Como comer alho na dieta – 3 erros comuns a se evitar

Especialista da área:
atualizado em 29/11/2021

Usar o alho para temperar ou refogar um alimento faz toda a diferença no sabor final de um prato. E o melhor de tudo é que o ingrediente é cheio de benefícios! Por exemplo, ele é bom para a imunidade e pode impactar positivamente a saúde do coração. Entretanto alguns erros ao prepará-lo podem comprometer as suas propriedades.

O alho tem propriedades antioxidantes e antibacterianas, ao mesmo tempo em que o seu óleo já demonstrou ação anti-inflamatória. Entretanto, para aproveitar os benefícios do alho é preciso saber como usá-lo.

  Continua Depois da Publicidade  

Talvez nem todo mundo pense nisso ao cozinhar com alho ou preparar um chá de alho quando está resfriado, porém, alguns erros impedem que suas substâncias ativas sejam devidamente absorvidas, o que pode comprometer seus benefícios para a saúde. Conheça quais são esses erros e evite-os!

1. Comer o dente de alho inteiro

Dente de alho

Os benefícios do alho têm relação com a presença de uma substância chamada alicina no alimento. Mas, para aproveitá-los, o ideal é picar ou amassar o alho de 10 a 15 minutos antes de consumir.

Isso porque é desta maneira que a disponibilidade da alicina ao organismo melhora. Ou seja, assim fica mais fácil para o corpo aproveitar o que o alho tem de bom para oferecer.

A sua questão é a falta de tempo? Então, esta dica pode ajudar: antes de começar a cozinhar, pique ou amasse o alho. Enquanto o alho fica descansando pelos 10 a 15 minutos que precisa, aproveite para preparar (separar, lavar, picar) os outros ingredientes da refeição. 

Com tudo pronto, você só precisará juntar o alho aos outros alimentos e terminar de fazer a refeição. Uma opção é usar o alho na forma crua em um molho de salada com azeite de oliva e outros temperos para ficar mais gostoso. Outra é cozinhar ou refogar com o alho.

  Continua Depois da Publicidade  

2. Picar ou amassar o alho e deixar guardado por muitos dias

Molho de alho

Parece bem prático fazer uma grande quantidade de tempero ou molho caseiro com o alho já picado ou amassado e deixar na geladeira ou armário para usar pelos próximos dias ou semanas, não é mesmo?

Entretanto, esta não é uma boa ideia. O motivo é que preparar o alho e deixá-lo guardado por todo esse tempo faz com que ele perca os seus compostos benéficos. Assim, o ideal é consumir o alho mais fresco, logo depois daqueles 10 a 15 minutos após picar ou amassá-lo.

3. Usar muito óleo ou azeite para refogar

Óleo

É bem comum refogar legumes ou carnes com alho e cebola no óleo ou azeite. Mas, é preciso ter cuidado com a quantidade de óleo ou azeite que se usa. O ideal é colocar apenas um fiozinho, pois utilizar muito óleo ou azeite fará com que o prato fique com bastante gordura, e consequentemente calorias.

No entanto, o azeite de oliva não é uma gordura saudável? É sim, porém, mesmo as fontes de gorduras saudáveis devem ser consumidas com moderação.

Vídeo

A seguir, a nossa nutricionista aponta a melhor forma de consumir alho para aproveitar os seus benefícios

Fontes e referências adicionais

Você tem o hábito de usar alho? Então, comente o que costuma fazer com o alimento!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

Deixe um comentário