Faz mal comer arroz cru?

Especialista da área:
atualizado em 12/10/2021

Confira se faz mal comer arroz cru ou se essa mania que pode parecer bem estranha não causa nenhum problema para a saúde de quem tem.

  Continua Depois da Publicidade  

Tem muita gente com manias estranhas por aí. Tem gente que come miojo cru – veja se essa mania faz mal), gente que come gelo – veja se faz mal também – e outra pode ser comer arroz cru. Mas será que essa última mania bizarra pode fazer mal para a saúde?

Faz mal comer arroz cru?

O arroz é aquele alimento que costuma aparecer no prato dos brasileiros na companhia do seu inseparável colega feijão, mas também pode ser utilizado em receitas de risotos e bolinhos salgados, por exemplo.

Entretanto, algumas pessoas podem não ter a paciência de esperar o arroz ficar pronto na panela ou no forno e não resistem ao desejo de petiscar o arroz ainda cru. Mas isso não seria perigoso para a saúde?

A princípio, há apenas o risco de infecção, porque os produtos crus podem conter germes, bactérias e fungos. Fora isso, não há nenhum grande risco para a sua saúde.

A questão da bactéria Bacillus cereus

Arroz cru

De acordo com informações do Serviço Nacional de Saúde (NHS, sigla em inglês) do Reino Unido, o arroz que não passou por um processo de cozimento apresenta esporos da Bacillus cereus, uma bactéria que pode resultar no desenvolvimento de uma intoxicação alimentar.

Um dos motivos favoráveis à suspeita de que faz mal comer arroz cru é justamente o fato da bactéria Bacillus cereus, encontrada em diversos alimentos, também estar presente no arroz cru.

  Continua Depois da Publicidade  

Entretanto, algumas estirpes desta bactéria competem com outras bactérias no sistema digestivo, servindo como um probiótico e reduzindo a quantidade de bactérias potencialmente perigosas como a salmonela.

Porém, outras estirpes são potencialmente perigosas para os humanos. Dessas estirpes perigosas, a estirpe emética B. cereus, que é indutora de vômito e náusea, está principalmente associada com os produtos do arroz.

Quando o arroz não é cozido ou é insuficientemente cozido, essa estirpe de Bacillus cereus dá origem a uma toxina conhecida pelo nome de cereulide, que pode provocar vômito e náusea dentro de um período de 24 horas.

A questão da lectina

A lectina é outro motivo pelo qual é possível afirmar que faz mal comer arroz cru. Essa proteína encontrada em arroz e feijão não cozidos é uma das principais causas da intoxicação alimentar, podendo resultar em reações como náusea, diarreia e vômito quando o consumo é feito de maneira excessiva.

Os seres humanos não são capazes de digerir as lectinas, por isso passam pelo trato digestivo de forma inalterada e podem causar damos à parede intestinal. Isso pode levar a sintomas como diarreia e vômito. Inclusive em longo prazo, as lectinas encontradas no arroz não cozido estão associadas com o desenvolvimento de doença celíaca, diabetes e câncer colorretal.

A questão do revestimento de celulose do arroz

O arroz tem um revestimento externo de celulose, estrutura que auxilia a proteger os grãos contra danos. No entanto, essa propriedade protetiva do alimento também está associada à má digestão, uma vez que o sistema digestivo do organismo humano não é capaz de processar a maior parte dos alimentos ricos em celulose.

  Continua Depois da Publicidade  

Enquanto os alimentos ricos em celulose servem como fibra alimentar e promovem a saúde digestiva, a inabilidade de digerir o revestimento de celulose do arroz diminui o seu teor nutricional. Entretanto, quando o arroz é cozido em água fervente, esse revestimento de celulose é danificado. Isso gera uma melhor digestão do arroz, assim como um aumento na absorção dos seus nutrientes.

Por outro lado, um arroz que não passou por um processo de cozimento, não teve o revestimento de celulose danificado e, consequentemente, pode comprometer a digestão e absorção dos seus nutrientes.

O que fazer se você tem desejo de comer arroz cru

arroz cru

Vale a pena consultar um médico para verificar se isso não pode estar associado a algum problema de saúde e pedir aconselhamento em relação a estratégias eficientes para interromper o hábito.

De acordo com a Nutrition International, organização voltada para o auxílio nutricional a pessoas necessitadas, existe uma condição chamada pelo nome de pica, em que as pessoas afetadas têm o desejo de consumir coisas que não entram na categoria de alimentos, como terra, carvão, cinzas, gelo, giz de quadro-negro, fermento em pó, pontas de cigarro, espuma e enchimento dos móveis, por exemplo.

As pessoas que sofrem com a condição, que ainda pode ser conhecida pelos nomes de alotriofagia e picanismo, também podem ter o desejo de consumir amido não cozido como arroz, tubérculos, farinha crua e amido de milho crus, especificou a organização.

  Continua Depois da Publicidade  

As mulheres grávidas são mais propensas que a população geral a apresentar os sintomas da alotriofagia e esta condição pode ser um indicativo de que a gestante desenvolveu um quadro de anemia.

Isso porque o picanismo pode ser provocado por uma deficiência nutricional, como ferro, zinco ou outro nutriente, ao mesmo tempo em que pode ser manifestada por pessoas que sofrem com problemas de saúde mental como esquizofrenia e transtorno obsessivo compulsivo (TOC).

Ou seja, para quem se depara com a vontade de comer arroz cru ou outros itens estranhos, é realmente importante marcar uma consulta médica para descobrir se o hábito não está associado a uma outra condição de saúde que exige cuidados amplos e começar a tratá-la rapidamente e de maneira adequada.

Fontes e referências adicionais

Você já ouviu falar que faz mal comer arroz cru? Conhece alguém que goste de comer arroz dessa forma? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (8 votos, média 4,13)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

23 comentários em “Faz mal comer arroz cru?”

  1. Meu nome é Joelma e eu tenho comido muito arroz cru em exagero mesmo não consigo parar de comer eu até tento ficar sem comer mais não consigo focar em mais nada até que eu tenha comido o arroz eu sei que preciso de ajuda Venho sentindo muito enjôos ansia de vomito minha pressão tem baixado muito

    Responder
  2. Eu como gelo sempre depois das refeições, e quando sinto calor,tomo água com gelo mais sempre o gelo em si só.
    Isso é desde 2015, pois passei a sentir muita quintura na cabeça e quando começa gelo passa.
    Preciso de ajuda

    Responder
  3. Boa tarde a todos! Pensei que só eu fazia isso, mas vejo muita gente com o mesmo problema que eu aqui.Bom, realmente é um vício que traz uma sensação de paz, porém a partir de hoje lutarei contra essa vontade. Ainda mais agora sabendo dos malefícios contra nossa saúde.

    Responder
  4. Desde minha gravidez que me deu vontade de comer arroz cru já se fez 5 anos e ainda não parei encho a boca e como várias vezes por dia e agora que fiquei desempregada estou comendo muito sinto muitas dores no estômago as vezes penso que vou morrer de tanta dor acho que seja por conta disso já tentei parar mas no consigo Preciso de ajuda

    Responder
  5. Olá não sei mais o que fazer como muito arroz cru virou um vicio não consigo parar de comer,quando não estou em casa até esqueço mais é chegar em casa já vem a vontande loka de comer arroz cru..
    To preocupada que que alguem me falasse alguma coisa!
    Obrigada!

    Responder
  6. Eu tenho o vício de comer arroz lavado cru. Se tornou algo incontrolável na minha vida. Como em medida 300 a 400g por dia TODOS OS DIAS. Se estou estressada eu como , triste eu como , irritada eu como , feliz eu como. Não importa as circunstâncias eu tô comendo. Tenho muito medo de morrer por conta disso. Tenho dois filhos pequenos que precisam de mim , mais esse vício é mais forte do que eu. Não consigo parar. Já tentei, mais não consigo. Como já tem anos , mais com essa pandemia agravou é muuuito a minha vontade de comer , hj em dia eu como o triplo do que eu comia. Sinto dores na barriga , e a baixo das costas frequentes. Tenho achado que seja isso. PRECISO MUITO DE AJUDA. NÃO POSSO DEIXAR MEUS FILHOS ORFÃOS DE MÃE TÃO CEDO. ??
    QUERO PARAR , PRECISO PARAR , MAIS NAO CONSIGO. TENHO RECEIO QUE SEJA TARDE DEMAIS.

    Responder
  7. Dra. Patricia, até parece que escreveu para mim, tudo o que citou ao menos uns 90 p. cento do que disseste, me fazem mal e tenho de tudo que imaginares no aparelho digestivo.E uma luz a mais para eu colaborar com o tratamento pela ortomolecular.Gratidão imensa!

    Responder
  8. Comecei a comer arroz cru, porém acabei de passar por um procedimento estético ” plastica”. O arroz cru engorda????

    Responder
  9. Eu como arroz cru há muito tempo.
    Com a Pandemia do Corona Vírus, tenho mais vontade.
    Me dá um prazer incrível,uma saciedade incrível.
    Estou viciada mesmo, parece uma droga.
    Até me ponho no lugar, de pessoas que usam drogas.
    Queria parar pois estou achando que é o arroz cru está causando alergias e coceiras na minha pele.
    Não tive coragem de relatar ao meu médico, essa compulsão não tão comum.
    Que fazer?

    Responder
    • O meu caso é o mesmo que o seu. Descobri que tenho anemia com deficiência de ferro. Tomei o ferro em comprimido e a vontade passou. Mas se a anemia volta, a vontade volta também. Tenho que cuidar direto.

      Responder
  10. Há uns 8 anos que como arroz cru. No momento é uma sensação de êxtase quando encho a boca e mastigo os grãos, mas depois tenho sentimentos de culpa que me aperta o coração!
    Meus dentes (no momento) estão horríveis, tudo por causa do arroz cru. Tento me controlar, passo uns tempos sem consumir, mas as vezes a vontade é tão grande que chego a sair de casa só para ir no supermercado comprar um pacote de arroz de risoto para comer escondida da minha família.
    Bom…… gostaria de parabenizar pela matéria que está completa e fala tudo o que eu queria saber, já tem anos que pesquiso, mas essa está completa e perfeita!!
    Agora é só colocar na cabeça que esse mal hábito (ou vício) tem que ser banido da minha vida.
    Obrigada pela matéria tão completa!!!

    Responder
  11. Eu como arroz cru dês de pequena, passo um tempo sem e volto a comer novamente,porém ultimamente estou comendo de maneira excessiva encho um copo de 200 ml e só paro quando acaba. Já fui em alguns médicos que só me receitaram remédio de verme. Estou muito muito preocupada com essa situação e é viciante pra mim. Não consigo parar, tenho medo de consequências.

    Responder
  12. Olá ,eu como arroz cru compulsivamente a quase 5 anos todos os dias e várias vezes ao dia,eu preciso encher a boca pra ficar bem ?sei que pode me prejudicar mas não consigo ficar sem ,me ajuda ?

    Responder
      • posso dizer que todos aque sofre de mesmo problemas, bom vou ja adiantar parabenisando pela materia, esta mesmo muito completa.
        eu como arroz cru e ja tem pelo menos 3 anos, acredite eu ja consigue ficar muito tempo sem comer mais o desejo e a vontado era insaciavel,
        mas com essa materia percebe que o problema não esta somento no arroz mas em nós tambem~
        se uma coisa causa tâo mal porque continuar a utilisar, sera que nós temos controle de nosso corpo, ou somos contralado pelo corpo??

        peço mesmo, que para parar de comer isso temos que colocar uma coisa na cabeça:
        nós não podemos comer arroz cru.

        utilisa um elastico colocado no braço, como controle do desejo, destinado para esse fim, sempre que tens o desejo de comer estica o elastico e depois larga, mais não estica muito, e veras que a dor que sentes é muito pouca para a consequencia de comer arroz cru…….
        não sei voçes mas resultou comido e agora, tenho desejo mas consigo vencer…

        Responder