrar que uns dos perigos de ter níveis excessivos de sódio é justamente a pressão alta.

Por exemplo, a lista de alimentos com potássio inclui tomate, água de coco, banana, pepino, melancia, entre outros. Ao mesmo tempo, é fundamental reduzir bem os alimentos ricos em sódio e sal da dieta.

3. Ter um peso saudável

Peso saudável

Sobrepeso e obesidade são fatores de risco para a hipertensão. Por outro lado, para quem está acima do peso, emagrecer e chegar a um peso saudável ajuda a pressão a melhorar bastante e o sistema circulatório passa a funcionar melhor.

Tanto que uma das estratégias de tratamento da hipertensão é justamente manter um peso saudável ou emagrecer caso tenha sobrepeso ou obesidade.

4. Suplementos alimentares

Certos suplementos podem facilitar a redução da pressão. Por exemplo, óleo de peixe (ômega-3), magnésio e cápsulas de alho. Aliás, adicionar mais alho na dieta também pode ajudar a abaixar a pressão.

Mas atenção: antes de começar a usar qualquer um desses suplementos, você precisa consultar o seu médico para saber se ele é realmente eficiente e seguro para você, em qual dosagem usar e checar se pode fazer mal quando tomado ao mesmo tempo que outro remédio ou suplemento.

5. Dormir bem e controlar o estresse

Dormindo

Ter boas noites de sono e manter o estresse sob controle também são dicas importantes na luta contra a pressão alta. Então, aproveite para conhecer truques que podem te ajudar a dormir melhor.

  Continua Depois da Publicidade  

Quanto ao estresse, algo que pode auxiliar é a meditação. E não precisa ser nada muito complexo: sentar em um local relaxado, inspirar e expirar o ar, focando-se na sua respiração e em si mesmo por pelo menos 5 a 10 minutos por dia já pode ajudar.

6. Incluir alimentos diuréticos na dieta

Os alimentos diuréticos estimulam a urina, eliminando o excesso de líquido presente no corpo. Eles podem ajudar porque o excesso de líquido circula nas veias e favorece o aumento da pressão. Alguns exemplos de alimentos diuréticos são: alho, salsinha, pepino e água de coco.

7. Parar de fumar

O ato de fumar aumenta a pressão arterial quase que automaticamente. Já ao parar de fumar, a pressão também diminui rapidamente. Conheça dicas para parar de fumar sem engordar.

8. Praticar atividades físicas

Corrida na praia

Enquanto não ser fisicamente ativo é fator de risco para a pressão alta, praticar exercícios regularmente é uma das estratégias de tratamento contra a doença. Você pode começar com uma caminhada de 15 minutos ou subindo as escadas de casa, por exemplo.

Entretanto, se você tem um problema grave de pressão ou outra questão de saúde, consulte o seu médico antes de começar uma atividade física. De preferência, faça seus treinos com o acompanhamento de um educador físico.

Vídeo

Não perca o vídeo abaixo em que a nossa nutricionista também apresenta dicas para abaixar a pressão.

Fontes e Referências Adicionais

Você já conhecia segue alguma dessas dicas? Então, conte qual delas nos comentários a seguir.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário