Fluconazol: para que serve, como tomar e efeitos colaterais

Especialista da área:
atualizado em 14/06/2022

O fluconazol é um medicamento usado para tratar infecções causadas por fungos, principalmente do gênero Candida. As espécies de Candida causam a candidíase oral, genital e micose nas unhas e na pele. 

Este medicamento só deve ser usado com prescrição médica, podendo ser encontrado nas farmácias e drogarias com diferentes nomes comerciais. O termo “fluconazol” se refere ao produto genérico, sendo o Zoltec® a marca referência do medicamento. 

  Continua Depois da Publicidade  

O medicamento também pode ser adquirido gratuitamente, mediante a apresentação da receita nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), pois consta na Relação Nacional dos Medicamentos Essenciais (Rename). 

A venda desse medicamento não é controlada e isso aumenta o risco da automedicação. É fundamental que o fluconazol seja usado somente quando a causa da infecção é um fungo e não outro microrganismo. Apenas um médico ou médica é capaz de identificar a causa das queixas e fazer um diagnóstico correto. 

Veja para que serve o fluconazol, como tomar e quais são os possíveis efeitos colaterais. 

Para que serve o fluconazol?

Candidíase
A candidíase vaginal é uma das principais indicações do fluconazol

O fluconazol inibe a produção de uma substância lipídica (gordurosa), necessária para a formação da membrana da célula do fungo. Sem essa substância, o fungo morre e o crescimento da colônia é interrompido. 

Quando a pessoa ingere um comprimido de fluconazol, ele é absorvido no trato gastrointestinal, acessa a corrente sanguínea e chega aos locais onde os fungos estão crescendo e se multiplicando. 

  Continua Depois da Publicidade  

Dessa forma, o fluconazol serve para tratar as seguintes infecções: 

O fluconazol também serve como um tratamento preventivo contra infecções fúngicas em pessoas que têm o sistema imunológico enfraquecido, porque:

  • Convivem com o vírus HIV/AIDS
  • Fizeram um transplante de medula óssea
  • Estão internados na UTI
  • Estão fazendo tratamento para câncer
  • Estão fazendo tratamento com imunossupressores, que são medicamentos que suprimem a ação do sistema imunológico, deixando-as mais vulneráveis a infecções. 

Como tomar o fluconazol?

O fluconazol pode ser encontrado na forma de cápsulas de 150 mg, suspensão oral de 10 mL e solução injetável de 2 mL. A escolha da forma de apresentação do medicamento, bem como a dose e o tempo de uso, são indicadas pelo médico ou médica responsável pelo caso. 

O fluconazol é rapidamente absorvido pelo organismo, atingindo o pico de concentração no sangue após 30 a 90 minutos da administração do comprimido. 

Dermatomicoses

Para o tratamento das dermatomicoses, que são as micoses que afetam a pele, as unhas e a virilha, é recomendada uma dose única de 150 mg por semana. O tempo de tratamento varia de caso para caso mas, em geral, dura de 2 a 4 semanas. 

No caso da frieira ou pé-de-atleta, o tempo de tratamento pode chegar a até 6 semanas, com a dose única semanal. 

  Continua Depois da Publicidade  

O tratamento para a micose de unha deve ser continuado até que as unhas infectadas sejam substituídas por unhas saudáveis. O tempo de crescimento de novas unhas varia de pessoa para pessoa, mas o intervalo médio para as unhas das mãos é de 3 a 6 meses e, para as dos pés, de 6 a 12 meses. 

Candidíase vaginal aguda e balanite

Para tratar um episódio agudo de candidíase vaginal e balanite, basta uma dose de fluconazol 150 mg. 

Candidíase vaginal recorrente

Para as mulheres que têm candidíase recorrente ou de repetição, o fluconazol pode ser usado como um tratamento preventivo, para impedir novas crises. 

A candidíase recorrente é definida pela apresentação de quatro ou mais episódios de candidíase, no período de 1 ano. 

Nesse caso, é administrada a dose única mensal (150 mg), durante 4 a 12 meses. 

Contraindicações do fluconazol

Medicamento
Algumas pessoas podem precisar evitar o medicamento

O fluconazol é contraindicado, ou deve ser usado com cautela, pelos seguintes grupos de pessoas:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Crianças e adolescentes menores de 18 anos 
  • Idosos acima de 60 anos
  • Gestantes e lactantes
  • Pessoas que têm alergia ao fluconazol e outros antifúngicos, como o cetoconazol e o itraconazol. 
  • Pessoas com insuficiência renal: o médico ou médica precisa ajustar a dose, conforme a capacidade de filtração dos rins do paciente. 
  • Pessoas com diabetes, pois o medicamento contém açúcar. 

O uso do medicamento por esses grupos de pessoas não é recomendado mas, quando o médico ou médica avalia que os benefícios superam os riscos, o fluconazol pode ser prescrito. A pessoa é acompanhada durante o seu tratamento e a dose é cuidadosamente ajustada, bem como o tempo de tratamento. 

É importante relatar ao seu médico ou médica se você utiliza algum medicamento, pois pode haver interações medicamentosas com o uso do fluconazol. 

O fluconazol pode interagir com medicamentos como o cisaprida, astemizol, terfenadina, pimozida, quinidina e eritromicina, provocando alterações no ritmo cardíaco.  

Possíveis efeitos colaterais do fluconazol

O fluconazol é bem tolerado pela maioria das pessoas e raramente causa efeitos colaterais, mas podem ocorrer alguns, principalmente sintomas gastrointestinais:

  • Náusea
  • Vômito
  • Dor abdominal 
  • Diarreia
  • Dor de cabeça
  • Erupção cutânea (manchas avermelhadas na pele)

As reações menos comuns são:

  • Insônia
  • Sonolência
  • Convulsão
  • Tontura
  • Azia
  • Flatulência
  • Boca seca
  • Alteração de sabor
Fontes e referências adicionais

Você já teve que fazer um tratamento com fluconazol? Em quanto tempo você percebeu os resultados? Percebeu algum efeito colateral? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas e profissionais de educação física. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

Deixe um comentário