Cúrcuma para Testosterona – Benefícios, Estudos e Dicas

Especialista:
atualizado em 23/12/2019

Estudos recentes vêm indicando diversos benefícios provenientes do consumo de cúrcuma, além do seu sabor bem característico. Dentre estes benefícios, destaca-se a relação do consumo de cúrcuma para testosterona, já que o aumento dos níveis desse hormônio é de grande interesse da população masculina. 

A testosterona

A testosterona é um hormônio anabólico presente no corpo de homens e mulheres que serve para impulsionar a síntese de proteínas musculares, aumentar a massa magra, melhorar o desenvolvimento dos ossos, além de promover saúde e bem estar.

Nos homens, esse hormônio é encontrado em quantidades maiores do que nas mulheres. Isso ocorre porque a testosterona é responsável pelo desenvolvimento adequado dos testículos e próstatas, aumento da massa muscular e crescimento de pelos no corpo. A testosterona também é a grande responsável pelo aumento da libido masculina.

A cúrcuma

A cúrcuma, também conhecida como o “açafrão-da-Índia” ou turmérico, é uma planta da família do gengibre. Sua raiz é muito utilizada na culinária e na medicina. Outros nomes comuns para a cúrcuma são açafrão-da-terra e gengibre amarelo.

A cúrcuma contém vários componentes principais chamados de curcuminoides. Eles compõem cerca de 3% do seu peso em preparações comercialmente disponíveis.

Existem 4 tipos de curcuminóides presentes na cúrcuma. A curcumina é responsável por 77% dos curcuminoides presentes na cúrcuma. Os outros componentes são a desmetoxicurcumina (17%) e a bisdemetoxicurcumina (3%). São encontradas também pequenas quantidades do curcuminoide chamado de ciclocurcumina.

Pesquisas identificaram a curcumina como o composto ativo responsável pela maioria dos benefícios de saúde associados ao consumo de cúrcuma, que incluem efeitos anti-inflamatórios, anticâncer e antioxidantes.

A ampla atividade biológica da curcumina vem de sua versátil estrutura molecular que fornece a capacidade única de ligar e regular numerosos alvos biológicos. Além dos muitos alvos que a curcumina regula para melhorar a saúde geral, ela também afeta biomoléculas adicionais, o que resulta em uma maior produção do hormônio testosterona, construindo músculos.

Ao mesmo tempo, esse curcuminoide também desencadeia um processo de redução de gordura poderoso conhecido como termogênese.

Estudos sobre o consumo de cúrcuma para testosterona

Um estudo da Universidade da Nigéria publicado no Jornal de Bioquímica Esteróide e Biologia Molecular mostrou que uma dose alta de cúrcuma é capaz de aumentar a quantidade de testosterona no sangue de ratos machos. Uma dosagem humana equivalente à que foi dada aos animais seria consumir entre 1 e 1,5 g de curcumina por dia.

Os pesquisadores também acreditam que a curcumina pode ser usada como um tratamento alternativo para problemas de infertilidade masculina.

Um outro estudo mostrou que a curcumina, em uma dosagem de 100 mg/kg de peso corporal em ratos, demonstrou preservar os níveis de testosterona quando co-administrada com um fármaco chamado Metronidazol, que provoca reduções da testosterona e piora os parâmetros do esperma.

Os efeitos protetores nos testículos também foram observados com a curcumina em relação ao álcool, em que uma dosagem de 80 mg/kg de peso corporal foi capaz de preservar a estrutura do testículo e os níveis de testosterona apesar do consumo de álcool, muito provavelmente impedindo a oxidação do etanol em acetilaldeído. Outros compostos que danificam os testículos e reduzem a testosterona, mas são combatidos pela curcumina, são crômio e cádmio.

Em um outro estudo desenvolvido com ratos diabéticos, foi observado que a curcumina aumenta a função eréctil desses animais. A curcumina reduziu o açúcar no sangue estimulando a secreção de insulina das células pancreáticas, o que melhora a sensibilidade à insulina, reduz o açúcar na urina e, em alguns ratos, foi capaz de inverter a diabetes, além de ajudar na regeneração pancreática, reduzir o estresse oxidativo e melhorar a função cardiovascular.

Atualmente, há evidências científicas de que baixas doses de curcumina podem reduzir os níveis de estrogênio, o que teria o efeito de aumentar os níveis de testosterona.  A curcumina também pode apresentar ações inibitórias contra a 5-alfa redutase, uma enzima que converte a testosterona no androgênio DHT mais potente, diminuindo seus níveis no organismo.

Estudos sugerem que a curcumina é capaz de interferir no funcionamento de uma enzima chamada aromatase, que converte a testosterona em estrogênio, o que acaba ocasionando uma diminuição nos níveis de testosterona. Sobre esta enzima, foi descoberto em ensaios clínicos com humanos que a curcumina não a inibe diretamente, mas é capaz de reduzir sua atividade catalítica, diminuindo as taxas de conversão da testosterona em estrogênio e consequentemente mantendo os níveis de testosterona mais altos.

A diminuição dos níveis de estrogênio aumenta os níveis de testosterona ao mandar um sinal para o cérebro de que há falta de circulação hormônios esteróides no sangue. Como resultado, o cérebro reagirá aumentando a secreção do hormônio luteinizante da glândula pituitária anterior, que estimula a produção testicular de testosterona.

Outros benefícios da cúrcuma para testosterona

A curcuma também é um anti-inflamatório. A inflamação no organismo pode afetar negativamente o funcionamento das células Leydig que atuam na produção de testosterona e causam redução de produção do hormônio. Assim, o consumo de cúrcuma para testosterona também pode diminuir a inflamação e aumentar os seus níveis.

Pesquisas mostram também que há uma relação entre a resistência à insulina e níveis baixos de testosterona. A cúrcuma aumenta a sensibilidade à insulina, o que aumenta os níveis de testosterona, além de ajudar a controlar a diabetes.

A cúrcuma também é capaz de melhorar a função do fígado. Cerca de 50% do estrogênio do corpo é desativado no fígado. Assim, aumentando o consumo de cúrcuma, a função do fígado melhora e o estrogênio é removido do corpo mais rapidamente, ajudando a manter os níveis de testosterona altos.

Dosagem

Uma recente metanálise de seis ensaios em humanos descobriu que a curcumina é completamente segura e não apresenta toxicidade. Foi verificado em ratos que a dose letal é de cerca de 2000 mg/kg. Isso em humanos seria cerca de um consumo de 160.000 mg para um indivíduo de aproximadamente 70 kg.

A dose padrão indicada para a curcumina é entre 80-750mg, portanto, a suplementação com curcumina é totalmente segura nas doses recomendadas e não foram reportados efeitos colaterais significativos. O mesmo estudo afirma que os seres humanos podem consumir até 8 gramas de açafrão por dia sem efeitos colaterais aparentes.

Para aumentar a biodisponibilidade da cúrcuma, é sugerida a ingestão de pimenta do reino juntamente com a cúrcuma devido à presença de piperina na pimenta, o que aumenta a biodisponibilidade da cúrcuma em até 2000%.

Video: Como ter resultados com a Cúrcuma

Conclusão sobre o uso da cúrcuma para testosterona

Vários estudos parecem indicar que existe uma relação entre o uso de cúrcuma e bons níveis de testosterona. Ainda não é possível afirmar exatamente o que esperar nessa questão e mais estudos em humanos são necessários para determinar a relação com mais exatidão.

A cúrcuma traz diversos benefícios para a saúde já comprovados pela ciência. O benefício do consumo de cúrcuma para testosterona pode ser mais um que pode se tornar bem documentado em breve.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar dos benefícios do consumo da cúrcuma para testosterona? Pretende aumentar o consumo do alimento em sua dieta? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (25 votos, média: 4,32 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

9 comentários em “Cúrcuma para Testosterona – Benefícios, Estudos e Dicas”

  1. Não estou entendendo ,no vídeo fala que o açafrao aumenta o testosterona, mas nos comentários estão falando que tá diminuindo a libido.

    • Eu estou consumindo a 5 dias aprox com piperina junto, e 2 dias depois acordei com ereção de novo. Tenho 63 anosC

      • Gostaria de saber se há benefícios na ingestão de curcumina na menopausa, já q nesse período os hormônios caem bruscamente. O aumento da testosterona é interessante, já q o pouco q temos ainda diminui., mas não é interessante a queda do estrogênio também. Como equilibrar isso?

  2. Gostei do vídeo..muito interessante,muito bem explicado..uma pergunta pode tomar só com água..e a quantidade uma colher de café e suficiente por dia..obrigado

  3. Por favor, poderiam informar se a cúrcuma é indicada para quem tem hipoglicemia reativa? Pode causar algum efeito colateral?
    Obrigada!

  4. Estou consumindo curcuma a 3 semanas, minha ginecomastia diminuiu muito, porem minha libido caiu abruptamente, senti uma perda da potencia sexual e meus testiculos ENCOLHERAM, vou parar imediatamente de consumi-la.

    • Boa noite Jair. Estou tbm tomando a Curcuma e senti tbm esses efeitos colaterais parecidos com seus. Vc disse q parou de tomar e quando isso aconteceu voltou libido ?