Como comer alho na dieta – 3 erros comuns a se evitar

Especialista da área:
atualizado em 23/08/2021

Usar o alho para temperar ou refogar um alimento faz toda a diferença no sabor final de um prato. E o melhor de tudo é que o ingrediente é cheio de benefícios! Por exemplo, ele é bom para a imunidade e pode impactar positivamente a saúde do coração.

  Continua Depois da Publicidade  

Além disso, o alho tem propriedades antioxidantes e antibacterianas, ao mesmo tempo em que o seu óleo já demonstrou ação anti-inflamatória. Entretanto, para aproveitar os benefícios do alho é preciso saber como usá-lo.

Talvez nem todo mundo pense nisso ao cozinhar com alho ou preparar um chá de alho quando está resfriado, porém, alguns erros impedem que suas substâncias ativas sejam devidamente absorvidas, o que pode comprometer seus benefícios para a saúde. Conheça quais são esses erros e evite-os!

1. Comer o dente de alho inteiro

Dente de alho

Os benefícios do alho têm relação com a presença de uma substância chamada alicina no alimento. Mas, para aproveitá-los, o ideal é picar ou amassar o alho de 10 a 15 minutos antes de consumir.

Isso porque é desta maneira que a disponibilidade da alicina ao organismo melhora. Ou seja, assim fica mais fácil para o corpo aproveitar o que o alho tem de bom para oferecer.

A sua questão é a falta de tempo? Então, esta dica pode ajudar: antes de começar a cozinhar, pique ou amasse o alho. Enquanto o alho fica descansando pelos 10 a 15 minutos que precisa, aproveite para preparar (separar, lavar, picar) os outros ingredientes da refeição. 

Com tudo pronto, você só precisará juntar o alho aos outros alimentos e terminar de fazer a refeição. Uma opção é usar o alho na forma crua em um molho de salada com azeite de oliva e outros temperos para ficar mais gostoso. Outra é cozinhar ou refogar com o alho.

2. Picar ou amassar o alho e deixar guardado por muitos dias

Molho de alho

Parece bem prático fazer uma grande quantidade de tempero ou molho caseiro com o alho já picado ou amassado e deixar na geladeira ou armário para usar pelos próximos dias ou semanas, não é mesmo?

Entretanto, esta não é uma boa ideia. O motivo é que preparar o alho e deixá-lo guardado por todo esse tempo faz com que ele perca os seus compostos benéficos. Assim, o ideal é consumir o alho mais fresco, logo depois daqueles 10 a 15 minutos após picar ou amassá-lo.

3. Usar muito óleo ou azeite para refogar

Óleo

É bem comum refogar legumes ou carnes com alho e cebola no óleo ou azeite. Mas, é preciso ter cuidado com a quantidade de óleo ou azeite que se usa. O ideal é colocar apenas um fiozinho, pois utilizar muito óleo ou azeite fará com que o prato fique com bastante gordura, e consequentemente calorias.

  Continua Depois da Publicidade  

No entanto, o azeite de oliva não é uma gordura saudável? É sim, porém, mesmo as fontes de gorduras saudáveis devem ser consumidas com moderação.

Vídeo

A seguir, a nossa nutricionista aponta a melhor forma de consumir alho para aproveitar os seus benefícios

Fontes e referências adicionais

Você tem o hábito de usar alho? Então, comente o que costuma fazer com o alimento!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário