Dor na batata da perna (panturrilha): 11 causas e o que fazer

Especialista da área:
atualizado em 08/06/2022

A dor na batata da perna pode se manifestar repentinamente e de maneira intensa. Ela pode ocorrer como resultado de uma atividade física muito intensa ou indicar problemas mais graves, relacionados com a circulação sanguínea. 

Veja quais são as principais causas de dor na batata da perna e o que fazer. 

  Continua Depois da Publicidade  

Cãibras

As cãibras estão entre as causas mais comuns de dor na batata da perna. É possível que você já tenha tido um episódio de cãibra na panturrilha e se lembra da dor aguda que ela causa.

As cãibras ocorrem devido a contrações musculares involuntárias, comuns após uma atividade física muito intensa, podendo ocorrer até mesmo durante o sono. Não é incomum despertar com uma dor aguda na batata da perna, por conta de cãibras na panturrilha. Veja algumas dicas de como evitar cãibras nos exercícios

Um desequilíbrio de sais minerais no organismo, principalmente de sódio, zinco e magnésio também pode causar cãibras. 

O que fazer

Na maioria das vezes, as cãibras surgem de maneira súbita e passam espontaneamente, durante apenas alguns minutos. 

Durante um episódio doloroso, você deve ficar em pé e concentrar o seu peso na perna que está com espasmos. Se isso não for possível, sente-se, estique a perna e puxe o pé com a mão, de forma a alongar o músculo. 

  Continua Depois da Publicidade  

Lesões musculares

Dor na panturrilha
A dor na batata da perna pode ocorrer por um rompimento de fibras musculares na panturrilha

As panturrilhas contêm músculos que são muito requisitados nos mais variados tipos de exercícios físicos e atividades corriqueiras, como caminhar e subir escadas, pois estão envolvidos com a propulsão (impulsão) e amortecimento. 

Assim, a dor na batata da perna pode ser consequência de uma lesão muscular na panturrilha, causada pelo rompimento de fibras provocado pelo excesso de esforço. 

Além dos músculos, os tendões associados aos músculos da panturrilha podem ficar lesionados por um processo inflamatório bem conhecido, a tendinite. Uma tendinite no tendão de Aquiles provoca dores no calcanhar e na batata da perna. 

O que fazer

Logo após uma lesão muscular, você pode colocar em prática algumas ações que seguem o acrônimo em inglês “PRICE”, que significa: Proteção, Repouso, Gelo (ice), Compressão local e Elevação do membro lesionado. 

A compressa de gelo deve ser feita a cada duas horas, com séries de 20 a 30 minutos. A compressão pode ser feita com bandagens, que ajudam a estabilizar a musculatura lesionada. 

Os medicamentos anti-inflamatórios não devem ser usados por mais do que 5 dias, pois atrapalham a cicatrização do músculo lesionado. Exercícios de alongamento e fortalecimento podem ser feitos quando a dor na batata da perna aliviar. 

  Continua Depois da Publicidade  

Rompimento do tendão de Aquiles

Lesões no tendão de Aquiles, seja o estiramento ou o rompimento parcial/total, podem causar dores no calcanhar e na batata da perna. A intensidade dos sintomas varia de acordo com a gravidade da lesão. 

Em um rompimento, a dor sentida na batata da perna é muito intensa, é como se ela tivesse sido atingida por uma pedra. Junto com a dor, é possível ouvir um estalo no momento em que o tendão se rompe. Os sinais de inflamação são imediatos, a perna fica inchada, avermelhada, febril e a pessoa não consegue, nem mesmo, apoiar o pé no chão. 

O que fazer

O tratamento de um tendão de Aquiles rompido visa restaurar a função dessa estrutura, promovendo uma cicatrização que une as partes do tendão. Há opções de tratamento não cirúrgico e cirúrgico, e a escolha depende do nível de atividade da pessoa, da idade e da gravidade da lesão. 

Em não atletas e com ruptura parcial do tendão, é feita a imobilização com bota ortopédica ou bota gessada com salto. A cirurgia é indicada para casos de ruptura total do tendão e consiste em realizar pontos para unir a estrutura. Após a cirurgia, é necessário o uso de gesso ou tala para imobilização do pé. 

Dor ciática

Ciática
A dor ciática pode atingir qualquer altura no nervo ciático, inclusive a batata da perna

O nervo ciático é o maior nervo que temos no corpo, ele começa no glúteo, passa pela parte posterior da coxa, panturrilha e chega ao pé. Quando há compressão do nervo ciático causada por problemas como hérnia de disco e estenose lombar, ocorre a dor ciática. 

Juntamente com a dor ciática que pode atingir qualquer altura no nervo, inclusive a batata da perna, pode haver sensação de formigamento/dormência e restrição do movimento. 

  Continua Depois da Publicidade  

O que fazer

Durante as crises agudas de dor, você pode tomar analgésicos e anti-inflamatórios. Passada a crise, é fundamental descobrir e corrigir as causas da compressão do nervo, que podem incluir sessões de fisioterapia e reeducação postural. Veja alguns exercícios para fazer quando o nervo ciático estiver inflamado

Flebite

A flebite é uma inflamação dos vasos sanguíneos superficiais e tende a ocorrer em pessoas que têm varizes nas pernas. 

A flebite faz com que as pernas fiquem inchadas, doloridas e avermelhadas. Um fluxo sanguíneo mais lento nos membros inferiores, comum em quem tem varizes, é uma das principais causas dessa inflamação. 

O que fazer

O uso de meias elásticas de compressão ajuda a melhorar o fluxo sanguíneo nas pernas. Deixar as pernas elevadas e aplicar compressas mornas também podem estimular a circulação sanguínea, melhorando os sintomas. Confira algumas opções de meias para varizes

Cisto de Baker

O cisto de baker é um caroço cheio de líquido sinovial, que acaba se acumulando nas bainhas dos tendões e nas bursas. Essas estruturas ficam localizadas nos pontos onde os músculos e os tendões se conectam com ossos, para lubrificação, de forma a permitir um deslizamento suave no movimento das articulações. 

Esse cisto se forma atrás do joelho e, embora raro, ele pode se romper e seu conteúdo líquido se espalhar para a panturrilha, onde causa inflamação e dor na batata da perna e no joelho.  

O que fazer

Em um caso de rompimento do cisto de Baker, deve-se ir imediatamente ao hospital, pois pode ser necessária uma cirurgia para retirada do líquido. 

Celulite infecciosa

A celulite infecciosa não tem nenhuma relação com a celulite comum, que causa aqueles furinhos na pele. 

A celulite infecciosa é causada por uma infecção bacteriana que atinge as camadas mais profundas da pele. A bactéria causadora da infecção consegue se alojar no tecido gorduroso e provocar sintomas agudos de inflamação, incluindo dor na batata da perna e febre. 

Esse problema pode se agravar e causar uma infecção generalizada no organismo, colocando a vida da pessoa em risco. 

As causas mais comuns são ferimentos e lesões na pele não tratados, que servem como portas de entrada para essas bactérias, que podem causar a infecção em pessoas com o sistema imunológico enfraquecido. 

O que fazer

O tratamento é feito com antibióticos para combater a infecção bacteriana e com cuidados voltados às feridas na pele. Se o tratamento com antibióticos por via oral não resolver o quadro infeccioso, a pessoa é internada, para receber a medicação na veia, evitando a disseminação da infecção no corpo. 

Síndrome da pedrada

Assim como o tendão de Aquiles pode se romper, as fibras do músculo tríceps sural, localizado na panturrilha, também podem. A síndrome é conhecida por esse nome, devido à dor aguda, semelhante a um tiro ou uma pedrada na batata da perna, sendo possível até ouvir um estalo no momento da ruptura. 

Uma causa possível e comum da síndrome da pedrada é a realização de exercícios físicos muito intensos, que promovem contrações muito fortes no músculo.

O grau dos sintomas varia com a extensão da ruptura mas, de modo geral, causa o endurecimento da batata da perna, formação de hematoma, dor aguda e incapacidade de apoiar o pé no chão. 

O que fazer

O tratamento, bem como a sua duração, varia de acordo com o grau da lesão. O protocolo de tratamento geralmente inclui a aplicação de compressas de gelo, elevação do membro, repouso, sessões de fisioterapia e exercícios de fortalecimento muscular. 

Insuficiência arterial

A insuficiência arterial nos membros inferiores é quando ocorre o endurecimento e estreitamento das artérias, que resultam em menor fluxo sanguíneo nas pernas. 

A principal causa da insuficiência arterial é a aterosclerose, caracterizada pelo acúmulo de gordura na parede das artérias, causando o seu estreitamento e até obstrução. A dor surge como um resultado da diminuição de oxigênio nos tecidos, devido ao fluxo sanguíneo reduzido.

Os principais sintomas são dor e fadiga nas coxas e nas panturrilhas, que se manifestam com a caminhada, principalmente após subidas, e aliviam com o repouso. Com a progressão do problema, os sintomas podem se manifestar mesmo em repouso. 

Qualquer mínima lesão ou trauma pode provocar feridas que se tornam muito dolorosas e não cicatrizam. Nesse estágio de complicação, há o risco de amputação do membro. 

O que fazer

O tratamento pode ser medicamentoso, com vasodilatadores e anticoagulantes, ou cirúrgico, para a desobstrução das artérias afetadas. É fundamental a mudança no estilo de vida, com a cessação tabágica, perda de peso, alimentação saudável e prática regular de atividade física.    

Veias varicosas (varizes)

Fisioterapia
As varizes podem provocar dores nas pernas

As veias varicosas, mais conhecidas como varizes, são veias dilatadas e torcidas, que chegam a ser visíveis sob a pele. 

Os locais mais comuns de formação das varizes são as pernas (batata das pernas) e os pés, onde causam dor, sensação de peso e coágulos sanguíneos. 

Algumas pessoas têm varizes bem pequenas, que não são motivo de preocupação. Mas, quando são grandes e abundantes, podem ser indícios de problemas circulatórios.  

O que fazer

No caso das varizes pequenas e superficiais, podem ser feitas aplicações locais de medicações para necrosar a veia e fazer com que deixem de ser uma via para o fluxo sanguíneo. 

Para veias maiores e mais profundas, o procedimento é cirúrgico, para remoção das veias afetadas, através de pequenas incisões. Veja como funciona a cirurgia

O uso de meias de compressão e atividade física regular ajudam a melhorar o fluxo sanguíneo e reduzir os sintomas. 

Trombose venosa profunda

A trombose venosa profunda é uma doença grave e perigosa, caracterizada pela formação de trombos, que são coágulos sanguíneos, em veias profundas, especialmente da batata da perna. 

Se um trombo se desprender, ele pode atingir outros órgãos, como o pulmão, onde pode causar uma embolia pulmonar

Esse problema causa dor na batata da perna, cãibras e inchaço. Em alguns casos, porém, a trombose venosa profunda não causa nenhum sintoma. 

O que fazer

O tratamento da trombose venosa profunda consiste em evitar a formação de trombos e promover a reabsorção daqueles já existentes, com medicações anticoagulantes. Remédios fibrinolíticos também são usados e servem para dissolver os trombos. Em alguns casos, os trombos só podem ser removidos com cirurgia.

Fontes e referências adicionais

Você já sentiu dor na batata da perna? Qual foi a causa da sua dor? E o que você fez para aliviar? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dr. João Hollanda

Dr. João Hollanda é Médico Ortopedista - CRM-SP 113136. Formou-se pela Santa Casa de São Paulo, com especialização em cirurgia do joelho. É também médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino desde 2016 e médico voluntário do Grupo de Traumatologia do Esporte da Santa Casa de São Paulo desde 2010. Você pode entrar em contato com o Dr. João através de seu site.

Deixe um comentário