Maltitol Faz Mal? O Que é e Efeitos Colaterais

Especialista:
atualizado em 18/11/2019

O uso de aditivos alimentares pela indústria é uma prática muito comum atualmente, principalmente devido à grande demanda por alimentos no mercado. Estes aditivos têm a função de melhorar o aspecto dos produtos, melhorar a textura, o sabor, o aroma e também ajudar a aumentar o tempo de vida de prateleira dos produtos disponíveis.

No entanto, com o aumento do consumo deste tipo de alimento, muitos pesquisadores questionam se determinadas substâncias podem fazer algum mal à saúde e se existem efeitos colaterais com seu uso no longo prazo.

Vamos conhecer o que é e entender se o maltitol faz mal à saúde, conhecer as características desta substância e os possíveis efeitos colaterais com seu uso prolongado.

O que é o maltitol?

Existe uma classe de substâncias que são chamadas de polióis, que são encontradas em muitos alimentos como maçãs, cerejas, figos, cebolas, beterrabas, algas, azeitonas, fungos, entre muitos outros produtos naturais.

Apesar de serem caracterizados como compostos naturais, a extração de polióis não é considerada viável em função da baixa quantidade presente nos alimentos. Desta forma, os polióis utilizados na indústria são obtidos através de um processo de conversão do grupo carbonílico (aldeído e cetona) dos açúcares em álcool.

Os polióis são considerados uma classe especial de carboidratos, podendo ser classificados em monossacarídeos, incluindo o sorbitol, o manitol, o xilitol e o eritritol, como dissacarídeos, incluindo o maltitol, o lactitol e o isomalte, ou podendo ser formados através de uma mistura de sacarídeos e polissacarídeos hidrogenados, incluindo o xarope de glicose hidrogenado, que é muito utilizado na indústria.

A principal aplicação dos polióis é feita em alimentos isentos de açúcares como balas, gomas de mascar e chocolates, ajudando na melhoria da textura destes produtos.

O maltitol é um poliol dissacarídeo que deve ser produzido através de uma reação de hidrogenação do xarope de maltose que é purificado, desidratado e, posteriormente, cristalizado. Ele é considerado um tipo de edulcorante, que possui em torno de 55% a 60% de doçura em relação à sacarose, e com alto poder edulcorante da forma cristalina a 98% de pureza, atingindo entre 80% e 90% da doçura da sacarose.

A viscosidade do xarope de maltitol, com concentrações de 50% a 55% de maltitol, é superior à dos xaropes de sacarose, conferindo a este aditivo uma habilidade de dar “corpo” ao alimento. Este xarope também possui solubilidade, calor de dissolução, efeitos de atividade de água e depressão do ponto de congelamento muito semelhantes aos da sacarose.

Desta forma, este aditivo é uma excelente opção para ser usado como substituto da sacarose em inúmeros produtos alimentícios, principalmente aqueles com apelo light e diet. É indicado para ser usado como edulcorante, fornecendo sabor e doçura a muitos produtos como xaropes, soluções, pastilhas, gomas, gel comestível, cremes dentais, chocolates, barras de granola, assados, geleias, gelatinas, sorvetes, além de ser muito utilizado em produtos para diabéticos e pessoas que precisam reduzir peso e calorias, devido às suas características muito próximas às da sacarose.

Veja, a seguir, alguns dos benefícios do uso de maltitol em relação a outras substâncias e entenda se o maltitol faz mal realmente à saúde:

1. Não provoca cáries

O maltitol é resistente ao metabolismo das bactérias bucais que utilizam os açúcares e amidos para liberar ácidos que podem provocar cáries e aumentar a corrosão do esmalte dos dentes. Muitos dentistas recomendam o uso dos polióis, entre eles o maltitol e o xilitol, como alternativa para os açúcares e também como parte de um programa abrangente de higiene bucal.

2. Possui uma quantidade baixa de calorias

A quantidade de calorias do maltitol é bem mais baixa (que é de 2,1 calorias por grama) do que a quantidade de calorias do açúcar (que é de 4 calorias por grama), possuindo uma absorção bem mais lenta no organismo. Em função disto, o maltitol é bastante recomendado para quem precisa reduzir peso ou gordura corporal, além de ser muito utilizado em produtos com valor calórico reduzido.

3. Pode ser utilizado por pessoas com diabetes

Em função da absorção mais lenta no organismo, o maltitol pode ser usado de forma segura por pessoas com diabetes, auxiliando no controle da glicemia, promovendo a redução da resposta da glicose e controlando a liberação da insulina no sangue.

Muitos produtos podem ser formulados com o maltitol realizando uma substituição do açúcar. Vale lembrar que o uso desta substância deve ser feita somente através da recomendação de um profissional de saúde.

4. Pode ser usado na formulação de produtos na indústria farmacêutica e alimentícia

O maltitol funciona muito bem com outros ingredientes, sendo bastante usado em conjunto com outros edulcorantes para aumentar a doçura e melhorar o sabor de inúmeros produtos. O aumento do uso de maltitol em produto com calorias e gorduras reduzidas é grande em função das muitas vantagens econômicas e também por sua estabilidade.

O maltitol faz mal à saúde?

Uma questão bastante levantada por inúmeros profissionais é se o maltitol faz mal, principalmente devido ao seu amplo uso na indústria. A segurança do uso do maltitol como ingrediente alimentício já foi fundamentada por muitos estudos. Esta substância é atualmente aprovada para uso em inúmeros países, sendo especificada para uso em alguns produtos determinados.

Em conjunto com especialistas em aditivos alimentares, a Organização Mundial da Saúde (OMS) verificou muitos dados sobre esta substância e concluiu que seu uso era seguro. Em 1985, o Comitê Científico para Alimentação Humana da União Europeia também publicou uma avaliação sobre muitos adoçantes, concluindo que o maltitol era aceitável e que não havia um limite definido para seu uso. Portanto, não é verdade que o uso maltitol faz mal.

No entanto, um dos efeitos colaterais relacionados ao seu uso excessivo é a diarreia. Em função da baixa taxa e da velocidade lenta de absorção desta substância, pode ocorrer um efeito osmótico ao atingir o cólon, causando a diarreia. A tolerância em relação à ingestão desta substância irá variar de pessoa para pessoa, sendo maior naquelas que já utilizam e consomem produtos contendo este edulcorante.

A legislação brasileira permite o uso de vários polióis, entre eles o manitol, o sorbitol, o isomalte, maltitol e o xarope de maltitol. O Comitê Conjunto de Especialistas em Aditivos Alimentares (JECFA) da OMS/FAO examinou os dados de segurança e estabeleceu uma ingestão diária aceitável (IDA) para maltitol “não especificada”, ou seja, sem limite de uso. IDA “não especificada” é a categoria mais segura que o JECFA pode atribuir a um ingrediente alimentício.

Conclusão

Os polióis são considerados uma classe especial de carboidratos, podendo ser classificados em monossacarídeos e em dissacarídeos, ou podem ser formados através de uma mistura de sacarídeos e polissacarídeos hidrogenados.

O maltitol é um tipo de açúcar produzido através de uma reação de hidrogenação da D-maltose que é obtida pela hidrólise enzimática do amido presente na batata. Muitos pesquisadores questionam se o maltitol faz mal, pois seu uso é cada vez mais comum na indústria.

Esta substância é indicada como edulcorante, fornecendo sabor e doçura a muitos produtos como xaropes, soluções, pastilhas, gomas, gel comestível, cremes dentais, chocolates, barras de granola, assados, geleias, gelatinas, sorvetes, além de ser muito utilizado em produtos para diabéticos e pessoas que precisam reduzir peso e calorias. Existem poucos relatos sobre os efeitos colaterais causados por esta substância e ela parece ser bastante segura, de acordo com a OMS.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar que o maltitol faz mal? Tem o costume de consumir alimentos que contenham essa substância por algum motivo? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (15 votos, média: 3,87 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário

2 comentários em “Maltitol Faz Mal? O Que é e Efeitos Colaterais”

  1. Como um pote inteiro de pasta de avela c maltitol para ter diarréia… é muito bom p dar uma limpada geral… fica a dica

  2. O Maltitol creio não fazer mal a diabeticos mas o xarope de maltitol, encontrado como poliol em algumas bolachas sim, faz subir o açucar no sangue.