Dieta para gastroenterite – O que comer e cuidados

Especialista da área:
atualizado em 25/06/2021

A gastroenterite é uma doença caracterizada pela inflamação e irritação dos intestinos e estômago, a qual pode ser provocada por uma infecção bacteriana ou viral. Uma forma importante de tratá-la é através da dieta.

  Continua Depois da Publicidade  

Portanto saiba mais sobre o que deve ingerir uma pessoa que esteja com gastroenterite, e maiores informações sobre essa condição de saúde.

Como a gastroenterite é transmitida?

Essa condição pode ser transmitida por meio do contato com alguma pessoa infectada pelo seu vírus, através da água ou do alimentado contaminado ou pelo fato da pessoa deixar de lavar as mãos depois de utilizar o banheiro ou de trocar as fraldas de um neném, já que a transmissão ocorre por via fecal-oral.

Além disso, ainda que seja menos comum, também é possível desenvolver a gastroenterite por meio da intoxicação alimentar por metais pesados presentes na água como mercúrio, arsênio, cádmio e chumbo.

Os principais vírus causadores de gastroenterite em nosso meio são do gênero rotavírus, que acometem mais crianças e bebês em todo o mundo. Além deles, a Salmonela também pode causar essa patologia, sendo que pode ser transmitida pelos mesmos meios.

Outras possibilidades incluem a ingestão de alimentos ácidos como frutas cítricas, ou através de toxinas presentes em alguns frutos do mar. Apesar de mais específico, também podem ocorrer devido a utilização de medicamentos como antibióticos, antiácidos, laxantes e remédios quimioterápicos.

Sintomas da desidratação e gastroenterite

A desidratação causada pela gastroenterite é um dos principais sintomas dessa condição. A desidratação caracteriza-se por sinais como boca e pele secas, sensação de vertigem, confusão, urina escura e muita sede.

Outros sintomas da gastroenterite incluem diarreia líquida ou com sangue, perda de apetite, dor de cabeça, cólica, febre (superior a 37,8ºC) e dor abdominal. Assim, quando a pessoa com gastroenterite tiver qualquer um dos sinais de desidratação que não se resolveu em poucos dias, deve procurar um médico imediatamente.

O que comer? Dieta para gastroenterite 

Segundo a Mayo Clinic, organização de serviços médicos e pesquisas médico-hospitalares dos Estados Unidos, a orientação para quem suspeita de ter a gastroenterite é tentar comer em pequenas quantidades, mas com uma maior frequência, para permitir que o estômago se acomode.

A ingestão de sopas e caldos é recomendada, entretanto devemos utilizar ingredientes de fácil digestão, como macarrão cozido e grãos e vegetais macios. Além disso, os vegetais oferecem um benefício adicional, pois são alimentos ricos em antioxidantes, e incluí-los na sua dieta pode auxiliar no combate à infecção e inflamação causadas pela gastroenterite.

  Continua Depois da Publicidade  

Outra recomendação é deixar de lado os temperos picantes, pois eles podem piorar os sintomas. Então, substitua-os por temperos mais leves como aipo seco ou salsinha.

Os grãos e cereais integrais, apesar de conter mais nutrientes como fibras e proteínas, são de difícil digestão, portanto não recomendados por quem tem gastroenterite. Então a melhor opção são os pães macios, arroz branco enriquecido ou até mesmo arroz integral, desde que esteja bem cozido e macio. 

Outras opções de alimentos na dieta para gastroenterite são cuscuz e sopa de cevada, por exemplo.

Cuidados básicos para a gastroenterite

Para ajudar no tratamento da gastroenterite, é importante consumir bastante água – mais do que o costumeiro, pois há a necessidade de repor os fluidos eliminados por meio do vômito e da diarreia.

O melhor mesmo é tomar água, entretanto, a pessoa também pode ingerir o líquido por meio de sucos de frutas (ou vegetais) e sopas. Não apenas isso, mas também existe a possibilidade de utilizar bebidas especiais para reidratação, como o soro encontrado em farmácias e até mesmo as bebidas esportivas, como Gatorade e Powerade, por exemplo.

Entretanto, é muito importante ingerir com frequência pequenas quantidades de fluidos ao longo de algumas horas, ao invés de beber tudo de uma vez.

Esta orientação vale também para o consumo de alimentos básicos e de fácil digestão, como gelatina, torradas, banana, batata, maçã, peras descascadas e cozidas, couve flor cozida no vapor, cenoura bem cozida e molinha, e frango. No entanto, se sentir náuseas, o ideal é que pare de comer e tente de novo depois de algum tempo.

Além disso, na dieta para gastroenterite é necessário evitar leite e produtos laticínios, cafeína, bebidas alcoólicas, nicotina e comidas gordurosas ou muito temperadas, por exemplo, durante alguns dias, até os sintomas melhorarem. Isso porque os produtos laticínios podem agravar a diarreia. Veja mais:Dor no pé da barriga – O que pode ser e como tratar

  Continua Depois da Publicidade  

Outras recomendações

Quando a pessoa tem diarreia repentina e vômito, recomenda-se ficar em casa e em repouso até sentir-se melhor, e só voltar às atividades no mínimo 48 horas depois do desaparecimento dos sintomas e recuperação do seu sistema imunológico.

A pessoa com gastroenterite também precisa descansar bastante durante o processo de recuperação da doença. Assim, é possível a utilização de medicamentos para reduzir os sintomas como febre, dores e contra a diarreia.

No entanto, o ideal é consultar-se com um médico ou farmacêutico de confiança para checar quais tipos de remédios são indicados para o caso específico, tendo em vista os sintomas, o seu histórico de saúde e uso de medicamentos.

Também deve-se procurar o médico as pessoas que retornaram nas últimas semanas de um local onde o saneamento é precário. Além disso, pessoas portadoras de alguma doença já diagnosticada, e que estejam vomitando ou tendo diarreia, também devem procurar ajuda imediatamente.

Lembre-se ainda de que os dados apresentados aqui servem apenas de informação – qualquer diagnóstico ou tratamento pode ser determinado somente por um médico.

Fontes e referências adicionais

O que você achou dessas dicas de dieta para gastroenterite? Já sofreu com essa condição? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (10 votos, média 4,30)
Loading...

Sobre Dr. Marcos Marinho

Dr. Marcos Marinho é especialista em Gastroenterologia, Endoscopia Digestiva e Ultrassonografia - CRM 52.104130-4. Formou-se em Medicina pela Universidade do Grande Rio (Unigranrio) e é pós-graduado em Gastroenterologia pelo IPEMED. Realizou cursos de ultrassonografia geral e intervencionista pela Unisom, ultrassonografia musculoesquelética e Doppler pelo CETRUS. Atualmente, é pós-graduando de Endoscopia Digestiva pela Faculdade Suprema de Juiz de Fora-MG. No momento, atua em vários municípios do estado do Rio de Janeiro como na capital, Niterói, Magé e Araruama. Dr. Marcos Marinho tem experiência em setores variados de sua especialização e continua em constante aprendizado e evolução para ser uma referência da área. Para mais informações, entre em contato através de seu Instagram oficial @drmarcosmarinho

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

1 comentário em “Dieta para gastroenterite – O que comer e cuidados”

  1. Eu tive gastroenterite neste Ano uma hoje e a outra à três meses atrás, as vezes esqueço não devo abusar e comer comida leves, quais não sei. Muito obrigado

    Responder