Kaloba Aumenta a Imunidade?

Especialista:
atualizado em 24/07/2020

O Kaloba é um medicamento fitoterápico composto pelo extrato das raízes da planta Pelargonium sidoides e tem muitos benefícios. Você descobrirá a seguir se a kaloba aumenta a imunidade, além de conhecer suas principais características, efeitos colaterais e contra-indicações.

A imunidade é o sistema de defesa do nosso organismo e quando alguém diz que algo pode fortalecê-lo, é normal que a gente fique animado. Isso não é diferente ao ouvirmos falar que o Kaloba aumenta a imunidade.

Entretanto, antes de sairmos correndo atrás desse remedinho natural, precisamos cavar mais fundo para entender se ele realmente pode contribuir com o nosso sistema imunológico e se o seu uso é seguro para todas as pessoas.

A propósito, saber como fortalecer o sistema imunológico nunca é demais para ninguém, não é mesmo?

O que é e para que serve Kaloba?

O Kaloba é uma planta que tem sido utilizada na medicina popular desde o ano de 1665. Este remedinho natural pode ser encontrado no formato de comprimidos ou de solução oral em gotas e a sua comercialização exige a apresentação da receita médica.

Kaloba pode ser indicado para o tratamento dos sintomas de infecções agudas do sistema respiratório como:

  • resfriado;
  • sinusite;
  • infecção da garganta;
  • faringite;
  • amigdalite;
  • bronquite não alérgica, principalmente de origem viral.

O medicamento se propõe a diminuir a duração da doença e a intensidade dos sintomas. Esses sintomas podem incluir:

  • tosse com catarro;
  • coriza;
  • tosse seca;
  • obstrução nasal;
  • dor de cabeça;
  • secreção de muco;
  • dor no peito;
  • dor de garganta;
  • dificuldade para engolir;
  • mal-estar;
  • indisposição;
  • inflamação na garganta.

A eficácia da planta que dá origem ao fitoterápico –  Pelargonium sidoides ou gerânio sul-africano – foi demonstrada por meio de estudos clínicos a partir da década de 1970. Já os estudos clínicos realizados com Kaloba em si apontaram uma melhora dos sintomas das infecções respiratórias entre o primeiro dia e o quarto dia de tratamento com o remédio.

Por sua vez, a melhora completa é observada geralmente até o sétimo dia de tratamento com o medicamento.

E então, é verdade que o Kaloba aumenta a imunidade?

De acordo com informações da farmacêutica Mafalda Abreu, é por conta das suas propriedades estimulantes do sistema imunológico e devido a sua atividade que contribui com a eliminação de secreções que o Kaloba pode ser prescrito pelo médico para tratar os sintomas de infecções respiratórias agudas como as previamente mencionadas.

Além disso, a bula de Kaloba da Takeda na versão comprimidos explica que o fitoterápico auxilia as defesas naturais do organismo em relação ao combate às infecções provocadas por microrganismos.

Conforme um estudo apontou, a planta que dá origem ao medicamento –  Pelargonium sidoides ou gerânio sul-africano – amenizou os sintomas e diminuiu a duração de resfriados.

Entretanto, é importante observar que Kaloba atua de maneira favorável à imunidade para um caso em particular: as infecções agudas do sistema respiratória. Portanto, se você busca uma alternativa para melhorar a sua imunidade, o ideal é que consulte o auxílio do médico para saber qual estratégia é a mais indicada para o seu caso em particular. Até porque é necessário apresentar a receita médica para levar o fitoterápico para casa.

A consulta ao profissional também vale a pena para verificar se a baixa da imunidade que você suspeita ter desenvolvido não pode estar associada a algum outro tipo específico de problema de saúde e, caso o mesmo seja confirmado, começar rapidamente a seguir o melhor tratamento para a condição em questão.

Efeitos colaterais de Kaloba

Agora que já abordamos se Kaloba aumenta a imunidade, vamos conhecer algumas reações adversas que podem ser provocadas pelo medicamento fitoterápico.

Pois bem, este remedinho natural pode provocar os seguintes efeitos colaterais:

  • Dor de estômago;
  • Náusea;
  • Diarreia;
  • Hepatotoxicidade (toxicidade no fígado);
  • Hepatite (inflamação no fígado);
  • Sangramento discreto da gengiva ou do nariz;
  • Reações de hipersensibilidade como erupção cutânea e prurido (coceira);
  • Elevação das enzimas hepáticas.

Ao experimentar esses sintomas ou algum outro tipo de reação adversa durante o tratamento com o fitoterápico, informe o médico a respeito do problema mesmo que não imagine se tratar de um efeito colateral tão grave assim.

Isso é aconselhável porque permite verificar a real seriedade do sintoma em questão, receber o tratamento apropriado e saber se deve continuar ou não a utilizar Kaloba.

Por exemplo, uma ocorrência de hepatotoxicidade exige a interrupção imediata do uso do medicamento e a consulta ao médico, de acordo com o que adverte a bula de Kaloba da Takeda na versão comprimidos.

Vale a pena saber que a lista de sintomas da hepatotoxicidade ou doença tóxica do fígado pode incluir:

  • febre;
  • diarreia;
  • urina colorida;
  • coceira;
  • icterícia (amarelamento na pele e nos olhos);
  • dores de cabeça;
  • falta de apetite;
  • dor no estômago;
  • vômito;
  • perda de peso;
  • fezes brancas ou cinzas.

Os sintomas podem ocorrer horas depois da pessoa entrar em contato com a causa da hepatotoxicidade ou doença tóxica do fígado, mas também é possível que o indivíduo sinta-se lentamente pior ao longo de dias ou semanas de exposição frequente ao causador do problema.

Posologia

Em geral, é indicado usar as seguintes dosagens de Kaloba (solução oral) para o tratamento de infecções agudas do trato respiratório:

  • Adultos e crianças maiores de 12 anos de idade: 30 gotas até 3 vezes ao dia;
  • Crianças entre 6 e 12 anos de idade: 20 gotas até 3 vezes ao dia;
  • Crianças menores de 6 anos de idade: 10 gotas até 3 vezes ao dia.

Se optar por comprimidos, a dose indicada é geralmente a seguinte:

  • Adultos e crianças maiores de 12 anos de idade: 1 comprimido até 3 vezes ao dia.
  • Para crianças menores de 12 anos de idade, é recomendado usar o Kaloba na forma de solução oral.

Contraindicações e cuidados com Kaloba

O medicamento fitoterápico não pode ser utilizado pelas seguintes pessoas:

  • Pacientes que sofrem com hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da sua formulação;
  • Pacientes que possuem doença no fígado – se você desconfia que tem algum problema hepático, conheça possíveis sintomas de problemas no fígado e consulte o médico caso apresente um ou mais dos sinais;
  • Crianças com menos de um ano de idade – no caso da versão em gotas do remédio;
  • Crianças com idade inferior aos 12 anos – no caso da versão em comprimidos de Kaloba;
  • Mulheres grávidas – sem que haja a autorização médica;
  • Mulheres que amamentam.

Antes de iniciar o tratamento com o remédio, o paciente necessita informar ao médico a respeito dos outros medicamentos, suplementos ou plantas que já utilize para que o profissional verifique se não pode fazer mal usar todos ao mesmo tempo.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já se perguntou se kaloba aumenta a imunidade? Pretende experimentar? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Felipe Santos e Dra. Patrícia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário