Benefícios do Xilitol – O Que é, Para Que Serve, Como Usar e Informação Nutricional

Quais são os maiores benefícios do xilitol? O que é esse adoçante tão falado atualmente? Você aprenderá agora para que serve, terá várias dicas de como usar e poderá avaliar a informação nutricional deste componente cada vez mais presente na dieta das pessoas.

O Xilitol é um adoçante natural encontrado nas fibras de algumas frutas, cereais e vegetais, como a amora, milho, ameixa, framboesa, cogumelos, aveias, dentre outros. Embora seja quase tão doce quanto a sacarose, ele é 40% menos calórico, apresentando uma tabela nutricional mais saudável e funcional. Os benefícios do Xilitol são inúmeros, pois ele auxilia na manutenção de peso e é tolerado por diabéticos que, normalmente, devem ter uma dieta restrita de sacarose.

As refeições adoçadas com Xilitol e os produtos que utilizam este ingrediente como fonte de açúcar tendem a ser mais saudáveis em muitos aspectos.

Você também pode conhecer outros adoçantes naturais incríveis que poderão fazer parte das suas refeições a partir de agora. Quanto mais variedade de adoçantes naturais você tiver, menores serão as chances de usar os adoçantes que não fazem muito bem para a sua saúde.

Confira abaixo os 7 benefícios do xilitol e como ele pode ser incorporado à sua rotina alimentar.

O que é Xilitol

O xilitol é um tipo de adoçante muito mais saudável que o açúcar branco refinado, já que, devido à sua composição, suas moléculas não são tão facilmente rompidas e processadas pelo corpo humano quanto as moléculas de açúcares e carboidratos simples.

Enquanto o índice glicêmico do açúcar branco refinado alterna em torno de 100, o do xilitol oscila entre 7 e 13. Na prática, isso significa que ele pode ser ingerido sem que o corpo tenha que se manter constantemente em alerta com a oscilação de nível de açúcar no sangue.

Este adoçante é concebido como um álcool natural, embora não seja exatamente álcool e nem exatamente açúcar, mas sua estrutura química é parecida com algo intermediário entre os dois, já que a hidrogenação da xilose resulta na transformação do aldeído de açúcar em álcool primário.

Atualmente é possível encontrar muitos produtos com este tipo de adoçante, desde comidas, gomas, geleias, iogurtes, até pastas de dente.

Tabela nutricional do Xilitol

Este ingrediente pode ser utilizado como substituto do açúcar de mesa, mas de forma mais benéfica. Sua tabela nutricional apresenta uma configuração significativamente mais saudável que o açúcar branco.

O xilitol não contém minerais ou vitaminas e possui carboidratos e compostos orgânicos, assim como calorias.

No entanto, enquanto 5g de açúcar branco contém 20 calorias, a mesma quantidade de xilitol contém apenas 12 calorias. Ou seja, o índice calórico do xilitol é quase a metade da sacarose.

Dosagem recomendada

O nível adequado de consumo pode variar de acordo com cada organismo.

Um estudo feito em 2016 aponta que a tolerância para uma pessoa adulta que está começando a consumir o produto é de 10g a 30g de xilitol ao dia, que pode ser dosado e distribuído ao longo das refeições.

Após devidamente familiarizado ao consumo, a tolerância média de um adulto é de cerca de 70g ao dia, de forma que seu consumo não irá causar danos colaterais.

Embora os estudos e pesquisas ainda estejam em curso, aponta-se que o consumo de 5g a 6g deste alimento na dieta infantil ajuda consideravelmente na prevenção às cáries.

Benefícios do Xilitol

Recorrer a este tipo de adoçante é uma maneira mais saudável de continuar utilizando açúcar no cotidiano, mas sem os malefícios que a sacarose oferece. Ainda que o consumo de açúcar branco seja pouco no dia a dia, ao fim a conta pode pesar e trazer muitos problemas à saúde, ao organismo e até mesmo à autoestima.

Conheça os 7 principais benefícios do Xilitol e por que incorporá-lo na sua dieta pode ser uma boa opção.

1. Perda e manutenção de peso

O açúcar de mesa é um alimento altamente calórico, mas, na maioria das vezes, indispensável na vida de muitas pessoas. Já o xilitol é mais benéfico neste sentido pois tem praticamente a metade de calorias que o açúcar comum proporcionalmente à mesma quantidade.

No entanto, os benefícios do xilitol referentes à perda e manutenção de peso não param nas calorias. As moléculas deste alimento são complexas e isso retarda o processo digestivo, mantendo as pessoas satisfeitas por mais tempo. Em contrapartida, as moléculas simples do açúcar branco são rapidamente quebradas e, em pouco tempo, as pessoas provavelmente se sentirão famintas. Conheça também os alimentos que não engordam e dão saciedade.

2. Pode ser consumido por diabéticos

A principal restrição na vida de quem sofre com a diabetes é o açúcar. Esta é uma patologia que encontrou na modernidade o ambiente perfeito para se instalar, já que as pessoas estão cercadas por fast-food, gordura por todos os lados, além de uma vida acelerada, que contribuem a esta condição.

De acordo com um estudo publicado por Dr. John Brunzell, endocrinologista de Seattle, o xilitol é um ingrediente permitido nas dietas diabéticas, já que o corpo não pode quebrar suas moléculas tão rapidamente como o açúcar branco, inundando a corrente sanguínea e afetando negativamente o equilíbrio de glicose e insulina.

Assim sendo, pacientes que estão em condições diabéticas podem consumir o xilitol sem ocasionar altos picos nos níveis de açúcar do sangue.

3. Propriedades antibacterianas

O xilitol, ao ser consumido, se torna um agente alcalinizante. Isso quer dizer que se trata de um alimento responsável por aumentar a alcalinidade no corpo humano e diminuir a acidez.

Quanto mais alcalino for um ambiente, menores serão as chances de as bactérias se instalarem, já que este é um ambiente inóspito a esses micro-organismos.

Dessa maneira, o xilitol representa um ótimo aliado nos tratamentos bacterianos no corpo humano.

4. Auxílio na densidade mineral dos ossos

Recentemente pesquisadores canadenses apontaram os benefícios que o xilitol é capaz de causar na saúde óssea das pessoas.

Estudos vêm mostrando que o consumo regular do alimento contribui para a densidade mineral dos ossos e se configura como um ótimo alimento a ser inserido na dieta de quem sofre de osteoporose e demais degenerações do tecido ósseo.

Isso tem razão de ser: quando uma pessoa consome o xilitol, o índice de absorção de outros minerais é potencializado, graças ao efeito alcalinizante.

5. Prevenção às cáries

A cárie é uma doença – causada por fungos e bactérias – evitável e com fácil tratamento, mas com alto índice de prevalência. Nos Estados Unidos, 1 a cada 5 indivíduos sofre com essa condição. Se o açúcar comum é um terrível vilão à saúde bucal e dentária, o xilitol, no entanto, não é um agente causador de deterioração dentária.

Quando uma pessoa consome açúcar branco, a boca passa a ficar em estado ácido, sendo um ambiente ideal para a proliferação de cáries e a desmineralização dental.

O xilitol, no entanto, ao entrar em contato com a boca não irá fermentar e não será responsável por alimentar bactérias que irão formar ácido. Consequentemente, as cáries não se instalarão por falta de ambiente receptivo.

Dessa maneira, o consumo regular de xilitol não apenas não ocasiona a cárie como pode ser usado paralelamente no seu tratamento, já que, ao consumir o adoçante, as bactérias que formam cárie passam fome e morrem. No entanto, ele não é responsável por diminuir, por si só, a deterioração dentária, mas sim estabilizar as já existentes.

Além disso, este tipo de açúcar também é responsável por aumentar o fluxo salivar, permitindo o ambiente bucal se torne mais alcalino, evitando também a incidência de placas bacterianas.

6. Tratamento de infecções de ouvido e sinusite

Uma pessoa que consome regularmente o xilitol é beneficiada com os efeitos antivirais e antibacterianos do alimento. Esses são fatores que normalmente atacam o sistema imunológico e causam infecções de ouvido.

Além disso, é responsável por inibir o crescimento do Streptococcus pneumoniae, mais conhecido como Pneumococo, bactéria responsável por infecções de ouvido e sinusite.

7. Fortalecimento do sistema imunológico

Se o xilitol é um adoçante com efeito antiviral e antibacteriano, obviamente é um excelente alimento que, se consumido regularmente, ajudará no aumento da performance imunológica do corpo humano, evitando a aquisição de doenças virais e infecções.

O sistema imunológico, ao ser alcalinizado, conta com uma arma importante que combate infecções em várias partes do corpo, afetando positivamente a produção de glóbulos brancos – um dos mecanismos responsáveis pelo combate às doenças.

Como usar?

A comercialização do produto é feita, de maneira geral, em pó e pode ser usado em diversos alimentos.

Bebidas como sucos, vitaminas, chás e cafés podem receber este adoçante assim como no preparo de doces e diversas receitas que requerem o uso de açúcar.

Além disso, o xilitol pode compor a lista de ingredientes de receitas que vão ao forno, já que suporta altas temperaturas sem sofrer alterações drásticas na sua composição química.

A dosagem ideal deve ser feita de acordo com o paladar de cada um. Este alimento não é tão doce quanto a sacarose, mas ainda assim é bastante doce e o ideal é que seja inserido aos poucos enquanto a pessoa que estiver cozinhando prepara a receita e experimenta até que a quantidade esteja adequada.

Por que aderir ao Xilitol?

Como pode ser observado, o açúcar de mesa, embora muito importante na composição de muitos alimentos, não é saudável e não oferece uma boa tabela nutricional ou uma interessante composição química aos consumidores.

Isso é inverso ao xilitol, que é um produto obtido a partir de alimentos naturais e que oferece não apenas o efeito de adoçar alimentos, mas muitas vantagens em relação à saúde humana.

Passar a consumir o adoçante xilitol representa um importante passo em busca de uma vida mais saudável e menos calórica. No entanto, é importante ressaltar que alguns casos – brandos – de distúrbios gastrointestinais foram reportados no período de transição do açúcar branco ao novo açúcar. Para evitar que isso ocorre, é interessante fazer uma introdução lenta e gradual.

Além disso, é altamente recomendado manter o xilitol longe do alcance de cães, pois, de acordo com pesquisas feitas neste campo, este alimento diminui drasticamente o nível de açúcar na espécie canina, podendo causar danos irreparáveis.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Referências adicionais: 

Você já conhecia os benefícios do xilitol? Pretende incorporar esse adoçante no seu dia a dia? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário