Cuidado com esses erros no pós-treino ao treinar em casa

Especialista da área:
atualizado em 05/08/2021

Devido à pandemia do novo coronavírus, muitas pessoas tiverem que abandonar ao menos por um tempo os treinos na academia. Mas, mesmo com a reabertura, algumas preferiram não voltar à academia e optaram por aderir aos treinos em casa.

  Continua Depois da Publicidade  

Isso é muito bom! Afinal, treinar em casa é melhor do que não fazer exercício algum e render-se ao sedentarismo. No entanto, existe outro aspecto que não dá para deixar de lado: a alimentação.

Até porque, para ter bons resultados com os treinos, é fundamental aliá-los a uma dieta de qualidade.

Assim, quem treina em casa não pode se esquecer de fazer uma boa refeição pós-treino. Ela é importante para abastecer o organismo com os nutrientes que ele necessita para responder como se espera aos estímulos do treinamento.

Entretanto, não é sempre que isso acontece: quem treina em casa pode acabar cometendo alguns erros bem prejudiciais na sua refeição pós-treino. Conheça quais são eles e evite-os a partir de agora:

1. Focar nos suplementos

Shake

Enquanto neste período de pandemia muitos precisam controlar mais as finanças devido à crise econômica, alguns suplementos são caros. Assim, consumir shakes de suplementos após todo treino fica inviável.

Mas eles não precisam ser obrigatórios no pós-treino. Dá para obter os carboidratos e as proteínas fundamentais para o pós-treino com uma refeição composta por alimentos que contêm estes nutrientes.

  Continua Depois da Publicidade  

Por exemplo, ovos ou peito de frango (proteínas) e batata ou arroz branco (carboidratos).

Tenha em mente que os carboidratos do pós-treino precisam ser carboidratos de alto índice glicêmico, que fornecem energia rápida. Já as proteínas da refeição precisam ser proteínas de alto valor biológico.

Lembre-se também de montar a sua refeição pós-treino com alimentos naturais e sem os industrializados.

2. Consumir calorias demais

Comida

Embora treinar em casa seja melhor do que não treinar, o gasto de calorias de um treino em casa costuma ser mais baixo do que na academia ou em outro local com acompanhamento do personal trainer.

Assim, é preciso tomar cuidado com a quantidade de calorias que se consome pós-treino. Se o gasto calórico não é tão alto quanto antes, então, não dá para consumir a mesma quantia de calorias que ingeria no pós-treino da academia.

Por outro lado, existem exceções: algumas pessoas conseguem pegar pesado nos treinos mesmo se exercitando em casa. Mas, como saber qual é o meu caso?

  Continua Depois da Publicidade  

Se apesar de fazer o mesmo pós-treino de antes você perceber que não está conseguindo atingir o seu objetivo de emagrecimento, pode ser que uma diminuição calórica seja necessária. Para ter certeza disso, converse com seu personal trainer e nutricionista.

3. Esquecer-se do pós-treino

Celular no treino

Por estar treinando em casa, algumas pessoas simplesmente se esquecem de fazer a refeição pós-treino. Depois de se exercitar, elas acabam fazendo outra coisa como tomar banho e lavar os cabelos, ficar um tempo mexendo no celular ou se jogar no sofá para ver televisão e descansar.

Quando veem, já passou uma hora e elas perderam o tempo ideal da refeição pós-treino. Isso porque a recomendação é fazer a refeição pós-treino em até 30 minutos depois de treinar.

Respeitar esse período é importante para que se tenha uma boa reconstrução de massa muscular.

Vídeo

No vídeo a seguir, a nossa nutricionista também esclarece sobre os três erros na alimentação de quem treina em casa:

  Continua Depois da Publicidade  

E aí, você já cometeu alguns desses erros ao treinar em casa? Quais deles? Conte para nós nos comentários!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário